Imprimir
CABECALHO

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 4568 | 03 de Maio de 2019

ECONOMIA: Fórum Financeiro da Ocepar discute perspectivas para 2019

 

Cerca de 150 pessoas, representando 26 bancos e instituições financeiras, acompanham, nesta sexta-feira (03/05), o Fórum Financeiro e de Mercado do Sistema Ocepar, na sede da entidade, em Curitiba. O evento foi aberto pelo presidente José Roberto Ricken, e pelo secretário de Agricultura do Paraná, Norberto Ortigara. Compuseram a mesa, da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o diretor do Departamento de Financiamento e Informação, Wilson Váz de Araújo, e o diretor do Departamento de Gestão de Riscos, Pedro Augusto Martins Loyola Junior, além do coordenador do ramo agropecuário no Sistema OCB (Organização das Cooperativa Brasileiras), e presidente da Cooperativa Agroindustrial Bom Jesus, Luiz Roberto Baggio, e o coordenador do Departamento Econômico da Faep (Federação da Agricultura do Estado do Paraná), Jefrey Kleine Albers.

 

Desafios - O presidente da Ocepar, José Roberto Ricken, fez uma explanação sobre o cooperativismo do Paraná, elencou as prioridades e os desafios a serem superados para a manutenção dos indicadores positivos do setor. O dirigente enfatizou a importância da defesa da política agrícola e manutenção do crédito rural, “mecanismo fundamental para o desenvolvimento e competividade da agropecuária brasileira”. O secretário Norberto Ortigara aproveitou para entregar aos representantes do Mapa, documento com sugestões acerca do zoneamento agrícola de risco climático, e ressaltou a importância de eventos como o fórum, “para encontrar soluções frente aos desafios que são barreiras ao crescimento da agropecuária paranaense”. 

 

Palestras - Pela manhã, ocorreram duas palestras: Pedro Loyola tratou das perspectivas para o seguro rural e Progro no Brasil, e Pedro Váz falou sobre as principais políticas do Plano Agrícola e Pecuário da safra 2019/2010 Wilson Váz de Araújo. À tarde, o evento prossegue com as palestras Cenários do Cooperativismo Paranaense, por João Gogola Neto, coordenador de Desempenho do Sistema Ocepar, e Conjuntura Econômica e Política e Perspectivas 2019-2022, por Juan Jensen, economista da 4E Consultoria.

 

{vsig}2019/noticias/05/03/forum/{/vsig}

CRÉDITO RURAL: R$ 143,9 bilhões da safra 2018/2019 foram aplicados até abril

 

credito rural destaque 03 05 2019De julho de 2018 a abril de 2019, foram aplicados R$ 143,9 bilhões em crédito rural na safra 2018/19, que se encerra no dia 30 de junho. Desse total, 28% teve origem na poupança rural; 21% em recursos a taxas livres; 16% em recursos obrigatórios; 16% em outras fontes; 10% no BNDES equalizável e 9% em fundos, de acordo com levantamento feito pela Gerência de Desenvolvimento Técnico da Ocepar (Getec), com base em informações do Banco Central do Brasil (BC). Para esta safra, foram disponibilizados um total de 194,4 bilhões para a agricultura empresarial. 

 

Mudanças - “O Plano Agrícola e Pecuário da atual safra apresentou mudanças com relação às fontes de recursos, quando comparado com o anterior. Os recursos obrigatórios, que eram aplicados à taxa de juros diferenciada, sofreram grande redução, passando de 32% para 16% do total aplicado até abril de 2019. No entanto, os recursos aplicados à taxa de juros livres aumentaram significativamente, de 14% para 21%. Entre diversos outros fatores, a oferta de recursos mais caros limitou a sua captação pelos produtores dentro da Política de Crédito Rural. Para que todos os R$ 194,4 bilhões anunciados no início da safra sejam efetivamente aplicados no agronegócio, teriam que ser aplicados mais R$ 50,5 bilhões nos próximos dois meses. A Ocepar, em conjunto com a OCB, está trabalhando juntamente com o Ministério da Agricultura no sentido de que o próximo Plano Agrícola e Pecuário garanta aos produtores rurais os recursos suficientes, a custos compatíveis e disponibilizados no momento oportuno”, afirma o analista da Getec, Maiko Zanella.

 

Cooperativas - Ainda de acordo com o estudo da Getec, de julho de 2018 a abril de 2019, o repasse ao cooperativismo brasileiro somou R$ 17,45 bilhões, em custeio, investimento, comercialização e industrialização, dos quais as cooperativas do Paraná responderam por R$ 6,46 bilhões. O Informe Crédito Rural da Getec traz ainda a evolução dos recursos aplicados desde a safra 2015/16 até a atual. Clique aqui para conferir na íntegra o boletim

 

Informações - Para mais informações, entre em contato com Maiko Zanella ( maiko.zanella@sistemaocepar.coop.br / 41 3200-1115) ou com Jessica Costa ( jessica.costa@sistemaocepar.coop.br / 41 3200-1133).

 

 

EVENTO: Sistema Ocepar promove 1º Fórum de Piscicultura das Cooperativas Paranaenses

 

O Sistema Ocepar promove, com o apoio da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), o 1º Fórum de Piscicultura das Cooperativas Paranaenses. Será no dia 23 de maio, no Campus Toledo da PUCPR, no Oeste do Estado. A ideia é reunir profissionais e produtores cooperados que atuam com a produção de peixes, com o propósito de apoiar o desenvolvimento da atividade nas cooperativas do Paraná. Atualmente o setor possui capacidade de produção de 200 mil tilápias por dia, concentrada na região Oeste. 

 

Programação - O evento será realizado das 8h30 às 16h50, na sala 7 do Bloco Didático. A programação contempla a apresentação de quatro palestras: “Mercado da tilápia, perfil dos consumidores e perspectivas futuras”, com Aldi Feiden, da Unioste; “O desafio da nutrição e alimentação de tilápias”, com Wilson Massamitu Furuya, da UEPG; “Desafios do produtor: qualidade x produtividade”, com Arcângelo Augusto Signor, do IFPR, e “Qualidade da água aliada à produtividade e piscicultura”, com André Luis Gentelini, também do IFPR.

 

Inscrições e informações -  As inscrições devem ser feitas até o dia 17 de maio pelo agente de DH da cooperativa. Mais informações com Alexandre Monteiro (alexandre.monteiro@sistemaocepar.coop.br/ 41 3200 1114).

 

Clique aqui para conferir na integra a programação do 1º Fórum de Piscicultura das Cooperativas Paranaenses

 

Clique aqui para conferir mais dados sobre os palestrantes

ECONOMIA: Secretário do Ministério da Economia se reunirá com empresários em Curitiba

 

Com o objetivo de apresentar “as iniciativas e promoção da competitividade e destravamento da economia”, no próximo dia 9 de maio o Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec) do Ministério da Economia, Carlos Alexandre da Costa, participará do Fórum Emprego e Produtividade – Um Brasil com emprego e competitividade. O evento, promovido pelo Governo Federal e Governo do Paraná, em parceria com o G7, será realizado das 8 às 10 horas no Auditório Caio Amaral, Campus da Industrial, no Jardim Botânico,  em Curitiba.

 

Programação - Segundo a programação, Carlos Alexandre da Costa irá se encontrar com o vice-governador Darci Piana e um grupo de empresários, entre os quais representantes de cooperativas na quarta-feira (08/05), durante jantar a ser servido no Campus da Indústria da Fiep. Antes do início do fórum, às 7h30 do dia 9,  mas no Espaço de Convivência no mesmo campus, o secretário participa do café da manhã com  o governador Carlos Massa Ratinho Junior e convidados, entre os quais o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken.   

 

G7 - Grupo de entidades representativas do setor produtivo paranaense, O G7 é composto pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Federação e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Fecoopar), Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap), Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná (Fetranspar) e Associação Comercial do Paraná (ACP).

 

economia 03 05 2019

 

WORLD COOP MANAGEMENT: 5º Congresso Internacional será entre os dias 30 de setembro e 1º de outubro

 

O maior congresso de gestão e liderança do cooperativismo brasileiro, desta vez com uma proposta de oferecer uma experiência de imersão em conhecimento mais completa e comportar um maior número de participantes, traz uma série de inovações que irão tornar sua 5ª edição a mais notável de todas.

 

Capacidade ampliada - O congresso estará maior e melhor, com sua capacidade ampliada para 1000 participantes, proporcionando um ambiente com maior diversidade de negócios e ainda mais propício para networking e muito mais conhecimento.

 

Tema central - O tema central do WCM’19 será Marketing e Criação de Valores, onde gerar ideias transformadoras será o principal objetivo do congresso, apresentando formas diferentes e inspiradoras, que ajudarão você a pensar de forma criativa e inovadora.

 

Novidades - Abrir a mente para novas experiências, tendências e conhecimento de alto nível é a base do Congresso Internacional WCM, que propõe os melhores caminhos para explorar novos espaços, novos cenários e estratégias, e assim tornar-se um verdadeiro líder.

 

Novo espaço - Em 2019, o congresso será realizado em um novo espaço, a Arena do Centro de Eventos Expominas, considerado o mais amplo espaço de eventos do Estado de Minas Gerais.

 

Palestrantes - O WCM’19 também vai trazer 14 palestrantes, pensadores de alta gestão, sendo dois Keynote Speakers e, assim cada dia do congresso será encerrado por uma renomada personalidade internacional, com palestras motivacionais de conteúdo, tanto para absorver dicas práticas como para renovar as energias.

 

Site oficial - No site oficial do evento (wcm.coop) poderá ser consultada toda a informação necessária, como a listagem de todos os palestrantes e temáticas a serem apresentadas nos dois dias de congresso e ainda realizar a sua inscrição para o evento. Outras novidades e informações complementares serão anunciadas em breve.

 

Redes sociais - Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades: 

* Facebook.com/wcm.coop/                                                 

* Instagram.com/wcm.coop/ 

* Twitter.com/WCM2019

 

E-mail - Mais informações pelo e-mail marketing@wexbusiness.com. (Assessoria de Imprensa do evento)

 

{vsig}2019/noticias/05/03/world_coop_management/{/vsig}

FRÍSIA: Superintendente da cooperativa é homenageado em São Paulo

 

frisia 03 05 2019O superintendente da Frísia Cooperativa Agroindustrial, Emerson Moura, foi homenageado nesta quinta-feira (02/05) pela Associação de Engenheiros Agrônomos do Estado de São Paulo. Ele recebeu a medalha Fernando Costa devido ao trabalho realizado no cooperativismo. O evento foi realizado no Centro de Cana do Instituto Agronômico (IAC), paralelo a Agrishow, em Ribeirão Preto (SP).

 

Dados - Formado em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) em 1994, Moura foi gerente das multinacionais Basf e Bayer antes de assumir o atual cargo na cooperativa. Ele trabalha há mais de 20 anos no mercado de agronegócios. Além de superintendente da Frísia, ele também é diretor da Unium, sistema de intercooperação que inclui também as cooperativas Castrolanda e Capal. (Imprensa Frísia)

 

Sobre a Frísia: Fundada em 1925, a Frísia é a cooperativa mais antiga do Paraná e segunda do Brasil. Localizada na região dos Campos Gerais, tem sua produção voltada ao leite, carne e grãos, principalmente, trigo, soja e milho. A cooperativa é resultado da união do trabalho de todos os cooperados e colaboradores; da diversificação da produção, englobando a produção leiteira, de grãos e de proteína animal; e da alta qualidade do que é feito e comercializado, com animais de excelente genética, rastreamento e investimento em tecnologia, infraestrutura e mão de obra. Os valores da cooperativa são Fidelidade, Responsabilidade, Intercooperação, Sustentabilidade, Integridade e Atitude (FRISIA).

 

COCARI I: Colaboradores são homenageados pelo Dia do Trabalhador

 

cocari 03 05 2019Na tarde da última terça-feira (30/04), a Cocari promoveu uma confraternização em homenagem ao Dia do Trabalhador, comemorado em 1º de maio. Aproximadamente 260 colaboradores participaram da ação, em Mandaguari (PR), que visa à humanização das relações de trabalho e à valorização do capital humano da cooperativa. Em outros entrepostos, no Paraná e no Cerrado, a mesma ação foi desenvolvida com o intuito de reconhecer o trabalho de todos aqueles que trabalham pela cooperativa.

 

Confraternização - Todos os colaboradores da sede foram reunidos para um café da tarde, quando confraternizaram e ouviram os agradecimentos do vice-presidente.  Além disso, cada um recebeu uma singela lembrança, que simboliza a gratidão e o reconhecimento da Cocari a todos os trabalhadores, que, com empenho, movem a cooperativa rumo ao crescimento.

 

Reconhecimento - Durante a confraternização que reuniu o vice-presidente da cooperativa, Dr. Marcos Trintinalha e colaboradores da sede, Graneleiro, IBC, Café, Centro de Distribuição e Laboratório de Análise de Sementes, a Cocari registrou seu reconhecimento e gratidão a cada pessoa que dedica sua força de trabalho às atividades que mantêm a cooperativa em funcionamento. 

 

Importância - O vice-presidente ressaltou a importância de cada um dos colaboradores para que a cooperativa alcance bons resultados e continue crescendo. “Nós estamos aqui para homenagear os trabalhadores que se dedicam à Cocari, uns há muito tempo e outros que acabaram de chegar para somar forças com a gente. Nós somos uma família, com uma imensa responsabilidade em todos os cargos. Somos uma cooperativa forte, que tem tudo para crescer ainda mais por meio do empenho e da união de todos nós”, reconheceu. (Imprensa Cocari)

 

COCARI II: XIV Campanha Cocari Solidária arrecadou mais de R$ 604 mil

 

Na manhã do dia 30 de abril, na Associação Atlética da Cocari, em Mandaguari (PR), foi realizado o sorteio da XIV Campanha Cocari Solidária. Neste ano, foram arrecadados R$ 604.695,00 com a venda de vale-mudas, valor que foi revertido para as 113 entidades participantes. A unidade de Mandaguari foi a que mais arrecadou, com R$ 118.465,00, seguida por Cristalina (GO), com R$ 76.430,00, e Marialva (PR), com 64.875,00. Desde o início da campanha, a arrecadação totaliza R$ 5.250.795,00, revertidos para as entidades participantes, que investiram em projetos, manutenção e infraestrutura.

 

Regulamento - Cada um dos cupons sorteados foi avaliado pela auditoria interna da Cocari para fins de validação, conforme determina o regulamento. E, ainda em conformidade com o regulamento, a divulgação do resultado foi feita no site da Cocari, além de notificação via correspondência para os ganhadores. Os prêmios foram entregues nesta sexta-feira (03/05) às 10 horas, na sede da Cocari, em Mandaguar.

 

União - O vice-presidente da Cocari, Marcos Trintinalha, ressaltou a importância da participação de todos aqueles que colaboraram, adquirindo cupons. “Vocês, que compraram um vale-muda, multiplicaram o valor revertido em prol das 113 entidades participantes. Além disso, essas mudas serão plantadas, beneficiando o meio ambiente. Agradecemos a todos os que contribuíram”, salientou.

 

Diferença - O prefeito de Mandaguari, Romualdo Batista,  ressaltou a importância da realização da campanha.  “Essa iniciativa da Cocari, por meio desses pequenos cupons, faz muita diferença para as nossas entidades. Por isso, eu gostaria de reconhecer e parabenizar a cooperativa pela Campanha Cocari Solidária, que tem agregado muito à nossa cidade”, destacou.

 

Homenagem - A juíza de direito do Foro Regional de Mandaguari, Iza Maria Bertola Mazzo, foi homenageada pela iniciativa de unir a comunidade em benefício de  todos, por meio do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança), que arrecadou R$ 69.695,00 e possibilitou o plantio de 13.943 mudas de essências nativas. Em seu pronunciamento, ela ressaltou que iniciativas como essas são importantes para a comunidade. “Existem muitas entidades que atendem a diversas causas, eu agradeço a todos aqueles que ajudam e acreditam na união. Que nós possamos, juntos, seguir colaborando”, afirmou. 

 

Presenças - O evento ainda contou com as presenças do o diretor executivo da Cocari, João Carlos Obici; do presidente da Câmara Municipal de Mandaguari, Hudson Guimarães; do superintendente de Logística Integrada, Jacy Cesar Fermino da Rocha; do superintendente Financeiro, João Paulo Burian Faria; do assessor de Recursos Humanos, Angelo Trintinalha, e do gerente de Auditoria interna, Eliander de Souza Mendonça. (Impensa Cocari)

 

Ganhadores da  Campanha Cocari Solidária 2018/2019:

 

1º Prêmio:1 veículo Volkswagem, modelo GOL 1.0 Básico, quatro portas, ano /modelo 2018, zero quilôimetro, no valor de R$ 37.149,55.

Cupom nº 0017234

Nome: Maria Luiza Tonussi De Oliveira

Cidade: Ivaiporã (PR)

Entidade: IPTH – Instituto de Pesquisa e Tratamentos Humanísticos – Apucarana (PR)

 

2º Prêmio: Moto Honda modelo CG 125 FANKS Partida Pedal Carburada, ano/modelo 2018, zero quilômetro, no valor de R$ 7.775,00.

Cupom nº 0123401

Nome: Angelo Aparecido De Almeida

Cidade: Rio Bom (PR)

Entidade: APAE – Associação de Pais e Amigos Excepcionais - Rio Bom (PR)

 

3º Prêmio: Moto Honda modelo CG 125 FANKS Partida Pedal Carburada, ano/modelo 2018, zero quilômetro, no valor de R$ 7.775,00.

Cupom nº 093008

Nome: Claudemir José Trindade

Cidade: Marumbi (PR)

Entidade: APAE – Associação de Pais e Amigos Excepcionais – Marumbi (PR)

 

4º Prêmio: 1 TV LED SMART 49” PHILCO FULL HD, no valor de R$ 1.999,00.

Cupom nº 0012359

Nome: Bruno Nardi Zucoli

Cidade: Itambé (PR)

Entidade: APAE – Associação de Pais e Amigos Excepcionais – Itambé (PR)

 

5º Prêmio: 1 TV 40” SANSUNG FULL HD, no valor de R$ 1.699,00.

Cupom nº 0005153

Nome: Arlindo Ferreira Da Silva

Cidade: Jandaia do Sul (PR)

Entidade: APAE – Associação de Pais e Amigos Excepcionais – Jandaia do Sul (PR)

 

{vsig}2019/noticias/05/03/cocari_II/{/vsig}

 

C.VALE: Diretoria da cooperativa reúne produtores em Pérola Independente

 

Associados da C.Vale de Pérola Independente e Candeia, município de Maripá (PR), participaram na terça-feira (30/04) de reunião sobre a diversificação de atividades. O evento reuniu mais de 120 pessoas no salão do Clube Independente de Pérola. Foram exibidos vídeos de associados que apostaram em atividades alternativas e conseguiram melhorar sua condição de vida. 

 

Diversificação - O encontro foi conduzido pelo presidente da cooperativa, Alfredo Lang, que apresentou a evolução da cooperativa e o projeto para os próximos anos. “Queremos um número maior de produtores investindo em avicultura, piscicultura, produção de leite, suínos e mandioca para incrementar a renda das famílias e permitir e permanência dos filhos nas propriedades”, pontuou. Também participaram do evento o vice-presidente da cooperativa, Ademar Pedron, e o diretor-secretário, Walter Andrei Dal’Boit.

 

Agenda - Até o dia 10 de maio serão realizadas mais cinco reuniões. A programação continua na próxima terça-feira (07/05), às 19h30min, na Asfuca de Palotina. (Imprensa C.Vale)

 

{vsig}2019/noticias/05/03/cvale/{/vsig}

SICREDI PLANALTO DAS ÁGUAS: Convênio de cooperação é firmado com a OAB

 

sicredi planalto aguas 03 05 2019Nesta quinta-feira (02/05), lideranças da Sicredi Planalto das Águas PR/SP estiveram presentes na sede da OAB Subseção Guarapuava para firmar acordo de parceria, em que os advogados poderão utilizar produtos e serviços financeiros da cooperativa com diferenciais exclusivos. “Procuramos uma gestão onde traga novidades e contribua efetivamente com os integrantes da Ordem dos Advogados, nesse sentido, precisávamos de uma parceria que trouxesse essa alternativa, com diferenciais, aproximação e orientação aos advogados no que se refere às suas finanças”, comenta a presidente da OAB Guarapuava, Maria Cecília Saldanha. 

 

História e diferenciais - O presidente da Sicredi Planalto das Águas PR/SP, Adilson Primo Fiorentin apresentou a história do Sistema Sicredi e alguns dos diferenciais como instituição financeira cooperativa: “A síntese tanto do Sicredi quanto da OAB é a mesma: a união de pessoas em busca do desenvolvimento. É com esse objetivo que iniciamos essa bela e promissora parceria onde todos ganham”. A Subseção OAB Guarapuava foi criada em 4 de novembro de 1971 e instalada em 27 de maio de 1972. Foi a sétima Subseção criada no Estado do Paraná. A Subseção de Guarapuava abrange ainda os municípios de Campina do Simão, Candói, Foz do Jordão, Goioxim, Pinhão, Reserva do Iguaçu e Turvo, e atualmente possui mais de 900 advogados inscritos. (Imprensa Sicredi Planalto das Águas PR/SP)

 

SICREDI PARQUE DAS ARAUCÁRIAS: Pato Basquete disputará o Novo Basquete Brasil

 

sicredi parque araucarias 03 05 2019A diretoria do Pato Basquete, Equipe patrocinada pela Sicredi Parque das Araucárias, anunciou recentemente que a equipe disputará o Novo Basquete Brasil (NBB) na temporada 2019/2020, que deve começar em setembro. O torneio é a principal competição nacional de basquetebol, que reúne grandes equipes como Flamengo, Vasco da Gama, Corinthians e Sesi/Franca. 

 

 

Parcerias - O Pato Basquete é uma das seis equipes esportivas apoiadas pela Sicredi Parque das Araucárias PR/SC/SP. Neste ano, a cooperativa também é parceira do Pato Futsal, igualmente de Pato Branco (PR); AAEMA, Palmas Esportes e ADAF, equipes de futsal, respectivamente das cidades de Mariópolis (PR), Palmas (PR) e Coronel Domingos Soares (PR); e Botafogo – SP, time de futebol de Ribeirão Preto (SP).

 

 

Convite - Em 2019, a equipe de basquetebol disputou a Liga Ouro, divisão de acesso ao NBB, mas não conseguiu classificação para os playoffs. O convite para disputar a principal competição nacional da modalidade se deu principalmente por conta do bom público durante os jogos, da repercussão da equipe na mídia além de seu projeto social de formação de novos atletas. Além do NBB, o time também participará de outras competições ao longo do ano, como a Série Prata do Campeonato Paranaense. 

 

SICOOB MÉDIO OESTE: Atendimento nutricional é oferecido à cooperados e colaboradores

 

No dia 22 de abril, o Sicoob Médio Oeste deu início a mais uma turma do programa Cuide-se +, que é realizado em parceria com o Sesi e busca estimular hábitos alimentares saudáveis entre os colaboradores e cooperados.

 

Informações e consultoria - O programa terá duração de seis meses e nesse período, os participantes receberão informações e consultorias sobre como uma dieta rica e nutritiva pode ajudar na melhoria da produtividade. Para dar início às atividades, a cooperativa promoveu uma palestra sobre o tema na Unidade Administrativa, em Assis Chateaubriand.

 

Orientação personalizada - Uma das participantes do Cuide-se + é a cooperada Terezinha Ferreira Campos, que já passou por uma avaliação com a nutricionista Patrícia Samara Gomes e recebeu como principais recomendações optar por alimentos com menos açúcar e ingerir bastante água. “Como toda a orientação foi personalizada de acordo com o meu estilo de vida, creio que resultará em melhoras bastante significativas”, afirma ela.

 

Qualidade de vida - Segundo a cooperada Luciane Avelar, o atendimento foi ótimo e a palestra abordou informações relevantes. “Gostei muito e agradeço o convite da cooperativa. É muito importante a iniciativa de oportunizar a participação dos cooperados no programa. Além disso, mostra que o Sicoob está preocupado com a qualidade de vida dos associados e colaboradores”, ressalta. (Imprensa Sicoob Unicoob)

 

{vsig}2019/noticias/05/03/sicoob_medio_oeste/{/vsig}

AGRICULTURA FAMILIAR: Fórum debate tecnologia para pequenos agricultores

 

agricultura familiar 03 05 2019Para debater como as inovações tecnológicas podem ajudar o agricultor familiar, o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) promove na segunda-feira (06/05) o I Fórum de Tecnologia para a Agricultura. O evento, que será realizado no Câmpus CIC, em Curitiba, é voltado para pequenos produtores, cooperativas, especialistas e startups de agrotecnologia. 

 

Inclusão no mercado - O diretor de Indústria e Inovação do Tecpar, Rafael Rodrigues, explica que o fórum busca promover o acesso de pequenos produtores às novas tecnologias e, assim, contribuir para agregar valor, diminuir custos e ampliar participação deles no mercado.

 

Diagnóstico - “Vamos conectar agricultores familiares com as empresas e suas tecnologias e também ouvir quais as necessidades deles para identificar como a tecnologia pode ajudá-los a resolver os problemas do dia a dia, tanto em relação à produção quanto à qualidade de vida”, destaca Rodrigues.

 

Iniciativas - O diretor explica que a realização do fórum está relacionada a outras iniciativas do Tecpar para fortalecer o uso da tecnologia e inovação no agronegócio. Uma delas é o projeto experimental que prevê a exploração do conceito de Smart Farm (fazenda inteligente), aplicado à agricultura familiar. O empreendimento será implantado no câmpus do instituto em Araucária, em parceria com o Sebrae-PR e a prefeitura do município.

 

Ampliação - “O Governo do Estado está investindo fortemente para que o Paraná seja competitivo na área de tecnologia para o agronegócio, e é fundamental que estes avanços também cheguem aos pequenos agricultores, que representam uma grande fatia da produção agrícola no Estado”, afirmou o diretor-presidente do Tecpar, Fábio Cammarota.

 

Maioria - Conforme a média dos últimos censos agropecuários, aproximadamente 84% das propriedades rurais no Paraná são da agricultura familiar. No total, são 305,1 mil. Dessas, cerca de 259 mil são de produtores familiares.

 

Programação - O fórum terá apresentações do Núcleo de Inovação Tecnológica para a Agricultura Familiar (Nita), de Santa Catarina, do Instituto Emater e da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar). Também serão palestrantes os empresários Frederico Apollo Brito, diretor executivo  da Elysios Agricultura Inteligente startup gaúcha; e Alexandre Lerípio, diretor executivo da Sumá, startup catarinense com sede em Balneário Camboriú. (ANPr)

(Foto: Gilson Abreu/ANPr)

 

Serviço:

I Fórum de Tecnologia para a Agricultura

Data: 06 de maio (segunda-feira)

Horário: 14h

Local: Auditório do Tecpar

Rua Professor Algacyr Munhoz Mader, 3775 - CIC – Curitiba

 

 

COMÉRCIO EXTERIOR: Balança comercial tem superávit de R$ 6,061 bilhões em abril

 

A queda das importações fez a balança comercial registrar o segundo melhor resultado da história para meses de abril. No mês passado, o país exportou US$ 6,061 bilhões a mais do que importou em março, alta de 2,3% em relação ao resultado positivo de US$ 5,922 bilhões de abril de 2018.

 

Segundo melhor resultado - Esse foi o segundo melhor resultado da série histórica para o mês, só perdendo para abril de 2017 (US$ 6,963 bilhões). Com o resultado de abril, a balança comercial – diferença entre exportações e importações – acumula superávit de US$ 16,576 bilhões nos quatro primeiros meses de 2019, valor 8,7% inferior ao do mesmo período do ano passado.

 

Total - No mês passado, as exportações somaram US$ 19,689 bilhões, com leve queda de 0,1% em relação a abril de 2018 pelo critério da média diária. As vendas de manufaturados cresceram apenas 0,8% na mesma comparação, com destaque para tubos flexíveis de ferro ou aço (R$ 0 para R$ 148 milhões), máquinas e aparelhos agrícolas (208,3%), partes de motores e turbinas para aviação (116,9%) e torneiras, válvulas e partes (99,7%).

 

Produtos básicos - As exportações de produtos básicos subiram 2,1% em relação ao mesmo mês do ano passado, com destaque para algodão bruto (145,2%), carne suína (51,4%) e carne bovina (48,1%). As vendas de semimanufaturados aumentaram 7,1%, puxadas pela alta nas exportações de açúcar bruto (25,8%), celulose (25,2%) e ferro-ligas (23,7%). Apenas as operações especiais, como consumo dentro de portos, registraram queda, puxando para baixo o desempenho das exportações.

 

Principal fator - O principal fator responsável pela queda do saldo comercial, no entanto, foram as importações, que somaram US$ 13,628 bilhões, com retração de 1,2% em relação a abril do ano passado pelo critério da média diária. As compras de bens de capital (máquinas e equipamentos usados na produção) caíram 10%.

 

Importações - As importações de bens de consumo caíram 6,6%. As compras de bens intermediários recuaram 0,2%. Apenas a importação de combustíveis e lubrificantes aumentaram 10,4% na mesma comparação, decorrente principalmente da valorização do petróleo no mercado internacional.

 

Superávit menor - Depois de o saldo da balança comercial ter encerrado 2018 em US$ 58,959 bilhões, o segundo maior resultado positivo da história, o mercado estima um superávit menor em 2019 motivado principalmente pela recuperação da economia, que reativa o consumo e as importações.

 

Focus - Segundo o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, os analistas de mercado preveem superávit de US$ 50 bilhões para este ano. O Ministério da Economia projeta superávit de US$ 50,1 bilhões para o saldo da balança comercial em 2019. (Agência Brasil)

 

ARTIGO: Pedágio, a Justiça sempre vence

 

artigo 03 05 2019Dilvo Grolli*

 

Recentemente, o TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) determinou reduções dos valores do pedágio nos lotes rodoviários administrados pelas concessionárias caminhos do Paraná (redução de 25,7%) e Viapar (19,02%). Os trechos que elas gerem, têm, respectivamente, praças de pedágio nos seguintes municípios: Prudentópolis, Irati, Porto Amazonas, Imbituva e Lapa (Caminhos do Paraná), e Corbélia, Campo Mourão, Floresta, Presidente Castelo Branco, Marialva e Arapongas (Viapar).

 

A concessão do Anel de Integração no Estado do Paraná foi em 1997, no governo de Jaime Lerner, e se encerra em novembro de 2021. Na iniciativa privada, o pedágio é uma forma de se ter rodovias em melhores condições, com custo de manutenção reduzido e com execução de obras necessárias, evitando assim acidentes e fazendo com que as rodovias tenham mais segurança.

 

Há uma proposta de entendimento para que o governo federal tenha a responsabilidade da licitação já que o Anel de Integração Rodoviário é formado basicamente por rodovias federais. E também para que a licitação seja transparente e com o maior número possível de empresas interessadas, inclusive com a participação de empresas de cada região.

 

Em 1997, por falta de conhecimento da sociedade e de divulgação, as licitações dos trechos despertaram pouco interesse e os ganhadores das concessões foram grandes empreiteiras e empresas estrangeiras que estabeleceram no estado do Paraná o pedágio com o valor mais elevado do Brasil. 

 

O maior impacto do pedágio do Anel de Integração foi para o Oeste do Paraná, pois somos a região mais distante do Porto de Paranaguá. O custo maior da tarifa para a região foi de R$ 1 bilhão, atingindo em cheio os produtores rurais que necessitam de rodovias para o transporte da produção. Poucas pessoas e entidades manifestaram repúdio ao absurdo valor do pedágio, entre as quais a Fiep (Federação das Indústrias Estado do Paraná) e a Ocepar (Organização das Cooperativas do Estado do Paraná). E também a Assembleia Legislativa do Paraná por ter aprovado um dispositivo que obriga que qualquer mudança sobre as concessões, inclusive renovação, tenha a anuência da Casa. 

 

A Ocepar foi representada na maioria das vezes pelo presidente da Coopavel, que participou de mais de dez audiências públicas. Além de representar a Ocepar, ele também representava a Coopavel e os produtores rurais de várias cidades da região. No Oeste do Paraná, Caciopar, Acic, Acamop e POD (Programa Oeste em Desenvolvimento) também participaram ativa e corajosamente contra a exploração econômica de toda a sociedade pelo elevado valor praticado nas praças de pedágio, principalmente pelas concessionárias Ecocataratas e Viapar. 

 

O MPF (Ministério Público Federal) em análise a várias denúncias e estudos que alertavam e comprovavam irregularidades, abriu inquéritos que culminaram inclusive com prisões de pessoas do governo e das concessionárias. Essa foi a prova maior da exploração da sociedade e dos produtores rurais, esses os mais afetados, pelas concessionárias do Anel de Integração.

 

Além da redução do valor do pedágio, os processos que estão trâmite na Justiça fizeram com que algumas concessionárias buscassem acordos de leniência. Os valores alcançados nos acordos dessas duas concessionárias já ultrapassam a casa de R$ 1,25 bilhão, e há possibilidade de se chegar a mais de R$ 2,5 bilhões.

 

O pedágio é a melhor forma e a mais empregada no mundo para que se ter rodovias seguras, mas sem a exploração da sociedade. Agora, com o fim dos atuais contratos, os governos estadual e federal vão realizar novas licitações com transparência e com a participação de toda a sociedade. E a expectativa é que essas licitações garantam grandes benefícios socioeconômicos para a sociedade. 

 

Busca-se um processo sem corrupção e com fiscalização estratégica e operacional em que todas as partes sejam devidamente respeitadas. É grande também a expectativa para que as parcerias público-privadas sejam ampliadas no estado do Paraná para as ferrovias, aeroportos e portos. E esperamos que esse seja o melhor caminho para uma economia mais forte para o agronegócio e para toda a sociedade paranaense.

 

*Dilvo Grolli é presidente da Coopavel

 

 


Versão para impressão


RODAPE