cabecalho informe

CAPAL: Cooperativa ocupa a 38ª posição entre as 100 maiores do Estado

 

capal 11 11 2019A Capal está entre as maiores empresas do Paraná, conforme divulgou o Grupo Amanhã no ranking das 100 Maiores do Estado. O índice, que tem o apoio técnico da PwC Brasil, é o principal da Região Sul e apresentou um salto na colocação da cooperativa sediada em Arapoti. Em 2018, ano da análise, a Capal ficou em 38º lugar, subindo oito posições comparado a 2017. O ranking tem como base o Valor Ponderado de Grandeza (VPG), índice que calcula a soma de patrimônio (com peso de 50%), receita líquida (40%) e resultado líquido do exercício (10%). 

  

Crescimento - O VPG da cooperativa em 2018 foi de R$ 765,9 milhões, um aumento de 115% sobre o ano anterior. A receita da Capal naquele ano foi de R$ 1,4 bilhão. Além da posição no ranking estadual, a cooperativa alcançou a 96ª colocação entre as 500 Maiores do Sul, um salto de 14 posições sobre o índice de 2017. Essa é 29ª edição do principal levantamento das organizações da região. 

 

Coroamento - “Essa subida no ranking coroa todo um trabalho que realizamos, da terra ao consumidor final. Estamos no caminho certo e temos certeza que preparados para produzir mais e melhor”, destaca o presidente-executivo da Capal, Adilson Fuga.

 

Maior variação - Com R$ 1,422 bilhão em faturamento no ano passado, a cooperativa cresceu 18% sobre 2017, a maior variação em quase 60 anos de história. 

 

Outros rankings - A cooperativa também se destacou em outros rankings. A edição Exame Melhores & Maiores apresentou as 400 maiores organizações do agronegócio por vendas líquidas. A Capal teve crescimento em 2018 (ano de análise do ranking), saindo de 131ª posição (2017) para 123ª, com um aumento em vendas líquidas de 14,2%. Em relação às 1.000 maiores, também na edição da Exame, a cooperativa saiu da posição 533ª (2017) para 501ª (2018). 

 

Valor 1000 - Já o ranking Valor 1000 também apontou evolução pela Capal. Em 2018, a cooperativa chegou à 424ª posição, subindo 22 colocações sobre o ano anterior. Entre os destaques dessa evolução, no setor agropecuário, a Capal está em sexto lugar pela medida do crescimento sustentável, ou seja, a variação da receita líquida sobre a variação do patrimônio ajustado. Além disso, ela também se apresenta na oitava colocação quando o assunto é cobertura dos juros, isto é, Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) sobre despesas financeiras. (Imprensa Capal)

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias