CONEXÃO COOP II: OCB lança estudo de análise e tendências de mercado

conexao coop 30 07 2021O que está acontecendo no mundo? Como isso impacta a sua cooperativa? Quais as principais tendências globais que você precisa ter no radar? As respostas para estas e outras perguntas você vai encontrar no estudo Coop de olho no futuro: tendências de mercado diante de um novo mundo, lançado nesta quinta-feira (29/07), pelo Sistema OCB, como parte da programação da Semana ConexãoCoop, que termina nesta sexta-feira (30/07).

Painel - O lançamento ocorreu durante o painel O Futuro do cooperativismo, que contou com a participação do de Paula Abbas, professora titular de Inovação e Design Thinking do Instituto Superior de Administração e Economia (Isae), que falou sobre a importância da alfabetização de futuros para desenho de cenários e proposição de estratégias; e de Letícia Setembro, sócia diretora da IF Futures que discorreu um pouco sobre a aplicação das tendências apresentadas pelo estudo, que é estruturado em três partes: forças estruturantes, dinâmicas emergentes e mapeamento econômico dos ramos selecionados.

Finalidade - Segundo a OCB, a finalidade do estudo é trazer um levantamento completo sobre as megatendências de mercado, além de apresentar as mudanças que já estavam em curso e foram aceleradas em razão da pandemia. Vale destacar que, em agosto, o documento será atualizado com seções específicas direcionadas a cada ramo.

Dever de casa bem-feito - E sobre a relevância de pensar em cenários futuros, bem como nas estratégias para cada um deles, a Unimed BH foi convidada falar como tem levado esse assunto a sério. O diretor administrativo-financeiro, Eudes Arantes Magalhães, informou que a cooperativa do ramo saúde, com mais de 50 anos, possui 5,3 mil médicos cooperados, 1,3 milhão de clientes e faturou, em 2020, cerca de R$ 5,6 bilhões. Disse ainda que Unimed BH tem, desde 2014, uma área de estudos e análises de tendências para a definição de estratégias.

Antecipar o futuro - Já o gerente de Inovação e Conectividade da coop, Rafael Paolinelli, explicou como é possível antecipar o futuro usando esse centro de inovação. “Ele funciona como um hub de conexões e desenvolve um trabalho de prospecção e discussão de tendências de forma aberta e colaborativa com empresas nacionais e internacionais e, assim, é possível definir uma agenda de transformação”, comenta.

Assuntos - Por meio dessa área, a cooperativa discute, desde 2018, assuntos como inteligência artificial, que cresce fortemente e, também, sobre temas como experiência do cliente, futuro do trabalho e, claro, telemedicina.

Gratuito - O estudo é um dos produtos que podem ser encontrados gratuitamente no site ConexãoCoop, que reúne em um só lugar informações e serviços focados no acesso aos mercados nacional e internacional, intercooperação, além de conteúdos e ferramentas de inteligência de mercado. Para acessar e conhecer basta clicar aqui.

Assista o painel - Clique para acessar o documento. E, para assistir tudo o que foi dito no painel, clique aqui. (OCB)

 

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn