Pandemia pode acelerar inovações para consumo sustentável

O abalo provocado pelo novo coronavírus na economia brasileira rompe com os avanços previstos antes da pandemia. Com a crise, a urgência em se reerguer pode alavancar práticas como o reaproveitamento de materiais para evitar gastos desnecessários.

Um estudo da Universidade Federal do Paraná (UFPR) sugere que a produção de máscaras de tecido é um dos exemplos de uma redefinição dos ciclos de produção tradicionais. O trabalho, publicado em periódico especializado, é analisado agora por Harrison Corrêa, Professor do Departamento de Engenharia Mecânica da UFPR.

Estes movimentos se enquadram na chamada Economia Circular, diz o Professor.

baixar icon
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn