cabecalho informe tecnico

IC - nº 01 - Crédito Rural - janeiro.2021

O Informe de Crédito Rural da Gerência de Desenvolvimento Técnico da Ocepar, tem como objetivo observar a evolução do funding do Crédito Rural no Brasil, bem como os recursos disponibilizados para as cooperativas a nível nacional e no Paraná, além de comparar a captação de recursos mensais com safras anteriores.

Dos R$ 236,3 bilhões anunciados pelo governo federal para a safra 2020/21, R$ 137,8 bilhões foram aplicados até o mês de janeiro de 2021, de acordo com dados do Banco Central. O montante representa 58,3% do total. A maior parte dos recursos, ou seja, 31%, teve origem na poupança rural; 29% em recursos obrigatórios; 19% em recursos com taxas livres;10% no BNDES equalizável, 10% em fundos constitucionais e 1% em outras fontes. 

O informe demonstra que no período que compreende os meses de julho até janeiro de 2021, as cooperativas brasileiras captaram R$ 15,87 bilhões, sendo a maior parte destinados à industrialização e ao custeio. Já as cooperativas paranaenses captaram R$ 5,80 bilhões, principalmente em industrialização.

Verifica-se também, que a captação total de recursos na política do Crédito Rural, em janeiro da safra atual (2020/2021), se manteve estável em relação à média do mês de janeiro das três safras anteriores (2017/2018, 2018/19, e 2019/20).

IC - nº 12 - Crédito Rural - dezembro.2020

O Informe de Crédito Rural da Gerência de Desenvolvimento Técnico da Ocepar, tem como objetivo observar a evolução do funding do Crédito Rural no Brasil, bem como os recursos disponibilizados para as cooperativas a nível nacional e no Paraná, além de comparar a captação de recursos mensais com safras anteriores.

Dos R$ 236,3 bilhões anunciados pelo governo federal para a safra 2020/21, R$ 127,04 bilhões foram aplicados até o mês de dezembro de 2020, de acordo com dados do Banco Central. O montante representa 53,7% do total. A maior parte dos recursos, ou seja, 32%, teve origem na poupança rural; 27% em recursos obrigatórios; 20% em recursos com taxas livres;10% no BNDES equalizável, 10% em fundos constitucionais e 1% em outras fontes. 

O informe demonstra que no período que compreende os meses de julho até dezembro de 2020, as cooperativas brasileiras captaram R$ 14,71 bilhões, sendo a maior parte destinados à industrialização e ao custeio. Já as cooperativas paranaenses captaram R$ 5,44 bilhões, principalmente em industrialização.

Verifica-se também, que a captação total de recursos na política do Crédito Rural, em dezembro da safra atual (2020/2021), se manteve estável em relação à média do mês de dezembro das três safras anteriores (2017/2018, 2018/19, e 2019/20).

IC - nº 10 - Crédito Rural - outubro.2020

O Informe de Crédito Rural da Gerência de Desenvolvimento Técnico da Ocepar, tem como objetivo observar a evolução do funding do Crédito Rural no Brasil, bem como os recursos disponibilizados para as cooperativas a nível nacional e no Paraná, além de comparar a captação de recursos mensais com safras anteriores.

Dos R$ 236,3 bilhões anunciados pelo governo federal para a safra 2020/21, R$ 92,9 bilhões foram aplicados até o mês de outubro de 2020, de acordo com dados do Banco Central. O montante representa 39,3% do total. A maior parte dos recursos, ou seja, 35%, teve origem na poupança rural; 23% em recursos obrigatórios; 21% em recursos com taxas livres; 9% no BNDES equalizável, 12% em fundos constitucionais e 0% em outras fontes. 

O informe demonstra que no período que compreende os meses de julho até outubro de 2020, as cooperativas brasileiras captaram R$ 11,40 bilhões, sendo a maior parte destinados à industrialização e ao custeio. Já as cooperativas paranaenses captaram R$ 4,52 bilhões, principalmente em industrialização.

Verifica-se também, que a captação total de recursos na política do Crédito Rural, em outubro da safra atual (2020/2021), se manteve em queda em relação à média do mês de outubro das três safras anteriores (2017/2018, 2018/19, e 2019/20).

IC - nº 11 - Crédito Rural - novembro.2020

O Informe de Crédito Rural da Gerência de Desenvolvimento Técnico da Ocepar, tem como objetivo observar a evolução do funding do Crédito Rural no Brasil, bem como os recursos disponibilizados para as cooperativas a nível nacional e no Paraná, além de comparar a captação de recursos mensais com safras anteriores.

Dos R$ 236,3 bilhões anunciados pelo governo federal para a safra 2020/21, R$ 110,02 bilhões foram aplicados até o mês de novembro de 2020, de acordo com dados do Banco Central. O montante representa 46,5% do total. A maior parte dos recursos, ou seja, 34%, teve origem na poupança rural; 25% em recursos obrigatórios; 20% em recursos com taxas livres; 9% no BNDES equalizável, 11% em fundos constitucionais e 1% em outras fontes. 

O informe demonstra que no período que compreende os meses de julho até novembro de 2020, as cooperativas brasileiras captaram R$ 13,03 bilhões, sendo a maior parte destinados à industrialização e ao custeio. Já as cooperativas paranaenses captaram R$ 5,01 bilhões, principalmente em industrialização.

Verifica-se também, que a captação total de recursos na política do Crédito Rural, em novembro da safra atual (2020/2021), se manteve estável em relação à média do mês de novembro das três safras anteriores (2017/2018, 2018/19, e 2019/20).

IC - nº 09 - Crédito Rural - setembro.2020


O Informe de Crédito Rural da Gerência de Desenvolvimento Técnico da Ocepar, tem como objetivo observar a evolução do funding do Crédito Rural no Brasil, bem como os recursos disponibilizados para as cooperativas a nível nacional e no Paraná, além de comparar a captação de recursos mensais com safras anteriores.

Dos R$ 236,3 bilhões anunciados pelo governo federal para a safra 2020/21, R$ 73,4 bilhões foram aplicados até o mês de setembro de 2020, de acordo com dados do Banco Central. O montante representa 31% do total. A maior parte dos recursos, ou seja, 36%, teve origem na poupança rural; 23% em recursos obrigatórios; 21% em recursos com taxas livres; 9% no BNDES equalizável, 11% em fundos constitucionais e 0% em outras fontes. 

O informe demonstra que no período que compreende os meses de julho até setembro de 2020, as cooperativas brasileiras captaram R$ 9,50 bilhões, sendo a maior parte destinados à industrialização e ao custeio. Já as cooperativas paranaenses captaram R$ 3,91 bilhões, principalmente em industrialização.

Verifica-se também, que a captação total de recursos na política do Crédito Rural, em setembro da safra atual (2020/2021), se manteve acima da média do que o mês de setembro das três safras anteriores (2017/2018, 2018/19, e 2019/20).

icone prcoop icone instagram icone facebook icone X icone linkedin icone youtube icone flickr icone endereco