Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias MILHO: Empresas públicas e privadas pesquisam doenças que atacam a cultura

 

 

cabecalho informe

MILHO: Empresas públicas e privadas pesquisam doenças que atacam a cultura

milho 16 09 2019O Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Embrapa, universidades, cooperativas, empresas de experimentação agronômica e multinacionais fabricantes de agroquímicos conduzirão um projeto cooperativo para investigar o controle de doenças foliares em todas as regiões produtoras de milho segunda safra no Brasil.

Parceria - A parceria foi decidida durante reunião técnica na quinta-feira passada (12/09), em Londrina (PR). A proposta é uma ampliação da rede de pesquisas já conduzida em âmbito estadual sob coordenação do Iapar, Copacol e a empresa Tagro Tecnologia Agropecuária.

Ensaios - Em operação há quatro anos, a rede paranaense já realizou 32 ensaios, instalados nos principais municípios produtores do Estado. Foram avaliados cerca de 40 fungicidas que estão disponíveis no mercado ou com registro especial temporário.

Opções - “Há opções que oferecem mais eficiência de controle com menor impacto ambiental que poderão ser oferecidas ao setor produtivo nas próximas safras”, explica o pesquisador do Iapar que gerencia o projeto, Adriano Custódio.

Nova configuração - De acordo com Custódio, na nova configuração da parceria serão conduzidos 20 ensaios nos biomas Mata Atlântica (Paraná e São Paulo) e Cerrado (Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais) a partir do próximo ano. Mancha branca, mancha de cercóspora, helmintosporiose comum e ferrugem polissora são os principais focos do estudo. “Esse conhecimento é importante para diminuir perdas, racionalizar os custos de produção e reduzir os danos ambientais por meio do uso racional de fungicidas”, explica Custódio.

Produtividade menor - Segundo o pesquisador, estima-se que para algumas doenças 1% de área foliar afetada por essas doenças pode resultar em 43 kg/ha (quilos por hectare) de redução na produtividade da lavoura. “Os resultados desses ensaios permitirão definir medidas para reduzir decréscimos de produção”, aponta.

Condução - O novo projeto será conduzido sob liderança do Iapar, Embrapa Milho e Sorgo, Centro de Pesquisas da Copacol, Universidade de Rio Verde (UniRV) e a empresa Tagro Tecnologia Agropecuária.

Safra - Antes secundária, a segunda safra de milho cresceu em importância e atualmente ocupa a maior área de plantio no Paraná. De acordo com o Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, neste ano foram cultivados 2,2 milhões de hectares, que renderam 13,4 milhões de toneladas do grão.

No país - Em âmbito nacional, foram cultivados 12,6 milhões, com uma produção de 73,8 milhões de toneladas. Os dados são da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Paraná, Mato Grosso, Goiás e Mato Grosso do Sul são os maiores produtores de milho segunda safra. (Agência de Notícias do Paraná)

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias