Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias AGRICULTURA: IDR-Paraná promove concurso para premiar colheita de soja

 

 

cabecalho informe

AGRICULTURA: IDR-Paraná promove concurso para premiar colheita de soja

A região de Maringá (Noroeste) realiza o 16º Concurso Regional de Qualidade na Colheita da Soja. O Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná - Iapar-Emater (IDR-Paraná) criou a competição para melhorar o desempenho durante a colheita do produto. O concurso premia os operadores de máquinas que forem mais eficientes no trabalho.

Premiação - A premiação desta edição será de forma virtual e transmitida pelo canal do YouTube do IDR-Paraná na quinta-feira (03/12) às 19h. O link direto para acompanhar o evento pode ser acessado clicando aqui (https://youtu.be/je2JbTCb6vI).

Redução do desperdício - O concurso tem como objetivo demonstrar que é possível reduzir os desperdícios na colheita e aumentar os lucros com a soja, com uma boa revisão, regulagem e manutenção das colheitadeiras.

Avaliação - Nesta edição, safra 2019/2020, foram avaliadas 200 colheitadeiras, em vinte municípios da região. As avaliações das máquinas foram realizadas com a aplicação de uma metodologia desenvolvida pela Embrapa Soja, seguindo o protocolo técnico do MIC-Soja (Monitoramento Integrado de Colheita da Soja).

Equipes - As equipes de avaliadores são formadas por profissionais do IDR-Paraná e universitários da Unicesumar, Universidade Estadual de Maringá (UEM) e Uningá. Também integram as equipes alguns profissionais das prefeituras, sindicatos, cooperativas e empresas privadas do setor.

História - Na safra 1995/1996 o IDR-Paraná realizou a primeira edição do concurso municipal de redução de perdas da colheita da soja em Maringá. Naquele ano a competição contou com a participação de 22 operadores de colheitadeiras. Na safra 2003/2004 o concurso foi ampliado para outros municípios e passou a ter um caráter regional. Na safra 2018/2019 passou a se chamar Concurso de Qualidade na Colheita de Soja, reforçando a importância das boas práticas agrícolas adotadas pelos agricultores.

Resultados - Segundo a Embrapa, durante a colheita da soja na safra 2018/2019 o desperdício médio no Paraná chegou a 1,17 sacas/ha. A média de desperdício dos participantes do concurso ficou bem abaixo desse índice, 0,45 sacas/ha. Um resultado conseguido graças à orientação dos operadores das colheitadeiras.

Economia - Nos 50.000 hectares cultivados pelos participantes do concurso obteve-se uma economia de 36.000 sacas de soja, causando um impacto financeiro em torno de R$ 3,6 milhões para a região de Maringá. (Preço médio da saca de soja: R$ 100/saca).

Paraná - O Paraná cultiva em torno 5,4 milhões de hectares de soja. Se todos os operadores tivessem o mesmo desempenho dos participantes do concurso, seriam 3.888.000 sacas não desperdiçadas e uma economia para o estado em torno de R$ 388,8 milhões.

Brasil - No Brasil, onde são cultivados em torno de 62.400.000 hectares e o desperdício médio é de 2,0 sacas/ha, a economia seria de R$ 9,6 bilhões, relativos a 96.720.000 sacas que não ficariam no campo.

Campanha - O evento de premiação terá ainda um apelo solidário. Está prevista a campanha Colheita Solidária, que vai arrecadar alimentos entre os participantes e parceiros, para distribuição a instituições beneficentes e assistenciais da região de Maringá. Também será elaborada uma revista eletrônica para divulgar o histórico do concurso e o impacto dos resultados obtidos ao longo dessas décadas de trabalho, além de informar os produtores sobre os protocolos de boas práticas agrícolas. (Agência de Notícias do Paraná)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias