Início Sistema Ocepar Comunicação Informe Paraná Cooperativo Últimas Notícias DIÁRIO DOS CAMPOS: Cooperativas empregam cem mil trabalhadores no Paraná

 

 

cabecalho informe

DIÁRIO DOS CAMPOS: Cooperativas empregam cem mil trabalhadores no Paraná

 

diario dos campos 17 05 2019Nos últimos dez anos a quantidade de contratações feitas por cooperativas quase dobrou, superando a marca de 101 mil empregos diretos no estado. Os dados são do Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Sistema Ocepar), e indicam que o estado é responsável por mais da metade dos postos de trabalho gerados pelas cooperativas de todo o país - 198 mil, de acordo com o Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras). No cálculo, são consideradas as 215 organizações registradas junto ao Ocepar. 

 

Ricken - Em entrevista ao jornal Diário dos Campos, o presidente do sistema, José Roberto Ricken, afirmou que na região de Ponta Grossa as cooperativas geram aproximadamente 6,2 mil empregos diretos. “A concentração é principalmente na bacia leiteira, com a Unium, junto ao trato dos suínos, na Alegra. Mais de 90% desse total é referente à atividade da agroindústria regional”, disse Ricken. Já em relação à região Centro-Sul do Paraná, que para o sistema Ocepar vai desde Paranaguá até Guarapuava – passando por Ponta Grossa – a expressividade no cenário estadual é ainda maior. “Essa faixa territorial é responsável por aproximadamente um quarto da movimentação econômica do cooperativismo paranaense”, aponta o presidente. 

 

Pessoas - O Ocepar também estima que cerca de dois milhões de pessoas dependem economicamente das estratégias adotadas pelo setor. “As cooperativas paranaenses demonstram seu firme compromisso com o desenvolvimento sustentável do Brasil. Além das carteiras assinadas, centenas de milhares de empregos indiretos são gerados como desdobramento dos investimentos das organizações, no campo e na cidade”, afirma Ricken, ressaltando que  atualmente o setor investe cerca de R$ 2 bilhões direcionados em sua maioria para projetos da agroindústria, logística, armazenagem, além de estruturas de atendimento e modernização tecnológica. 

 

Expectativas - Para o presidente do sistema Ocepar, as expectativas de crescimento do setor cooperativista dependem da economia nacional. “Dependemos da volta dos investimentos pesados para poder mensurar a variação do segmento. Hoje não temos perspectivas à curto prazo, apesar do alto potencial, mas a meta é continuar crescendo 10% ao ano”, destaca José Roberto Ricken, lembrando que essa é a média histórica da última década. 

 

Ramos - Com presença nas zonas urbanas e rurais as 215 cooperativas registradas no sistema Ocepar têm a maior parte dos seus trabalhadores atuando no ramo agropecuário: cerca de 79% das vagas são direcionadas a este setor. Em segundo lugar destacam-se as organizações ligadas a crédito, com mais de 12 mil funcionários, e em terceiro as cooperativas do ramo da saúde, que somam mais de seis mil empregados em todo o estado. A avaliação da direção do Ocepar é de que, ao potencializar os negócios dos seus associados, cria-se um círculo virtuoso de desenvolvimento social, com consequências positivas para a economia paranaense, num processo de interiorização dos investimentos e do emprego. 

 

Saldo de empregos - Segundo o Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Governo Federal, foram criadas 40.256 novas vagas com carteira assinada no Paraná em 2018, o que representa um aumento de 230% em relação a 2017. Considerando que apenas as cooperativas criaram 8.260 postos de trabalho no mesmo ano, elas são responsáveis por um quarto de todo o saldo de empregos do estado no ano passado. (Millena Sartori/Diário dos Campos)

 

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias