cabecalho informe

SANIDADE: Mapa publica IN reconhecendo o Paraná como área livre de febre aftosa sem vacinação

sanidade 12 08 2020

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou, nesta terça-feira (11/08), a Instrução Normativa (IN) nº 52, reconhecendo o Paraná como área livre de febre aftosa sem vacinação, juntamente com os estados do Acre, Rio Grande do Sul, Rondônia e regiões do Amazonas e de Mato Grosso. “Essa medida é importante pois representa um passo essencial para que o Paraná alcance o mesmo status, mas em âmbito internacional, pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE), que irá se reunir em assembleia em maio de 2021, em Paris, para deliberar sobre esse e outros assuntos. O setor produtivo paranaense tem se mobilizado junto com as autoridades dos governos federal e estadual nesse sentido, com objetivo de ampliar o mercado para as carnes produzidas no Estado”, afirma o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken.

Fiscalização - O dirigente lembra que, num esforço conjunto com outras entidades do setor produtivo e governo do Estado, as cooperativas contribuíram financeiramente para a construção de postos nas barreiras sanitárias nas divisas com os estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina, com 33 postos para fazer toda a fiscalização. “Sem dúvida, mais uma etapa fundamental para o setor cooperativista e para o agronegócio paranaense”, frisou. 

Ingresso - Ainda de acordo com a IN 52, o ingresso de bovinos e bubalinos nas áreas contempladas pela nova norma devem obedecer aos critérios dispostos nas INs nº 37, de 27 de dezembro de 2019, e 23, de 29 de abril de 2020, ambas da Secretaria de Defesa Agropecuária do Mapa.

Autorização - O Paraná havia sido autorizado pelo governo federal a suspender a vacinação contra a febre aftosa de bovinos e búfalos em outubro de 2019, após a comprovação da qualidade do sistema de vigilância em saúde animal do Estado. Em substituição às campanhas de vacinação, que ocorriam desde 1965, foi implantada a Campanha de Atualização de Rebanhos, por meio da Portaria número 332/2019, da Adapar. A atualização abrange todas as espécies de animais de produção, com penalidades previstas na legislação caso não seja feita, entre elas o pagamento de multa. Além disso, foram tomadas diversas outras medidas para que o Estado obtivesse o reconhecimento de área livre de febre aftosa sem vacinação, de acordo com as orientações do Mapa.

FOTO: Agência de Notícias do Paraná

Clique aqui e confira na íntegra o conteúdo da Instrução Normativa 52, do Mapa

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias