Início Sistema Ocepar Comunicação Prêmio de Jornalismo Conhecidos os vencedores do I Prêmio Ocepar de Jornalismo

DESTAQUE

Conhecidos os vencedores do I Prêmio Ocepar de Jornalismo

Foram mais de 50 trabalhos nas categorias impresso (jornal e revista); eletrônico (rádio, televisão e internet); foto-jornalismo; e produção de cooperativa. Na avaliação dos organizadores, as inscrições superaram as expectativas em termos de número e qualidade. Entre os trabalhos inscritos estavam reportagens da Gazeta do Povo, Folha de Londrina, Gazeta Mercantil, Folha de São Paulo, Rádio CBN, Canal Futura, entre outros veículos nacionais, estaduais e regionais. A Comissão Julgadora foi composta por representantes da diretoria e área de comunicação da Ocepar e do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná. Tema – Com o tema As cooperativas e o desenvolvimento econômico e social do Paraná, o Prêmio traz para discussão a participação cooperativista na produção e na economia do Estado, do País e ainda na geração de divisas, com a forte presença no mercado internacional.João Paulo Koslovski, presidente do Sistema Ocepar, explicou que a proposta do Prêmio Ocepar de Jornalismo surgiu com a intenção de valorizar e estimular a produção jornalística na área do cooperativismo. “Importante, também, é destacar a participação dos profissionais da imprensa, das assessorias das cooperativas e a qualidade das matérias apresentadas, nesta que é a primeira edição do prêmio.” Durante a entrega das premiações, João Paulo anunciou a realização da 2o edição do prêmio, em 2005. 3º Lugar – O trabalho premiado em 3o lugar foi uma série de reportagens exibida pela Rede Independência de Comunicação (RIC-TV), da jornalista June Meireles. Com o tema Cooperativas de Trabalho, a repórter mostrou a realidade de cooperativas urbanas da região de Curitiba. Ganharam destaque na abordagem de June Meireles cooperativas de moto-boy, taxistas, transporte, donas-de-casa e telemarketing. 2º Lugar – O segundo colocado foi o site Documento Reservado, do jornalista Pedro Ribeiro, com a reportagem especial Cooperativismo. Salto com Anarquismo e Risco com Anarquistas. O repórter fala sobre a política agrícola e a polêmica sobre os transgênicos, mostra que o cooperativismo teve um faturamento superior ao orçamento do Paraná, sua preocupação com o futuro, destacando ainda trechos da história e evolução do sistema no Estado. 1º Lugar – O grande vencedor foi uma matéria da jornalista Solange Riuzim, da TV Cultura, e Maringá, emissora da Rede Paranaense de Comunicação. Em uma matéria exibida no Globo Rural, sobre Desenvolvimento de Cooperativas, Solange destaca o processo de agroindustrialização das cooperativas do Paraná, que investem em novas tecnologias e apostam no mercado exterior investindo em produtos de maior valor agregado. A reportagem também aborda o aspecto social dessa realidade, com a geração de empregos. Veículo de Cooperativa – O Jornal de Serviço Cocamar, de responsabilidade do jornalista Rogério Recco levou o prêmio na categoria Veículo de Cooperativa. O material apresentado foi um suplemento especial em comemoração ao Dia Internacional do Cooperativismo com o título Cooperativismo – A arte de somar para dividir melhor. A reportagem traz os números do cooperativismo no Estado, utiliza como referência a Cocamar e abre espaço para o produtor cooperado. Honra ao Mérito - Pela qualidade dos trabalhos apresentados na categoria Veículo de Cooperativa, a Comissão Julgadora decidiu conferir duas homenagens de Honra ao Mérito. Uma delas foi para a matéria Alternativas de Renda, do Jornal C.Vale e de autoria de Almir Trevisan. A outra foi publicada pelo Jornal Coamo, com tema O lado humano do cooperativismo, de Ilivaldo Duarte, Vanderlei Camargo e Wilson Bibiano.
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias