cabecalho informe

UNIPRIME ALLIANCE: Samy Dana: para onde o País está caminhando?

 

uniprime 17 05 2019O Brasil tende a fechar este ano com crescimento ainda menor que as projeções atuais de 1,45%; a inflação deve continuar sob pleno controle e o desemprego em leve queda. Difícil é prever para onde vai o dólar, atrelado aos cenários interno e externo. A previsão é de Samy Dana, professor da FGV (Fundação Getúlio Vargas), com doutorado em administração e Ph.D. in Business, comentarista econômico em diversos meios de comunicação, em evento comemorativo aos 22 anos de fundação da Cooperativa de Crédito Uniprime Alliance, na noite de quarta-feira (15/05). A palestra, com o tema "Perspectivas e Oportunidades do Brasil", reuniu mais de 600 Cooperados, em sua grande maioria do setor de saúde do Oeste e Sudoeste do Estado, no Teatro Municipal Sefrin Filho, em Cascavel. 


Conhecimento - Ao abrir o evento, a presidente do Conselho de Administração da Uniprime Alliance, Maryam Olympia Yasbick Spricido, lembrou que a melhor forma de comemorar é "compartilhar conhecimento, para manter nossos Cooperados sempre preparados para enfrentar os desafios e oportunidades de nosso País”. Segundo ela, o cenário é de grandes transformações, com muitas mudanças desafiadoras. "A Uniprime Alliance busca uma renovação constante, mas sempre mantendo os nossos valores, pelos quais fundamos e pelos quais existimos: respeito às pessoas, respeito ao meio ambiente e atuação sempre com responsabilidade social", disse.


Gestão - Ainda segundo a presidente do Conselho de Administração, neste ambiente é que se concentra a gestão da Cooperativa, "focada 100% nos cooperados, disponibilizando soluções financeiras personalizadas. O equilíbrio entre a inovação tecnológica e o atendimento humanizado, aliado aos nossos valores sociais, financeiros e econômicos destacam a Uniprime Alliance como modelo de Cooperativa", concluiu.


Opinião pública - Em sua palestra, Samy Dana lembrou que muitas vezes a opinião pública é envolvida pelo chamado "recency effect", em que valorizamos demais o passado recente. "Isto pode fazer a gente mais pessimista do que a visão histórica nos mostra".  A longo prazo, segundo ele, o Brasil continua sendo o País preferido dos grandes investidores internacionais, que priorizam indicadores como população, mercado consumidor, extensão territorial, concorrência interna e riscos políticos. Segundo ele, EUA, Rússia, China e Brasil se destacam sob estes critérios, mas, dentre estes, o Brasil possui boas condições de competição.


PIB - Ao abordar a evolução do PIB nos últimos anos, Samy Dana lembra que de números negativos em 2015 e 2016, o Brasil evoluiu para crescimento positivo de 1,0% em 2017 e 1,1% em 2018, devendo passar de 1% em 2019, embora em sua opinião, não deva alcançar a projeção de 1,45%.  


Diagnóstico - Em linguagem familiar à plateia, Samy Dana resumiu seu diagnóstico: "o que vemos é uma melhora gradual do quadro clínico. O paciente (Brasil)  ainda não está de todo saudável, mas está em processo de recuperação", disse. Segundo o Economista, a aprovação da reforma da previdência já não deve exercer forte influência nos índices de crescimento deste ano, mas é de extrema importância, porque rompe o ciclo vicioso de endividamento crescente do País, de vital importância para que o Brasil retome investimentos. (VS Com - Ass. Impr. Uniprime Alliance). 

 

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias