Imprimir
cabecalho informe

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 4908 | 16 de Setembro de 2020

COMPLIANCE EXPERIENCE: Sucesso de corporações brasileiras pautou realização do terceiro evento da série

Realizado na tarde desta terça-feira (15/09), o encontro virtual da série Compliance Experience teve como tema “A evolução dos programas de Compliance em diferentes setores”, com a participação de especialistas do setor. Ao abrir o evento, o superintendente do Sescoop/PR, Leonardo Boesche, se referiu à importância da série em aprofundar o conhecimento de temas importantes que contribuam para desenvolver e consolidar o compliance. E conceituou que o Programa do Compliance do Cooperativismo Paranaense, desenvolvido pelo Sistema Ocepar, está em consonância com a essência do setor, no que se refere à transparência e integridade. “É o que está preconizado dentro do nosso programa. E atuamos como instituição de apoio às cooperativas para que façam a implantação do compliance, respeitando a cultura de cada uma delas. Para isso, é preciso muito trabalho e muita calma, com fundamento teórico para depois colocar em prática. E, assim, é possível implantar a cultura de compliance.” 

Palestras -  O encontro teve início com a palestra “Como o programa de compliance gera valor e sustentabilidade para as organizações”, proferida pela advogada, mestre em Direito, Chief Compliance Officer do Grupo Latam, embaixadora do Compliance Women Committee (CWC), Rogéria Gieremek. Ela também é presidente das Comissões de Compliance do Instituto dos Advogados de São Paulo e da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção São Paulo. A  segunda palestra, cuja tema foi “Como o compliance pode empoderar as pessoas e as organizações para tomarem melhores decisões”, foi proferida por Christina Montenegro Bezerra, executiva de Jurídico, Ética & Compliance, com mais de 20 anos de experiência em diversas empresas nacionais e transnacionais na América Latina nos setores de varejo, saúde, farmacêutica e de serviços financeiros. Bacharel em direito pela Universidade Federal do Paraná, ela é sócia da consultoria Compliance Partners Brasil. 

Painel - O terceiro evento foi encerrado com o painel “O padrão ISO 37001 e a evolução do programa de Compliance da Ceptis”, com as participações de Isabela Bragança, advogada, especialista em Direito Público e em Direito da Administração Pública, com mestrado em Direito pela UGF/Veiga de Almeida do Rio de Janeiro. Atualmente  ela responde pelo jurídico e Compliance da Ceptis e preside o Comitê de Integridade da Companhia; e pelo engenheiro químico e especialista em qualidade total, Ruan Badu, que é auditor líder na ISO 9001, auditor interno nas normas ISO´s 14001, 37001 e 18001. Atualmente é coordenador de QSMS, qualidade, saúde, meio ambiente e segurança.

Evento - Promovida pelo Sistema Ocepar, por intermédio do Sescoop/PR,  a série Compliance Experience, cujo objetivo é contribuir para a sustentabilidade das cooperativas paranaenses, proporciona, em quatro eventos, conhecer as melhores práticas e experiências das organizações nos processos de integridade e conformidade de suas atividades. O primeiro encontro foi realizado no dia 1º de setembro, com o tema “Governança e privacidade de dados”; o segundo, ocorrido no último dia 10 tratou de “Compliance e investigações internas”. O encerramento será no próximo dia 22, com o tema  “A importância da ética e do compliance para o futuro das organizações”. 

Participantes - Também participaram deste terceiro encontro o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, e o superintendente da Ocepar, Robson Mafioletti. Atuaram como mediadores do evento o coordenador de Gestão Estratégica, Alfredo Benedito Kugeratski Souza, e a advogada do Sescoop/PR, Daniely Andressa da Silva.  

Próximo - O último encontro da série Compliance Experince será realizado no dia 22 de setembro. Após a abertura, às 15h30, o professor e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCPR, Jelson de Oliveira, falará sobre “A importância da ética e do compliance no futuro das organizações”. Na sequência, o advogado Giovani Agostini Saavedra abordará o tema “Como os programas de compliance contribuem para uma gestão transparente e a sustentabilidade dos negócios”. 

Inscrições - As inscrições para o último encontro Compliance Experience devem ser realizadas até sexta-feira, 18 de setembro. Clique aqui e faça sua inscrição.

{vsig}2020/noticias/09/16/compliance_experience/{/vsig}

COVID-19: Comunicado 115 traz mais informações sobre as atividades do Sistema Ocepar

covid 19 16 09 2020O Comitê de Acompanhamento e Prevenção da Covid-19 do Sistema Ocepar emitiu, na manhã desta quarta-feira (16/09), o comunicado 118, com mais informações sobre as ações realizadas pela entidade, entre elas, reuniões institucionais com a Unimed Maringá e a CTA (Cooperativa de Transporte de Astorga), reuniões com adidos brasileiros, e outras ações desenvolvidas pela organização. Veja abaixo todos os destaques do boletim. 

1. Sistema OCEPAR, no dia 15 de setembro, realizou de forma virtual duas Reuniões da Autogestão nas cooperativas Unimed Maringá e CTA (Cooperatia de Transporte de Astorga), com a participação do corpo diretivo e gestores.

2. No dia 15 de setembro, o Sistema Ocepar realizou reunião virtual com os representantes da INVEST Paraná, com objetivo de discutir alternativas para utilização dos créditos de ICMS das cooperativas paranaenses.

3. O Sistema Ocepar, por meio do Sescoop/PR, no dia 15 de setembro, realizou o terceiro encontro da série do Compliance.Experience: conhecimento para a sustentabilidade do cooperativismo, demonstrou cases de empresas brasileiras que estão avançando com programas de compliance, e com isso buscando geração de valor e sustentabilidade dos negócios. Para acessar a programação dos próximos eventos, clique aqui..

4. O Sistema OCB, em conjunto com os representantes do Sistema Ocepar e Ministério da Agricultura- MAPA, iniciou as reuniões com os representantes dos adidos agrícolas brasileiros. A segunda reunião foi realizada no dia 15 de setembro, com o adido agrícola da Vietnã. O Sistema OCB, no dia 15 de setembro, encaminhou Ofício nº 306/2020 ao Ministro da Economia, solicitando a prorrogação do IOF, conforme o Decreto 10.414 que vencerá no mês de outubro/20.

5. O Sistema OCB, no dia 15 de setembro, encaminhou Ofício nº 306/2020 ao Ministro da Economia, solicitando a prorrogação do IOF, conforme o Decreto 10.414 que vencerá no mês de outubro/20.

O Comitê - O Sistema Ocepar constituiu o Comitê de Acompanhamento e Prevenção da Covid-19 com objetivo de monitorar, receber, avaliar e comunicar seus públicos sobre as informações mais recentes ligadas à disseminação e precauções que devem ser tomadas diante da epidemia da doença. O grupo é formado pela Diretoria Executiva, coordenações de Gestão Estratégica e de Comunicação Social, com assessoramento jurídico e colaboração da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa). Desde que o trabalho remoto foi adotado pela instituição, em 20 de março, os integrantes se reúnem diariamente, por meio de videoconferência, para analisar cenários e discutir o andamento das atividades visando atender as demandas das cooperativas. O Comitê tem ainda divulgado os comunicados para informar as principais ações de interesse do cooperativismo paranaense que estão sendo executadas pelo Sistema Ocepar nesse período de pandemia.

 

REUNIÃO INSTITUCIONAL I: Diretoria e conselhos da Unimed Maringá participam de encontro virtual com Sistema Ocepar

Membros da diretoria e conselhos da Unimed Maringá, participaram na noite desta terça-feira (15/09) da Reunião Institucional realizada pelo Sistema Ocepar. Durante uma hora foram apresentados os principais cenários econômicos e financeiros da cooperativa, através de levantamento realizado pela área de monitoramento da gerência de Desenvolvimento Cooperativo do Sescoop Paraná.

Covid-19 - A abertura foi realizada pelo presidente da Unimed Maringá, Durval Santos, que se recupera após um internamento em decorrência da Covid-19. Durval fez questão de relatar a todos os presentes à reunião que todo cuidado é necessário. “Esta doença não é uma brincadeira ela nos pega de surpresa e graças aos médicos, as orações e toda tecnologia disponível hoje pude estar aqui e fazer esta abertura deste importante evento para a cooperativa. Precisamos continuar atendendo todas as recomendações das autoridades de saúde para que esta pandemia passe logo”, frisou. O dirigente agradeceu a todos os membros da sua diretoria e funcionários por terem dado continuidade aos trabalhos da Unimed Maringá que não parou com suas atividades durante todo este período. “Volto com as energias renovadas”, disse Santos.

Sistema Ocepar - O superintendente do Sescoop/PR, Leonardo Boesche falou em nome do Sistema Ocepar e fez um relato dos trabalhos que vem sendo realizados durante esse período de pandemia, que exige até o momento, eu toda equipe continue em trabalho remoto. “Já são quase seis meses nesta modalidade de atuação e todas as demandas das cooperativas paranaenses vem sendo atendidas da mesma forma do que presencial. Esta reunião nossa hoje é uma prova de que continuamos realizando todo trabalho das três casas: Ocepar, Sescoop e Fecoopar estão sendo executadas normalmente dentro de tudo aquilo que foi planejado”.

Indicadores - João Gogola, coordenador de monitoramento relatou que essas visitas sempre aconteciam de forma presencial, mas o momento exige segurança por isso este encontro acontece de forma virtual. “Trazemos aqui um resumo de todo trabalho realizado pela nossa equipe, mas que não comprometerá o entendimento de todos os presentes. Mas nos colocamos a disposição para esclarecermos eventuais dúvidas que possam surgir no decorrer desta reunião ou posteriormente”.  O analista técnico do Sescoop/PR, Jessé Rodrigues fez a apresentação dos indicadores da cooperativa Unimed Maringá. Na sequência a gerente de Desenvolvimento Cooperativo, Maria Emília Pereira falou do portfolio de serviços disponibilizados pelo Sistema Ocepar, através do Sescoop/PR para as cooperativas.

{vsig}2020/noticias/09/16/reuniao_institucional_I/{/vsig}

REUNIÃO INSTITUCIONAL II: CTA e Ocepar analisam indicadores do ramo transporte

O Sistema Ocepar e a Cooperativa de Transporte de Astorga (CTA) realizaram, na tarde desta terça-feira (15\09), Reunião Institucional para analisar indicadores do cooperativismo do Paraná e cenários e perspectivas para a economia do país. Os coordenadores de Desenvolvimento Cooperativo do Sescoop\PR (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo) João Gogola Neto e Leandro Roberto Macioski falaram de planejamento e dos programas de qualificação e treinamento do setor. O analista técnico Jessé Aquino Rodrigues apresentou os indicadores econômicos do ramo transporte e da CTA. 

A cooperativa - Com sede em Astorga, norte do Paraná, a CTA foi fundada em 2002. Atualmente, tem 219 cooperados. Os indicadores demostram que a cooperativa teve um crescimento de 20% em 2019. O presidente da CTA, Denes Fioresi, juntamente com representantes do conselho fiscal e gestores da cooperativa, acompanhou a reunião institucional. O ramo transporte paranaense engloba 37 cooperativas, com 3.500 cooperados e 161 funcionários. No ano passado, o faturamento do setor foi de R$ 354 milhões. A frota de caminhões das cooperativas é composta por 3.500 veículos.

{vsig}2020/noticias/09/16/reuniao_institucional_II/{/vsig}

SISTEMA OCB: Boas notícias para o cooperativismo brasileiro, em especial ao Sescoop

 

sescoop 16 09 2020O cooperativismo brasileiro foi contemplado na noite desta terça-feira (15/09) com duas decisões importantes para o sistema. Após quase 20 anos de tramitação, encerraram-se os debates sobre a constitucionalidade da criação do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop), e da contribuição destinada ao seu custeio, por intermédio da Medida Provisória nº 1715/98. Por maioria, nove votos a um os Ministros do STF julgaram improcedente a ação direta de inconstitucionalidade (ADI 1924) proposta pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), reconhecendo e confirmando a constitucionalidade do Sescoop e as respectivas contribuições. O importante resultado obtido decorre de intensos debates com os Ministros do STF, ao longo dos últimos meses, em atuação conjunta entre a Unidade Nacional do SESCOOP e  do advogado João Muzzi e equipe. 

 

STJ- Outra excelente notícia vem da 1ª Turma do STJ, que na noite de ontem,  por unanimidade, promoveu alteração do paradigmático acórdão no Recurso Especial 1.570.980, que deu origem às ações sobre a limitação da base de cálculo das contribuições de terceiros. O novo acórdão, que ainda será publicado, restringirá os efeitos do REsp 1.570.980 ao INCRA, FNDE (Salário-Educação), DPC e FAER, portanto será de suma importância para as ações em curso.

MARKETING: Frimesa alerta para campanha falsa nas redes sociais

frimesa 16 09 2020A Frimesa emitiu nesta terça-feira (15/09) um comunicado à imprensa alertando sobre a campanha falsa que circula nas redes sociais usando o nome da Central. Segundo o comunicado, a falsa a mensagem “40 anos – 2000 vales compras de R$ 1000,00” não tem nenhuma vinculação com a Frimesa.  Oficialmente, a única Campanha Promocional em andamento é “1 Ano de Mercado Grátis”, amplamente divulgada na mídia, sendo que a única forma de acesso e participação é por meio do site promofrimesa.com.br.

Sobre a Frimesa- Presente no mercado brasileiro de alimentos há 42 anos, a Frimesa Cooperativa Central do oeste paranaense industrializa a matéria-prima de produtores de cinco cooperativas filiadas – Copagril, Lar, C.Vale, Copacol e Primato. Atua no segmento de carne suína e derivados de leite com foco na produção de alimentos de valor agregado. A Frimesa possui um portfólio de mais de 440 produtos e o faturamento de 2019 chegou aos R$ 3,18 bilhões. São quase 8.000 colaboradores e mais de 20.000 pessoas envolvidas nas cadeias de suíno e leite. Ocupa a 303ª posição entre as maiores empresas do Brasil e está em 18º lugar entre as maiores do agronegócio no sul. (Com informações da Assessoria de Comunicação da Frimesa)

CAPAL: Cooperativa tem mais de 270 associados produtores de café

capal 16 09 2020Os cooperados da Capal, de Arapoti, produziram 170 mil sacas de café na safra 2019/2020. A média foi de dez sacas a mais por hectare do que no período passado. Mas os números poderiam ser ainda melhores, se não fosse a estiagem.  O engenheiro agrônomo e Supervisor de Café da cooperativa, José Ryoti Nakabayashi,  fala da expectativa para a próxima safra. Ouça aqui

Produção - A Capal cultivou uma área de 4.270 hectares de café nesta safra, nos municípios de Carlópolis (PR), Taquarituba (SP) e Fartura (SP). São mais de 270 associados produtores do grão. Saiba mais: www.capal.coop.br

CRIATIVIDADE: Cooperativismo está no DNA da criatividade

criatividade 16 09 2020Muitas empresas ainda estão na era do modus operandi, sem criatividade. Como mudar a chavinha para um modelo de trabalho em que a criatividade predomina? O professor Rodrigo de Barros, do Isae – Escola de Negócios, sugere um caminho. Para Rodrigo, que também é professor do Programa de Inovação do Cooperativismo Paranaense, criatividade casa com escassez de recursos. Segundo ele o cooperativismo faz parte do DNA da criatividade. Após participar da live promovida pelo  Sistema Ocepar, por meio do Sescoop/PR, Rodrigo de Barros conversou com a rádio Paraná Cooperativo. Ouça aqui

UNIMED PR: Prazo de inscrições para "6º e-Saúde" está terminando!

unimed 16 09 2020O 6º Encontro de Tecnologia Aplicada à Saúde, o e-Saúde, está chegando! O evento, promovido pela Unimed Paraná e PUC/PR, chega à sua sexta edição nos dias 17 e 18 de setembro, e será realizado de maneira totalmente on-line, em função da pandemia do coronavírus. Para a Edição de 2020, estão sendo preparadas palestras com profissionais renomados, apresentações on-line e salas temáticas com demonstrações de solução. Em entrevista à Rádio Paraná Cooperativo, o diretor de Inovação e Desenvolvimento da Unimed Paraná, William Procópio, e o técnico da cooperativa médica, Marcelo Dalagassa, reforçam o convite aos interessados. Ouça aqui

Inscrições - As inscrições para o e-Saúde 2020 vão até esta quinta-feira, dia 17/09. Saiba mais: https://videos.netshow.me/d/zIkgXvg/form / https://www.unimed.coop.br/web/parana-esaude

SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS: Sicredi inicia pré-cadastro dos associados para adesão ao Pix

 solucoes tecnologicas 16 09 2020O Sicredi iniciou pré-cadastramento dos associados interessados em vincular sua conta na instituição financeira cooperativa ao Pix, sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central do Brasil, que começa a funcionar dia 16 de novembro e que promete revolucionar as operações financeiras no país. Com um simples clique, os associados poderão transferir, pagar ou receber imediatamente a qualquer horário ou dia.

APP Sicredi - O Pix não é um novo aplicativo e sim uma solução que estará disponível dentro do aplicativo Sicredi. Nesta fase de pré-cadastro para uso da solução, os associados precisam confirmar por meio do aplicativo da instituição o interesse a partir do CPF ou CNPJ do titular da conta. Na segunda fase, que começa dia 5 de outubro, os associados poderão cadastrar novas informações como e-mail e números dos celulares. Todos esses dados serão registrados como “Chaves Pix”, que servirão como identificação dos usuários no momento da operação financeira. 

Alternativa - O Pix será uma alternativa à TED (Transferência Eletrônica Disponível) ou ao DOC (Documento de Ordem de Crédito). As movimentações financeiras poderão ser feitas por pessoas físicas e jurídicas utilizando as “Chaves Pix” cadastradas, via QR Code ou ainda usando os dados bancários, como já é feito atualmente. Mesmo com a nova forma de pagamento, no Sicredi, as opções de TED e DOC continuarão disponíveis. O diferencial é que a partir de 16 de novembro os associados terão mais uma opção prática, digital e econômica. Para ter acesso à novidade, bastará atualizar o aplicativo Sicredi disponível para os sistemas operacionais Android e IOS.  

Evolução - Para o Sicredi, a chegada do Pix ao mercado marca uma evolução importante do Sistema Financeiro Nacional (SFN) e reforça as iniciativas que a instituição já tem desenvolvido para fomentar a inovação no segmento de meios de pagamento eletrônicos. “Segurança e praticidade são duas questões de extrema importância para nós e essa nova solução do Banco Central tem total sinergia com a estratégia do Sicredi, onde buscamos proporcionar cada vez mais experiências digitais para os nossos associados e, ao mesmo tempo, promover a inclusão financeira”, diz Cidmar Stoffel, diretor executivo de Produtos e Negócios do Banco Cooperativo Sicredi. 

Pioneirismo - Buscando sempre destacar seu pioneirismo dentro do cooperativismo de crédito, em maio deste ano, o Sicredi antecipou aos seus associados uma experiência semelhante ao Pix, com o lançamento de pagamentos eletrônicos via QR Code pelo aplicativo para transferências e pagamentos entre associados. Segundo Stoffel, o movimento de modernização do sistema financeiro está criando uma “sociedade cashless”, com operações financeiras mais sustentáveis, sem circulação de moeda em espécie, sem os riscos gerados na movimentação do dinheiro físico e com menos impacto ambiental. “Nesse sentido, o mundo digital tem muito a contribuir e o cooperativismo de crédito é uma ferramenta fundamental nesse processo de inovação”, finaliza Stoffel. 

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4,5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.900 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br). (Assessoria Sicredi)

AGRICULTURA: Rally Campeões de Produtividade tem patrocínio do Sicoob Ouro Verde e Unicoob Consórcios

agricultura 16 09 2020O Sicoob Ouro Verde e a Unicoob Consórcios estão entre os patrocinadores do Rally Campeões de Produtividade. O projeto, desenvolvido pela Revista Agrícola com a colaboração de pesquisadores e especialistas, está percorrendo municípios da região Norte do Paraná para acompanhar de perto o trabalho de colheita dos produtores que plantaram milho safrinha este ano. As colheitas começaram a ser realizadas em julho e vão até o final de setembro. Ao todo, serão 40 fazendas visitadas, de produtores se cadastraram com o objetivo de participar do rally e conquistar o título de maior produtor do milho safrinha de 2020. Tudo é registrado por uma equipe de reportagem, que tem seguido rigorosamente as medidas de saúde e segurança necessárias devido à pandemia.

Resultado - A divulgação dos resultados das colheitas acontece em novembro, durante o II Simpósio da Cadeia do Milho. O evento seria realizado no Parque de Exposições Ney Braga, em Londrina (PR), mas por restrições da Covid-19 agora terá uma versão on-line. (Assessoria Sicoob Ouro Verde)

 

SICOOB OURO VERDE: Comitê Transformador comemora o Dia Nacional do Voluntariado

sicoob ouro verde 16 09 2020A equipe de Voluntários Transformadores do Sicoob Ouro Verde se reuniu de forma on-line no dia 28 de agosto para celebrar o Dia Nacional do Voluntariado, comemorado na mesma data. Além de receber as devidas parabenizações, o comitê aproveitou a ocasião para fazer um balanço das atividades realizadas no primeiro semestre de 2020 e o planejamento para o próximo.  O grupo também foi reconhecido pelas ações de cada agência nas campanhas de responsabilidade social e do Instituto Sicoob.

Ações - As atividades promovidas pelos voluntários são focadas no assistencialismo, desenvolvimento sustentável e socioeconômico das comunidades, além da propagação da cultura cooperativista. Alguns exemplos são a arrecadação de alimentos, ações para o Dia de Cooperar (Dia C), parcerias para o Expresso Instituto em casa, formação on-line dos professores do Cooperjovem, entre outras. 

Gratificante - Para a colaboradora Ana Maria Lavorato ser um voluntário transformador é gratificante. “Acredito que o bem é maior a quem faz do que a quem recebe. Depois de me tornar voluntária, sinto que sou mais agradecida com a vida, pois aprendi ao longo da nossa jornada que ver o outro feliz é muito bom. Devido à pandemia, não podemos nos encontrar pessoalmente com abraços, porém conseguimos fazer com que nosso encontro virtual fosse alegre e prazeroso”, afirma. 

 

GESTÃO: Seminário do PDGC vai debater planejamento estratégico

 

gestao 16 09 2020A relevância de um planejamento estratégico bem estruturado e claro será o tema do primeiro seminário do ciclo de debates do PDGC, que começa nesta quarta-feira (16/09). A cada duas semanas, um novo webinar vai tratar de assuntos como: gestão estratégica, mapa de resultados e oportunidades. O ciclo de debates é promovido pelo Sescoop, que preparou a jornada Caminho para a Excelência, totalmente pensada nas coops dos país.

 

Agende-se - No total, são sete seminários quinzenais, totalmente on-line e gratuitos. Serão conversas com especialistas e lideranças de cooperativas que vão indicar os melhores passos para o desenvolvimento sustentável do negócio. Confira a programação, que ocorrerá sempre às 15h:

 

16/9 - Mapa: Planejamento Estratégico

30/9 - Terreno: Gestão Estratégica

14/10 - Bússola: Gestão por Resultados

28/10 - Direção: Governança, Riscos e Compliance

11/11 - Rotas: Modelo de Negócio

25/11 - Diário de Bordo: Vendas e Relacionamento

9/12 - Legado: Oportunidades e Desafio

 

Participe - Para participar dessa jornada, basta que a pessoa se inscreva em um ou mais seminários de seu interesse, já que para uma cooperativa seguir rumo à Excelência, o fortalecimento da gestão e da governança é a direção certa. Faça sua inscrição aqui. (Assessoria Sistema OCB)

EMBRAPA: Araucária e erva-mate serão temas de lives

 

embrapa 16 09 2020partir de 15 de outubro, a Embrapa Florestas vai realizar dois eventos técnico-científicos on-line. O primeiro que abordará o tema: Araucária: pesquisa, inovação e tecnologias para sistemas de produção. O segundo com foco na erva-mate XXI: inovação e tecnologias para o setor ervateiro. Os eventos se alternam todas as quintas-feiras, no período da tarde, até o meio de dezembro, e constam de duas partes: palestras técnico-científicas e apresentação de trabalhos científicos (resumos). A cada semana, um painel discute uma temática diferente. Conheça a programação dos eventos e as normas para resumos em: www.embrapa.br/florestas

 

VPB: Valor da Produção Agropecuária deste ano está estimado em R$ 771,4 bilhões

 

vbp 16 09 2020As estimativas do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 2020, obtidas a partir das informações de agosto, são de R$ 771,4 bilhões, superior em 10,1%, ao valor de 2019 (R$ 700,3 bilhões). O VBP deste ano é o maior já obtido na série histórica, que começou 1989. As lavouras resultaram em R$ 519 bilhões, o equivalente a 67,3% do VBP, e a pecuária, em R$ 252,3 bilhões, ou 32,7% do VBP. As lavouras aumentaram seu faturamento em 13,6% em relação ao ano passado, e a pecuária, 3,7%.

 

Culturas - A soja representou 37,4% do valor das lavouras, com R$ 194,2 bilhões, o milho, com 15,8% equivalendo a R$ 81,9 bilhões. “Alguns produtos estão obtendo resultados nunca obtidos anteriormente, como a soja, milho, carne bovina, carne suína e ovos”, salienta José Garcia Gasques, coordenador-geral de Avaliação de Política e Informação da Secretaria de Política Agrícola, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

 

Melhor desempenho - Gasques explica que dois fatores são responsáveis por esses resultados, os preços internos e as vendas externas. “Os preços internos, bastante superiores aos do ano passado, e as exportações, de carnes e grãos principalmente para a China, impulsionam o desempenho favorável”, esclarece. Os produtos com melhor desempenho são os seguintes: amendoim 23,7%, arroz 19,9%, cacau 16,6%, café 39,8%, feijão 13,8%, laranja 8,8%, mamona 33,4%, milho 15,2%, soja 26,1%, e trigo 67,4%. Os produtos com redução do VBP podem ser observados no algodão -2,9%, banana -8,8%, batata-inglesa -23,7%, mandioca -3,7%, tomate -13,1% e uva -13,8%. Esses produtos tiveram, em geral, produção menor neste ano e preços mais baixos.

 

Regiões - Os estados que puxam os valores da produção agropecuária brasileira são Mato Grosso (R$ 136,5 bilhões), Paraná (R$ 98,5 bilhões) e São Paulo (R$ 95,7 bilhões). O VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimento. É calculado com base na produção da safra agrícola e da pecuária e nos preços recebidos pelos produtores nas principais praças do país. (Assessoria Mapa / Foto: IStock/Mapa)

 


Versão para impressão


RODAPE