COPAGRIL: Boas Práticas de Fabricação na nossa cozinha

As Boas Práticas de Fabricação (BPF) representam um conjunto de princípios e regras para correto manuseio de alimentos, abrangendo desde a matéria-prima até o produto final, para garantir a segurança e integridade de quem consome o alimento, resumindo, são cuidados na higiene pessoal, dos alimentos e do ambiente de preparação.

Bactérias - As bactérias que contaminam o alimento podem se multiplicar rapidamente e causar doenças. É sempre bom lembrar que medidas simples, como lavar as mãos, conservar os alimentos em temperaturas adequadas e o cozimento correto evitam e/ou controlam a contaminação. Essas medidas simples fazem parte das Boas Prática, além de serem fundamentais nas indústrias de alimentos, também podem ser muito úteis nos nossos lares.

Abrigo - Assim, vamos falar um pouco sobre o uso do pano de prato e das esponjas em nossas cozinhas, eles podem se tornar “abrigo” de bactérias, como coliformes fecais (E.coli), Salmonela e Staphylococus aureus; entre outras que estão relacionadas com causas de intoxicação alimentar, que apresentam sintomas como: náuseas, vômitos, diarreia, febre e mal estar

Uso do pano de prato - Vamos fazer uma reflexão, para que utilizamos o pano de prato? Secar as mãos, limpar ou secar a pia, retirar alimento do forno, secar a louça...Muitas vezes não trocamos o pano, e usamos o mesmo, é assim que ele pode ser tornar um grande vilão na cozinha. Vamos dar um exemplo, imagina um microrganismo na carne crua, que ficou na mão, pois na hora de lavar só foi dado uma passadinha de água, ao invés de usar sabão, ao secar a mão o microrganismo ficou no pano e foi passando para todos os outros lugares que foi usado, ou ainda, o pano por ter sido contaminado com os cabelos que encostaram no mesmo enquanto fica apoiado nos ombros. A situação se torna ainda mais crítica se considerarmos que o pano de prato quase sempre permanece úmido. Essa umidade associada com o calor da cozinha, propicia a multiplicação das bactérias.

Práticas - Para manter o pano em condições ideais e seguras na nossa cozinha, podemos aplicar as seguintes práticas:

- Trocar o pano diariamente, mesmo que não esteja com sujeira aparente;

- Ao lavar, deixar de molho com água sanitária por no mínimo 30 minutos;

- Lavar separado das demais roupas;

- Passar com ferro antes de guardar;

- Deixar um pano exclusivo para secagem das mãos.

Identificação - Uma maneira interessante de identificar é utilizar panos de tecidos diferentes, por exemplo: brancos apenas para secar louça, e xadrez para as mãos. Assim, não tem perigo de haver confusão e troca dos panos.

Uso de esponja de louça - A esponja é semelhante ao pano de prato. Ela é utilizada para limpar a louça suja, ela passa por vários tipos de resíduos de alimentos e também por vários microrganismos que estavam naquele alimento. Como consequência parte destes resíduos ficam aderidos a superfície das esponjas, junto com água, transformando a espoja num lugar agradável para as bactérias.

Dicas - As dicas a seguir ajudam a evitar que a esponja se torne um vilão na nossa cozinha:

- Imergir a esponjas após o uso em água fervente por 5 minutos - é um processo de descontaminação prático, sem custo e de fácil execução;

- Trocar a esponja por uma nova periodicamente, sendo o indicado a cada 7 dias no máximo;

- Não armazenar a esponja em recipientes com água.

Pequenos detalhes podem fazer a diferença na sua refeição e na saúde da sua família.

Revista - Esta matéria foi divulgada na Revista Copagril, edição 115 (março/abril). Você pode conferir o conteúdo original em: https://www.copagril.com.br/revista/85. (Imprensa Copagril)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn