Imprimir
CABECALHO

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 4573 | 10 de Maio de 2019

SANIDADE: Fóruns regionais vão debater fim da vacinação contra aftosa no PR, a partir do dia 14

 

Na próxima terça-feira (14/05), começam a ser realizados os Fóruns Regionais com o tema "Paraná Livre de Febre Aftosa sem Vacinação". O primeiro ocorre em Paranavaí, no noroeste do estado, e os demais em Cornélio Procópio (15/05), na região norte; Guarapuava (21/05), no centro-sul; Pato Branco (22/05), no sudoeste; Cascavel (23/05), no oeste, e Curitiba (29/05), no leste. “Estarão em pauta assuntos de extremo interesse para as cooperativas paranaenses. Por isso, estamos convidando nosso público a participar das discussões em todas as regiões”, afirma o superintendente da Ocepar, Robson Mafioletti. 

 

Promoção - Os eventos são promovidos pelo governo do Estado, com apoio da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab); Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Sistema Faep/Senar, Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores Familiares do Estado do Paraná (Fetaep), Emater e Sistema Ocepar, além de entidades locais que apoiam com recursos físicos, como a Prefeitura Municipal de Paranavaí, Sociedade Rural de Cornélio Procópio, Fiep, Unicentro e Sociedade Rural de Pato Branco.

 

Discussões A ideia é debater os próximos passos que deverão ser tomados após o Paraná ter obtidoautorização do Mapa, com o aval do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, para antecipar a suspensão da vacinação contra a febre aftosa do rebanho bovino a partir deste mês de maio, quando ocorre a última imunização do gado no estado. A aprovação do pedido ocorreu no dia 24 de abril, durante a realização da 2ª Reunião do Bloco V do Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), no auditório do Sistema Ocepar, em Curitiba.

 

Oficialização - Assim, o status do Paraná mudou para área livre febre aftosa sem vacinação, que será oficializada em setembro, quando o Mapa irá publicar um ato normativo de reconhecimento da condição do Estado. 

(Colar a programação no fim do texto)

 

Foto: Agência de Notícias do Paraná

 

sanidade programacao 10 05 2019

FORMAÇÃO: Programa que prepara auditores internos terá mais um módulo nos dias 21 e 22 de maio

 


Será realizado, nos dias 21 e 22 de maio, mais um módulo do Programa de Formação de Auditores Internos, uma iniciativa do Sistema Ocepar, que será executada por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/PR).  As atividades ocorrem na sala de treinamentos da entidade, em Curitiba, das 8h às 17h30. Poderão participar  auditores internos em início de carreira que atuam nas cooperativas do Paraná, nos níveis trainee/júnior, profissionais novos em fase de preparação e, ainda, os interessados em atualizar os conhecimentos relativos às boas práticas da função.

 

Instrutor - O instrutor será o professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Paulo Miguel. O conteúdo é dividido em cinco grandes temas: Introdução, Normas da profissão, Auditoria baseada em riscos, Controles internos e Gerenciamento de auditoria interna. Veja os detalhes no folder. 

 

O Programa - O Programa de Formação de Auditores Internos teve início no final de 2018. Ao todo, são 144 horas/aula divididas em onze módulos. Dois deles já foram realizados, um no ano passado e outro no início de 2019. O módulo de formação inicial que ocorre dias 21 e 22 de maio é aberto a profissionais que atuam em todos os ramos do cooperativismo paranaense. Os próximos serão destinados a representantes das cooperativas agropecuárias. 

 

Informações e inscrições - Mais informações com o analista técnico do Sescoop/PR, Tiago Fernando Gomes (41 3200-1148 / tiago.gomes@sistemaocepar.coop.br).

 

formacao folder 10 05 2019

 

14º CBC I: Onyx Lorenzoni afirma: cooperativismo é o melhor caminho

 

O pronunciamento do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, diante de um público de mais 1,3 mil líderes cooperativistas, foi um dos momentos mais aguardados do último dia do Congresso Brasileiro do Cooperativismo, que ocorre em Brasília, desde a quarta-feira (08/05).Em nome do presidente da República, Jair Bolsonaro, o ministro agradeceu a atuação dos cooperativistas. “Em nome do Brasil, quero agradecer a cada um de vocês fazerem do nosso país um exemplo. O trabalho de vocês é muito importante para a nação”, reconheceu.

 

Aliança - O presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, disse ao ministro que as cooperativas também querem ver o país crescendo, assim como o governo, e que elas são aliadas naturais nesse processo, até porque, mesmo na crise, nunca deixaram de atuar por uma economia local mais forte, pela geração de emprego, trabalho e renda em todos os cantos do país.

 

Força - Freitas disse, também, que o cooperativismo gera cerca de 400 mil empregos formais e movimenta mais R$ 420 bilhões anualmente. Além disso, segundo ele, os 1,3 mil congressistas presentes no CBC representam a força socioeconômica de mais de 50 milhões de brasileiros.

 

Parceiros - “É por isso, Ministro, que não queremos privilégios! Queremos apenas condições de trabalhar num cenário favorável ao desenvolvimento sustentável das cooperativas, especialmente pelo fato de que isso está previsto na Constituição Brasileira. Nós só queremos o bem de todos os brasileiros, assumindo nosso papel de parceiros na construção de um Brasil melhor”, ressaltou o dirigente. 

 

Respeito - orenzoni, por sua vez, destacou que, a fala do presidente do Sistema OCB é percebida pelo governo como “um pedido de respeito”. Além disso, o ministro destacou que conhece o cooperativismo bem de perto. “Durante quase 12 anos, no meu início de carreira, lá no Rio Grande do Sul, atendia muitas cooperativas da bacia leiteira em torno da cidade de Porto Alegre. Sei bem como é a vida do produtor rural. Também tive a experiência de ter a vida da minha mãe salva por uma Unimed e, se Deus quiser, em 2019 ela comemora 88 anos”, discursou. 

 

Caminhoneiros - Sobre a crise no setor de transportes, o ministro comparou os caminhoneiros a “mariscos” que sofrem a turbulência de um mar revolto, criado pelo monopólio dos combustíveis e dos grandes contratantes de serviços de transportes no país.

 

Saída - Sobre o assunto, Lorenzoni reconheceu que a melhor forma para solucionar a questão e dar dignidade a quem presta o serviço de transporte de cargas no país é, de fato, o cooperativismo. “A alternativa mais viável para dar futuro à essas pessoas e suas famílias é o cooperativismo. Esse é o melhor caminho. O cooperativismo é algo que se renova, que gera emprego e renda e consolida os princípios que são a base de uma grande nação”, finalizou.

 

Agenda - Ao final de sua participação no 14º Congresso Brasileiro do Cooperativismo, Onyx Lorenzoni recebeu, das mãos do superintendente do Sistema OCB, Renato Nobile, um exemplar impresso da Agenda Institucional, lançada na abertura do evento e que reúne as propostas e demandas das cooperativas do país para os Três Poderes da República. (Informe OCB)

 

{vsig}2019/noticias/05/10/CBC_I/{/vsig}

14º CBC II: Atividades simultâneas debatem o cooperativismo do futuro

 

cbc II 10 05 2019Nos dois primeiros dias do Congresso Brasileiro do Cooperativismo, 1,5 mil pessoas, entre dirigentes de cooperativas, lideranças, corpo diretivo, observadores e convidados de honra, participaram das salas simultâneas, com estudos de caso e atividades interativas, desenvolvidas por facilitadores. O público pode escolher uma trilha de debates, baseada em um dos seis temas  do evento: Comunicação, Governança e Gestão, Inovação, Intercooperação, Mercado e Representação.

 

Subsídios - Entre palestras e atividades interativas, sempre ligadas à ideia de renovação e novas práticas, trinta atividades foram desenvolvidas nas oito salas do complexo que recebe a reunião. O objetivo é que os debates subsidiem a definição das diretrizes estratégicas a serem colocadas em prática, ao longo da próxima década, por todo o movimento cooperativista do país.

 

Big Data - Alessandro Chaves, associado a duas cooperativas do Sicoob de Minas Gerais, participou da palestra Big Data e Análise de Dados, onde o objetivo central era mostrar os dados como uma ferramenta de otimização de processos e inovação. Ele se disse satisfeito com a atividade. “Fica um ensinamento muito importante: as cooperativas já dispõem de muita informação para a tomada de decisão, e ela precisa ser usada para melhorar sua performance tanto no atendimento ao associado e comunidade e, principalmente, no desenvolvimento do negócio.”

 

Troca de experiências - O 14º Congresso do Cooperativismo Brasileiro, além de buscar agregar valores para o futuro do cooperativismo por meio de sua programação, também oportuniza a troca de experiências, por meio da convivência, entre os vários participantes. Para Lila Mesquita, Sicoob Uni, as atividades desenvolvidas nas salas simultâneas e o evento em geral, serviram para “abrir a cabeça”.

 

Ampliação - “Estou ampliando minha visão sobre o cooperativismo e meu networking. Hoje, almocei com o presidente de uma cooperativa de leite de Minas e pude conhecê-lo melhor, entender melhor o que é a realidade de uma cooperativa de produto, e não só a financeira. Eu só conhecia o cooperativismo financeiro até então. Eu venho de mercado, com pouco tempo de cooperativismo. Estou achando encantador o propósito, a sustentabilidade e a forma como as coisas acontecem por aqui”, disse Lila.

 

Inovação - A palestra A Marca na Indústria 4.0 foi mais uma do ciclo visando a construção do cooperativismo do futuro através da inovação. Realizada pela facilitadora Andrea Dietrich, trouxe uma reflexão para a utilização de novos recursos tecnológicos na construção de relações mais empáticas e verdadeiras, entre as cooperativas, consumidores e comunidade.

 

Transformação - Angelo Curbani, cooperativista da Sicoob Confederação acha que, “questão da inovação está em constante transformação. Estamos passando por um processo de transformação digital, e o cooperativismo precisa estar atento a isso e se adaptar. O que podemos perceber aqui é que existe um caminho, mas precisamos estar atentos e, eventualmente, mudar a forma de pensar e de trabalhar”.

 

Papel - Dimas Ribeiro, da UniOdonto, de Rondônia, destaca o papel de cada um na construção do cooperativismo do futuro. “Já é concreto o quanto o cooperativismo provoca mudanças em tudo que está relacionado a essa forma competitiva de mercado, por meio de uma visão diferente. Mas precisamos cuidar da reformulação de vida do indivíduo, pois somente assim, ocorrerão mudanças no coletivo. Por mais que aumentemos a produção, como vem sendo falado, se não existir uma mudança interna, em prol do coletivo, infelizmente eu acho que não vai.”

 

Programação - A 14ª edição do CBC segue até amanhã, quando os participantes irão eleger as diretrizes estratégicas prioritárias para a próxima década. Clique aquipara conferir a programação. (Informe OCB)

 

14º CBC III: Cooperativas já usam carimbo SomosCoop

 

Despertar o orgulho de fazer parte de um dos modelos de negócios mais humanizados do mundo e, ainda, divulgar para a sociedade a importância das cooperativas – e seus produtos – para o país. Estes são objetivos do Movimento SomosCoop, tema de um dos painéis da 14ª edição do Congresso Brasileiro do Cooperativismo. O evento reúne mais de 1,5 mil pessoas de todos os cantos do país, em Brasília, para discutir as estratégias do cooperativismo do futuro.

 

Sensibilização - E, como o Movimento SomosCoop está na fase de sensibilização das cooperativas para que usem o carimbo da campanha em seus produtos e serviços, a ideia de debater o assunto durante o CBC foi a de apresentar três casos de sucesso: o do Sistema Ocepar e o das cooperativas Cocamar e Unimed, que realizaram um trabalho intenso para mostrar, internamente, a necessidade de se fazer parte do movimento.

 

Participação - O painel contou com a participação da gerente de Comunicação Social do Sistema OCB, Daniela Lemke, e dos gestores de comunicação Samuel Milléo Filho (Ocepar), Sabrina Morello (Cocamar) e Aline Cebalos (Unimed Brasil). Todos foram enfáticos ao afirmar que o cooperativismo é um movimento transformador de realidades, mas, para que isso ocorra, de fato, é necessária uma ação em rede, ou seja, integrada nacionalmente, mobilizando todas as cooperativas do país. Só assim, disseram, a sociedade poderá reconhecer a importância socioeconômica do cooperativismo brasileiro.

 

Mais - Para conhecer mais sobre o Movimento SomosCoop e baixar todo o pacote de informações sobre o uso do carimbo, clique aqui. (Informe OCB)

 

{vsig}2019/noticias/05/10/cbc_III/{/vsig}

 

 

14º CBC IV: Estande do SomosCoop divulga carimbo do movimento

 

cbc IV 10 05 2019O estande do movimento SomosCoop é o espaço mais visitado na 14ª edição do Congresso Brasileiro do Cooperativismo. Os mais de 1,5 mil participantes recorrem ao local a fim de verem de perto como 30 cooperativas estão utilizando o carimbo da iniciativa em seus produtos, serviços, publicações e materiais diversos.

 

Visitante - Um dos visitantes do espaço foi Fernando Schwanke, secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Ele se mostrou bastante entusiasmado com a proposta do movimento Somoscoop de divulgar tudo que é feito pelos cooperados.

 

Necessidade - Além disso, o secretário destacou a necessidade de as cooperativas ampliarem seu nível de qualificação e processos internos, visando ao mercado internacional. “As cooperativas têm que estar preparadas para competir. Isso trará muita competividade e força para que acessem desde os mercados menos exigentes até os mais complexos do mundo. É fundamental se dar conta de que quem está preparado acessa qualquer mercado”, avalia.  

 

Embarques - Em 2017, último ano de divulgação dos dados segmentados das exportações brasileiras, as cooperativas movimentaram mais de US$ 6 bilhões, exportando produtos, como carnes, grãos e frutas, a países dos continentes europeu, americano e asiático.  

 

União - Além de mostrar os rostos por trás de um rótulo e, ainda, todos os CPFs que integram um único CNPJ, o Movimento SomosCoop representa a união entre todas as cooperativas do país. “Esse carimbo, traz o significado de time. Nós, cooperativistas, somos um grande time, que jogamos em prol do desenvolvimento econômico do país. Quando as cooperativas assumem esse carimbo em seus produtos e serviços, elas mostram à sociedade aquilo que temos de mais forte em nós: a união”, disse Gilberto Ronchin, da cooperativa de crédito Crevisc (SC).

 

Trabalho cooperativo - “Independentemente da marca das cooperativas, o carimbo SomosCoop mostra que estamos unidos e que trabalhamos de forma cooperada. Acredito muito que esse carimbo pode influenciar o consumidor na hora de decidir o que vai comprar, pois quem conhece o cooperativismo se apaixona. Ele materializa a relação de ganha-ganha que todo mundo quer”, afirmou Michele Silva, da cooperativa Unicredi/MT. (Informe OCB)

 

COAMO I: Estande da cooperativa recebe milhares de visitantes durante a Apas Show

Os Alimentos Coamo por meio das marcas Coamo, Primê, Anniela e Sollus, participaram, mais uma vez, da Apas Show, maior evento para supermercados do mundo, entre os dias 6 e 9 de maio, no Expo Center Norte, em São Paulo. Nesta edição, a cooperativa novamente contou com a visita de milhares de pessoas em seu estande localizado no Pavilhão Verde. O evento, que engloba feira e congresso, tem integrado, com sucesso, empresários, indústria, compradores nacionais e internacionais em uma verdadeira plataforma de negócios que movimenta bilhões. 

 

Relacionamento - Segundo o superintendente Comercial da Coamo, Alcir José Goldoni a Coamo é tradicional no evento e valoriza essa oportunidade ímpar de relacionamento com os clientes. “É o momento que dedicamos aos nossos clientes para estreitar o relacionamento com a troca de ideias e informações da Coamo e da sua linha alimentícia, como também e principalmente agradecer a parceria. Também é um evento que nos permite prospectar novos negócios para a cooperativa. Além disso, diversos clientes e parceiros vieram nos parabenizar pelo trabalho de qualidade e confiança que fazemos há quase 50 anos. O estande esteve sempre cheio e isso nos permitiu reforçar o plano estratégico que a Coamo tem para este e próximos anos.”

 

Satisfação - Na Apas Show, vários países expõem e demonstram suas características, e a Coamo nunca fica de fora deste grande evento com a sua linha alimentícia. “A satisfação de participar é muito grande, porque a receptividade da Coamo vem crescendo e sendo motivo de destaque. Estamos recebendo muitas pessoas e representações que querem ter os nossos produtos em suas gôndolas. Isso para nós é uma alegria, satisfação e um orgulho, por ver o trabalho que estamos realizando há vários anos, sendo coroado de êxito.”

 

Rastreabilidade - Goldoni ainda ressalta que a Coamo tem alimentos de qualidade para apresentar e esteve entre os grandes expositores do evento. “Os Alimentos Coamo são diferenciados pela sua origem, que vem dos campos dos mais de 28 mil associados, donos da cooperativa. Eles produzem alimentos com responsabilidade e qualidade. Quando você sabe de onde vem a matéria-prima do alimento que se está industrializando é possível assegurar a segurança deste produto para o consumidor final. Essa qualidade começa nos campos com o uso de sementes de qualidade e certificadas e está em todas as demais etapas do processo de transporte e industrialização. ”

 

Imagem - Durante o evento a Coamo também destacou a renovação do uso de imagem da Ana Maria Braga como a personalidade dos Alimentos Coamo. O superintende Comercial da Coamo ressalta que “Nesse último ano a repercussão da mensagem sobre qualidade e sabor com economia foi fortalecida com a presença da Ana Maria Braga, nos meios de comunicação e nos pontos de vendas. Foi além das expectativas e nesse novo projeto apresentaremos novidades e que tornaram os Alimentos Coamo ainda mais diferenciados e que surpreenderão os clientes e consumidores. Para agosto já estamos preparando uma nova campanha e outras novidades.” De acordo com o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, a Coamo participa há muitos anos da Apas Show expondo os produtos industrializados do seu quadro social. “Este é um evento que participamos com grande satisfação. Sempre procuramos mostrar aos nossos parceiros a qualidade dos nossos produtos. É a produção dos associados da Coamo transformada em alimento seguro. E para atender a demanda que temos, estamos construindo em Dourados (MS), e que está em fase final, duas indústrias de produtos originados da soja, que nos permite duplicar a produção de óleo refinado, gordura vegetal e de margarinas”, enfatiza Gallassini. (Imprensa Coamo)

{vsig}2019/noticias/05/10/coamo/{/vsig}

COAMO II: Cooperativa recebe visita de Nadja Haddad durante Apas Show

 

A jornalista Nadja Haddad, que, desde 2018, comanda o “Bake Off Brasil – Mão na Massa”, reality culinário já consagrado no SBT e no canal de assinatura Discovery Home & Health, visitou o estande da Coamo durante a Apas Show 2019. Em seu próprio canal do You Tube “Nadja Haddad”, ensina receitas, artesanatos e dicas de dia a dia para as donas de casa. 

 

Interesse - Durante a visita ao estande da Coamo, Nadja relatou que ouviu falar muito bem dos Alimentos Coamo e decidiu conhecer mais a fundo a linha de produtos alimentícios da Coamo. Inclusive a jornalista afirmou que está programando uma visita a Campo Mourão para conhecer o Parque Industrial da cooperativa, bem como, toda a história da Coamo. 

 

Currículo - A carreira no jornalismo começou no Rio de Janeiro, com o estágio nas rádios Cariocas e Tupi. Já como contratada da TV Bandeirantes exerceu as funções de pauteira, produtora e repórter, antes de assumir a apresentação de telejornais como o “Primeiro Jornal” e o “Jornal da Band”. Em São Paulo, onde reside há mais de doze anos, Nadja despontou como apresentadora no entretenimento assumindo a apresentação do “Vídeo News”. No SBT, a apresentadora também faz parte dos programas do Ratinho e do Silvio Santos. (Imprensa Coamo)

 

{vsig}2019/noticias/05/10/coamo_II/{/vsig}

COCARI: Cooperativa recebe Prêmio Expressão de Ecologia pela terceira vez

 

A Cocari conquistou, pela terceira vez, o Prêmio Expressão de Ecologia – Troféu Onda Verde, a maior premiação do Sul do Brasil. A entrega será no dia 2 de agosto de 2019, na sede da FIESC, em Florianópolis (SC). Além disso, os projetos premiados serão publicados no Guia Sustentabilidade 2019, um anuário especial da Editora Expressão que será lançado no evento de premiação.

 

O prêmio - Tradicional, o Prêmio Expressão de Ecologia foi criado pela Editora Expressão, em 1993, um ano após a Conferência Mundial do Meio Ambiente no Rio de Janeiro, quando o mundo assumiu os impactos ambientais que a atividade humana gerou no planeta. Desde então, o Prêmio visa à divulgação e incentivo de ações ambientais promovidas por empresas do sul do país.  

 

Terceira premiação - A Cocari foi já foi destaque no Prêmio em outras duas ocasiões. Em 2013, recebeu a premiação pelo projeto Cultivando Cidadania, que contrata alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) para a produção de mudas de essências nativas, que são destinadas à reserva legal e mata ciliar das propriedades dos cooperados; em 2016, conquistou o Prêmio com o Projeto Meio Ambiente - Eu Cuido!, que consiste no plantio de mudas de essências nativas por crianças da rede municipal de Jandaia do Sul (PR), que visa promover a conscientização de crianças no cuidado com os recursos naturais. O projeto também prevê visitas ao bosque plantado durante cinco anos, sendo que durante as visitas, as crianças podem observar o desenvolvimento das árvores dando valor à vida e ao meio ambiente, resgatando, naturalmente, o convívio com o meio rural.

 

O projeto vencedor -  Neste ano, o Projeto Olho D’Água rendeu a premiação à cooperativa. A iniciativa tem como objetivo o aumento da vazão; proteção da fauna e flora local; água livre de contaminação para uso nas atividades domésticas e agrícolas. Desde 2009, junto à Nortox, o projeto restaura nascentes em propriedades de cooperados. Até o momento, são 803 minas restauradas no Paraná e 23 no Cerrado. O projeto conta com o apoio da secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sema), Emater e Instituto ambiental do Paraná (IAP); e, em Goiás, tem o apoio da Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Goiás (Semarh-GO). 

 

Expansão - O projeto teve enorme aceitação no Paraná e chamou a atenção de produtores de Goiás, sendo expandido para a região de atuação da Cocari naquele estado. Além disso, o Projeto Olho D’Água tornou-se modelo e tem chamado a atenção de prefeituras de diversos municípios paranaenses, como São Pedro do Ivaí, Jandaia do Sul, Lunardelli e Mandaguari, além de Lorena, no estado de São Paulo. Na difusão dessa iniciativa, a Cocari atua como multiplicadora, apoiando e habilitando colaboradores dessas instituições para a execução do projeto. 

 

Satisfação - A Cocari segue buscando soluções que sejam sustentáveis e viáveis para a sociedade e para o meio ambiente, reiterando seu interesse pelas comunidades das áreas onde atua. Por isso, a cooperativa comemora, com satisfação, o reconhecimento de suas ações por meio do Troféu Onda Verde na 26ª edição do Prêmio Expressão. (Imprensa Cocari)

 

{vsig}2019/noticias/05/10/cocari/{/vsig}

COPAGRIL: Seminários de Produtores de Leite serão realizados no Paraná e no Mato Grosso do Sul

 

A partir do seu propósito de estimular constantemente a melhoria e o aumento da produção agropecuária, a Cooperativa Agroindustrial Copagril promoverá dois eventos nos próximos dias 22 e 23 de maio, ambos intitulados Seminário Anual de Produtores de Leite. O primeiro será em Marechal Cândido Rondon (PR), às 13h30 no Pavilhão de Eventos da Comunidade Católica, e no segundo dia o evento  será no Pavilhão de Eventos da Comunidade Católica, em Itaquiraí, no Mato Grosso do Sul.

 

Expectativa - A expectativa é de que os seminários reúnam mais de 600 pessoas, entre produtores associados e seus familiares.

 

Palestra - A abertura será realizada pelo diretor-presidente Ricardo Sílvio Chapla e, em seguida, o público assistirá à palestra intitulada “Perspectivas e desafios para transformar o leite em mais uma estrela do agronegócio brasileiro”, que será proferida pelo consultor Airton Spies.

 

Homenagem - Depois, a cooperativa irá homenagear os produtores que alcançaram os melhores índices de qualidade do leite e maior quantidade produzida.

 

Premiação - Logo após serão premiados os produtores que se inscreveram no concurso de silagem e que tiveram melhor qualidade na produção deste alimento que possui grande relevância na dieta nutricional de bovinos leiteiros. (Imprensa Copagril)

 

copagril 10 05 2019

 

INTEGRADA: Integrada participa com produtos e serviços na 47° Expoingá

 

A Cooperativa Integrada participa da 47° Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá (Expoingá), que será realizada de 9 a 19 deste mês no Parque de Exposições Francisco Feio Ribeiro, em Maringá, no noroeste do Paraná. A presença da Integrada no evento visa prestar atendimento aos cooperados e clientes da região, além de apresentar os seus produtos e serviços. 

 

Negócios - Nelson Yamanaka, gerente da regional Maringá, explica que durante os 11 dias de feira haverá condições especiais para compra de óleos, pneus, máquinas e equipamentos. “É um momento também para mostrar os nossos valores”, acrescenta. Um dos destaques no estande da cooperativa é a linha de pulverizadores Boxer.

 

Campanha - Em seu estande institucional, a cooperativa apresenta a nova campanha institucional: “Eu sou cooperado. Nós somos a Integrada”. O objetivo da campanha é ressaltar a importância dos cooperados, fortalecer o orgulho de se trabalhar no campo e, ao mesmo tempo, enaltecer o valor  e a importância da cooperativa. 

 

Investimentos - O diretor-presidente da Integrada, Jorge Hashimoto, observa que a cooperativa tem trabalhado cada vez mais para aumentar o potencial produtivo de seus associados. Para isso, tem investido forte em tecnologias, a exemplo das sementes de soja especiais e também na prestação de serviços pelo departamento de agricultura de precisão. “Com isso, a cooperativa visa potencializar os ganhos dos associados e, consequentemente, da cooperativa como um todo”, acentua.

 

Novidade - No espaço dedicado a pequenos animais, a Integrada apresenta a ração Brusky Premium. O novo produto é voltado para cães adultos de todas as raças, com níveis nutricionais superiores e ingredientes de alta qualidade. Durante o evento, serão distribuídas amostras da ração, e as crianças poderão colar tatuagens adesivas temporárias ilustradas com o mascote da marca. (Imprensa Integrada)

 

SRD: Show Rural Digital ainda potencializa resultados

 

srd 10 05 2019Sensação do 31º Show Rural Coopavel realizado em fevereiro, o Show Rural Digital (SRD) segue movimentando a área da tecnologia e inovação de Cascavel e região oeste. Há vários desdobramentos que comprovam o sucesso de um evento que insere a feira de novos conhecimentos para o agronegócio de maneira definitiva no mundo digital, diz o coordenador do SRD, José Rodrigues da Costa Neto.

 

Foco - Um encontro realizado dois meses e meio depois do encerramento da primeira edição atualizou as novidades sobre o Show Rural Digital. “Várias coisas boas aconteceram nessas dez semanas. Isso deixa todos animados e ainda mais focados na organização do próximo evento, para o qual já temos grandes ideias e perspectivas”, afirma Neto. A primeira edição contou com a participação de 116 empresas, muitas delas referências mundiais em suas áreas, como Microsoft, HPE, Totus, Huawei, Aruba e Cisco.

 

SRI - Uma das boas notícias para a Coopavel, cooperativa que organiza o Show Rural, é que ela acaba de ser integrada ao Sistema Regional de Inovação 9SRI). O órgão é formado por várias empresas e empreendimentos com foco em tecnologias e tem por missão refletir sobre o futuro da inovação no oeste do Paraná. Outro bom retrospecto, segundo Neto, é quanto à participação de empresas na edição de 2020. 

 

Interesse - “Muitas que participaram já confirmaram presença, muitas que havíamos contatado e não vieram disseram que estarão presentes no próximo e outras que sequer conhecíamos nos procuram para dizer que virão para o Show Rural Digital do ano que vem. Estamos animados com as possibilidades que esse evento abre para Cascavel e região”, afirma Neto, ao acrescentar que “todo o ecossistema de inovação do oeste foi, de algum modo, impulsionado e impactado pelo evento, e isso nos deixa muito otimistas”.

 

Equipes - O hackathon foi um dos principais eventos do Show Rural Digital. Dez equipes participaram e todas experimentam os efeitos positivos pós-maratona. “Estamos surpresos com alguns dos relatos que ouvimos na recente reunião de avaliação, o que demonstra a força e a importância que a tecnologia e a inovação alcançam na atualidade”, diz o gerente de TI da Coopavel e um dos idealizadores do SRD, Rogério Aver.

 

Sinalizações - Os relatos das equipes informam sobre indicações, solicitações de orçamentos de produtos, ampliação de network, fechamento de projetos, correção de trabalhos, confirmação de projetos (venda de aplicativos), profissionalização da empresa (definição de funções especificadas a cada um dos membros-participantes), convite para participação em outros eventos de tecnologia, elaboração de novos aplicativos, pré-contratos com instituições de ensino, participação em concursos e prêmios de inovação.

 

Horizontes - A equipe vencedora do desafio, a Avetop, ganhou  duas bolsas de estudos para o curso de Engenharia de Software da FAG e outras duas de mestrado na área de Armazenamento de grãos da Unioeste. Outras foram convidadas a aderir ao Sistema Regional de Inovação, ao Iguassu Valley e ao Encontro de Startups organizado pelo Acic Labs. Há ainda casos de equipes que, mesmo durante o hackathon, receberam a oferta de ajuda financeira de investidores. A viagem ao Vale do Silício, nos Estados Unidos (prêmio à equipe vencedora) será cumprida no último trimestre de 2019. (Imprensa Coopavel) 

 

 

SICREDI: Destaque no ranking Top Asset de fundos de investimento

 

sicredi 10 05 2019O Sicredi – instituição financeira cooperativa com mais de 4 milhões de associados e atuação em 22 estados brasileiros e no Distrito Federal –, por meio de sua gestora de recursos, é destaque em mais um ranking de fundos de investimento. A Asset do Sicredi ocupa a 18º posição do ranking Top Asset da revista Investidor Institucional,  com mais de R$ 31 bilhões de recursos sob gestão. A revista é o principal canal de comunicação com profissionais de fundos de pensão, regimes próprios de previdência e gestores de recursos.

 

Previdência - No final de 2018, a Asset do Sicredi também foi destaque no ranking de fundos de previdência do “Guia Valor FGV” e destaque na lista dos “Melhores Fundos de Renda Fixa” na categoria indexados, no especial “Onde Investir em 2019” da revista IstoÉ Dinheiro. Além disso, no início de 2019, a gestora obteve seu primeiro rating de gestão, emitido pela Fitch Ratings, instituição externa altamente reconhecida, que possui escala global, de modo que a Asset passou pelos mesmos critérios de avaliação aplicado para outras gestoras de investimento internacionais.

 

Gestão - A gestora do Sicredi é responsável por gerir os recursos da liquidez das atuais 114 cooperativas de crédito filiadas ao Sistema, os recursos dos associados aplicados em fundos de investimento e fundos de previdência privada distribuídos nas agências e as carteiras e fundos destinados a investidores institucionais. Para Ricardo Sommer, diretor executivo de Gestão de Recursos, os reconhecimentos à área estão relacionados à solidez sistêmica da instituição financeira cooperativa que mais cresce no país.

 

Renda fixa - “Nossa gestão é focada em renda fixa, dos produtos mais simples aos de maior complexidade e maior risco, e nossa missão é disponibilizar as oportunidades mais rentáveis aos nossos associados. Nosso processo de decisão de investimentos e controles rígidos sobre as exposições aos riscos de nossos mandatos, qualidades ressaltadas pela avaliação da Fitch Ratings, permitem segurança e maior aderência aos retornos esperados pelo nosso investidor”, ressalta Sommer.

 

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4 milhões de associados, que  exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.600 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br). (Imprensa Sicredi)

 

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

 

 

SICREDI VALE DO PIQUIRI: Terceira turma conclui Programa de Certificação de Liderança

 

sicredi vale piquiri 10 05 2019Trinta e nove associados da Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP concluíram o Curso de Formação de Conselheiros Cooperativos. Trata-se da terceira turma que finaliza a capacitação, cujo objetivo é prepara líderes cooperativos para auxiliar na gestão do empreendimento, com maior qualidade e com isso buscar a perenidade. O curso é resultado de parceria entre a cooperativa com o Isae e Sescoop/PR.

 

A formação - A formação teve duração de nove meses e 13 módulos, contabilizando um total de 168 horas/aula.  Para os participantes, foi a oportunidade de obter aprimoramento e de ter contato com  novidades. “Como eu já participo da cooperativa como delegado e membro do Comitê Jovem, o conhecimento adquirido nesta formação com certeza me auxiliará para que eu possa contribuir com mais qualidade, nas decisões que precisarmos tomar. Gostei muito”, disse Douglas Milani.  

 

Futuro - “Este programa tem como principal objetivo preparar nossas lideranças para conduzir o futuro da Vale do Piquiri com muito conhecimento, troca de experiência e modernos conceitos de gestão”, diz o presidente da cooperativa, Jaime Basso. (Imprensa Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP)

 

SICREDI UNIÃO PR/SP: Palestra de abertura da Semana Maringaense de Educação Financeira será no dia 20

 

No dia 20 de maio, Ana Paula Hornos vai abrir a Semana Maringaense de Educação Financeira com a palestra “Educação Financeira e Neurociência para a Prosperidade”, às 19 horas, no Teatro Calil Haddad. A palestra é gratuita e as vagas são limitadas. 

 

Realização - A semana é uma realização da Câmara Técnica Financeira do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem), por meio do Movimento Prosperingá, que será lançado na mesma data. Os patrocinadores da palestra de abertura são Sicredi, Sancor, Instituto Sicoob e Instituto CooperCard. 

 

Experiência - Com mais de 20 anos de experiência como executiva e empresária, Ana Paula é coach, educadora financeira, mediadora de conflitos e escritora. Nos últimos anos ela tem se dedicado a assessorar executivos, empresários, sócios e famílias no alcance de objetivos profissionais, do negócio, pessoais e familiares e na construção de uma vida de realizações e sucesso.

 

Acesso - “Muitos de nós nunca tiveram acesso à educação financeira ao longo da vida e isso é constatado em pesquisas que mostram o baixo nível de poupança (economia) em nosso país, o índice de endividamento da população, taxa de inadimplência e taxa de mortalidade das empresas. Todos enfrentam o dilema do equilíbrio entre viver bem o hoje e desfrutar com tranquilidade o amanhã, independente das oscilações econômicas, principalmente no atual cenário brasileiro e no momento que estamos de reflexão quanto ao futuro da aposentadoria e questões da previdência”, explica.

 

Dificuldades - De acordo com ela, a maioria das pessoas enfrenta dificuldades financeiras por causa de decisões erradas. “Estamos falando de hábitos, comportamentos recorrentes e decisões emocionais, e é justamente aqui que entra a neurociência para explicar e auxiliar na mudança de vida em busca da prosperidade. Em minha palestra, pretendo fazer um convite ao engajamento de cada cidadão de Maringá a esse movimento coletivo”, ressalta a palestrante.

    

Inscrições - As inscrições para a palestra de abertura da Semana Maringaense de Educação Financeira podem ser feitas no site do Sympla: www.sympla.com.br, pesquisando pelo nome do movimento ‘Prosperingá’.

 

Palestrante - Ana Paula Hornos é graduada em Engenharia pela USP, com MBA em Finanças pelo Insper e especialização pela FGV e pelo International Institute for Management Development (Suíça). Com foco em Finanças, Estratégia e Gestão, ela trabalhou em grandes empresas nacionais e multinacionais. Na Argentina, trabalhou como consultora em gestão estratégica e foi professora convidada no MBA da Universidade Belgrano. Hoje também é professora na Casa do Saber.

    

Publicações - Ana Paula é autora da coleção de apoio didático escolar para educação financeira de crianças e adolescentes Educação Financeira e Valores, Editora FTD e do livro infanto-juvenil Crise Financeira na Floresta.

 

Semana Maringaense de Educação Financeira - As atividades da Semana Maringaense de Educação Financeira serão realizadas entre os dias 20 e 25 de maio, pelas instituições que fazem parte da Câmara Técnica Financeira do Codem: Sicredi, Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), Noroeste Garantias, Trecsson Business, Instituto Sicoob, Instituto CooperCard, Bom Negócio Paraná, Banco do Brasil, Sancor, Unicesumar, Centro Universitário Cidade Verde (UNIFCV), prefeitura de Maringá, Núcleo Regional de Educação, Nsseg Corretora de Seguros, Grupo Brasil 7 Comunicações e Universidade Estadual de Maringá (UEM). O evento acompanha a programação da Semana Nacional de Educação Financeira (Semana Enef), que está na sexta edição, e é a primeira vez que será realizado em Maringá. 

 

Programação - A programação será voltada para pessoas físicas e jurídicas, com palestras, teatro e atendimento com consultores em escolas, praças, shopping, auditórios e outros locais – a programação consta em www.prosperinga.com.br.

 

Lançamento - O Prosperingá será lançado pelo Codem durante a palestra de abertura do evento, no dia 20, e tem como objetivo gerar um movimento envolvendo a comunidade na disseminação da educação financeira como base para a criação de uma sociedade mais próspera, capaz de gerar recursos para si e para todos. (Imprensa Sicredi União PR/SP)

SICOOB MÉDIO OESTE: Agência em Tupãssi comemora quatro anos

 

sicoob medio oeste 10 05 2019Há quatro anos, o Sicoob Médio Oeste chegou a Tupãssi. Desde então, a cooperativa vem oferecendo uma experiência financeira diferente para os cooperados do município e da região. Para comemorar o aniversário da agência, ocorrido no último dia 7, diretores, conselheiros e colaboradores se reuniram para um café da manhã.

 

Confraternização - O momento foi de confraternização e descontração. Em um bate-papo, os participantes relembraram acontecimentos marcantes da trajetória da agência. “Tudo que foi construído e conquistado é fruto da união de toda comunidade e é esse sentimento de pertencimento que faz o Sicoob ser forte”, comenta o diretor comercial, Rodrigo Dencati da Cruz.

 

Novo endereço - Em breve, a agência do Sicoob Médio Oeste em Tupãssi passará a atender em novo endereço, um espaço mais amplo e moderno para conforto dos cooperados. (Imprensa Sicoob Unicoob)

 

SICOOB OURO VERDE: Colaboradores recebem orientação nutricional do Programa Cuide-se+

 

sicoob ouro verde 10 05 2019No mês de abril, o Sicoob Ouro Verde iniciou mais uma edição do Programa Cuide-se+ Alimentação Saudável. A iniciativa, que faz parte das ações do FIC e é realizada em parceria com o Sesi, tem o objetivo de levar conhecimento e orientação para incentivar os colaboradores a adotarem bons hábitos alimentares. 

 

Acompanhamento nutricional - Para isso, os participantes recebem acompanhamento nutricional por um período de seis meses. Nas consultas, a nutricionista verifica quais os relatos e principais queixas do colaborador. A partir dessa conversa, formula um cardápio alimentar compatível com as necessidades de cada um. 

 

Atendimento - Para realizar o atendimento, a própria nutricionista vai até o local de trabalho dos colaboradores. “Acho sensacional, pois além da cooperativa demonstrar preocupação com a saúde dos colaboradores, facilitou ainda mais trazendo a profissional até nós”, destaca a colaboradora da agência de Jaguapitã Juliana Aparecida de Oliveira.

 

Participantes - No ano passado, o programa foi um sucesso na cooperativa e, com isso, as vagas disponíveis para 2019 foram preenchidas rapidamente. Ao todo, serão 74 participantes. Destes, 64 são colaboradores das agências de Londrina e região e outros 10 colaboradores, são de Santo Antônio da Platina. “Estamos confiantes que o programa contribuirá para que os hábitos alimentares dos colaboradores sejam mais saudáveis. Dessa forma, estamos colaborando também para a promoção da qualidade de vida e para a felicidade das pessoas”, afirma Luciane Bizarro, responsável pelo Programa FIC no Sicoob Ouro Verde, vinculado à Valorização Humana.

 

Resultados notáveis - A gestora Administrativa da agência de Cambé, Daliane Camargo, iniciou o programa no ano passado e conta que os resultados são notáveis. “O programa de nutrição veio para somar na minha vida. Além de 8 quilos a menos, ganhei qualidade de vida. Não comia determinados alimentos, mas aos poucos consegui adotar esse ‘novo’ estilo de vida. Hoje concluo que foram seis meses de plantio para uma vida toda de colheita”, conta. (Imprensa Sicoob Unicoob)

 

LOGÍSTICA REVERSA: Estudo comprova evolução da ecoeficência do Sistema Campo Limpo

 

Em um cenário no qual é cada vez mais urgente pensar na importância do consumo consciente de recursos naturais e na gestão do ciclo de vida dos bens e produtos em prol da conservação do meio ambiente, o Sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas) é um sólido exemplo do quanto a legislação eficiente, tendo como aliados a dedicação e o engajamento de todos os elos da cadeia produtiva,  pode gerar impactos ambientais e socioeconômicos bastante positivos. 

 

Dados - Dados da Fundação Espaço ECO sobre a ecoeficiência do Sistema Campo Limpo mostram que, desde 2002, ano do início das atividades do Sistema, até dezembro de 2018, a logística reversa das embalagens de defensivos agrícolas evitou a emissão de 688 mil toneladas de gás carbônico equivalente, o que equivale a mais de 4 milhões de árvores que precisariam ser plantadas para compensar essas emissões, se elas tivessem ocorrido. A destinação correta das embalagens também é responsável por evitar a extração de 1,6 milhão de barris de petróleo e pela economia de energia elétrica suficiente para abastecer 1,5 milhão de residências durante um ano. 

 

Origem - “A logística reversa no campo nasceu seguindo o conceito de economia circular desde os projetos-piloto na década de 90, sempre considerando todo o ciclo de vida da embalagem. Desde sua criação, em 2002, o Sistema Campo Limpo destinou de forma ambientalmente correta mais de 500 mil toneladas de embalagens pós-consumo. Cerca de 94% das embalagens plásticas primárias colocadas no mercado são encaminhadas para destinações ambientalmente adequadas: 91% desse total para a reciclagem e o restante para a incineração”, segundo Maria Helena Z. Calado, gerente de Sustentabilidade do inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias). Esse sucesso reflete a adoção do conceito de responsabilidade compartilhada, que foi estabelecido pela Lei 9.974/00 e seu Decreto 4.074/02, com uma legislação que definiu o papel de cada elo da cadeia agrícola – indústria, agricultores, canais de distribuição e poder público, compartilhando responsabilidades entre todos.

 

Indústria - Como unidade gestora do Sistema Campo Limpo, o inpEV, que representa a indústria fabricante de defensivos agrícolas, promove ações de educação e conscientização, especialmente junto a agricultores que devem devolver as embalagens lavadas e inutilizadas nas mais de 400 unidades de recebimento em todo o país. 

 

Sobre o inpEV - Há 17 anos, o inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) atua como núcleo de inteligência do Sistema Campo Limpo nas atividades de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas e promove ações de conscientização e educação ambiental sobre o tema, conforme previsto em legislação. É uma instituição sem fins lucrativos formada por mais de 100 empresas e nove entidades representativas da indústria do setor, distribuidores e agricultores.

 

Sobre o Sistema - O Sistema Campo Limpo tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas. O Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração.

 

Informações - Mais informações sobre o inpEV e o Sistema Campo Limpo estão disponíveis no site www.inpev.org.br, no Facebook, Youtube e Instagram. (Assessoria de Imprensa do inpEV)

 

EVENTO: Abertas as inscrições para Curso de Produção de Soja

 

evento 10 05 2019A Embrapa Soja promove o Curso de Produção de Soja - módulo de manejo do solo e da cultura - entre os dias 3 e 7 de junho, na sede da Embrapa, em Londrina (PR). A programação está organizada com aulas teóricas e práticas e visitas técnicas a campo. As inscrições devem ser feitas aqui pela internet. 

 

Conteúdo programático - O conteúdo programático irá abordar temas como: instalação da lavoura e Integração lavoura-pecuária, manejo e conservação do solo e da água, fertilidade de solos e nutrição de plantas, manejo de pós-colheita e manejo Integrado de plantas daninhas e dessecação pré-colheita. Os módulos serão ministrados por pesquisadores da Embrapa Soja, que irão demonstrar resultados de tecnologias recomendadas pela instituição de pesquisa. O pesquisador André Prando, coordenador do curso, diz que o objetivo é promover a atualização e a capacitação de técnicos e produtores sobre as tecnologias de produção de soja. 

 

Vagas - São oferecidas 35 vagas. O número reduzido visa facilitar a interação entre participantes e instrutores. Serão contemplados temas relacionados ao manejo da fertilidade e conservação do solo, manejo de plantas daninhas e manejo da colheita e pós-colheita. “O curso terá como enfoque principal as estratégias de manejo para o alcance de excelentes resultados”, explica Prando. O curso é oferecido em dois módulos independentes e o próximo sobre manejo fitossanitário, está previsto para ocorrer em novembro. (Assessoria de Imprensa da Embrapa Soja

 

Confira aqui a programação.

 


Versão para impressão


RODAPE