cabecalho informe

REUNIÃO INSTITUCIONAL: Ocepar e Cooperativa Maria Macia discutem ações para a evolução da bovinocultura no Paraná

 

Na tarde desta terça-feira (30/06), foi realizada a reunião institucional entre o Sistema Ocepar e a Cooperativa Maria Macia. O objetivo do encontro, o 30º no formato virtual, foi expor e discutir a situação econômico-financeira da cooperativa, por meio de indicadores e comparativos com outras cooperativas paranaenses do mesmo ramo e região, visando assegurar a qualidade da gestão, credibilidade perante terceiros, transparência perante o quadro social e, principalmente, a solidificação do sistema cooperativista. Também foram discutidos na reunião temas como a evolução da bovinocultura no Paraná, a estratégia do cooperativismo para superar os impactos econômicos da pandemia, os treinamentos e projetos do Sescoop/PR e o Plano Safra 2020/2021.

 

A cooperativa - Fundada em 2007, no município de Campo Mourão, centro-oeste do Paraná, a Maria Macia tem cerca de 240 cooperados e atua na pecuária de corte, com o foco na produção de carne bovina com qualidade diferenciada e rigoroso controle sanitário. Atualmente, a cooperativa distribui carnes nobres em 200 pontos de venda em mais de 40 municípios no Paraná e em São Paulo. O presidente Luiz Carlos Braga, junto a outros gestores da cooperativa, participou da reunião institucional. Pelo Sistema Ocepar, acompanharam o encontro o superintendente da Ocepar, Robson Mafioletti, o analista técnico Alexandre Amorim Monteiro, os coordenadores do Sescoop/PR João  Gogola e Leandro Macioski, entre outros profissionais da entidade.

Questões essenciais - O superintendente da Ocepar, Robson Mafioletti, ressaltou a evolução da Maria Macia, que se tornou referência em carnes de qualidade, gerando oportunidade de diversificação e maior valor agregado à produção dos associados. O dirigente falou sobre as ações da Ocepar para mitigar os efeitos econômicos da pandemia. “Nosso propósito, neste momento complicado, é focar em questões relevantes e essenciais para as cooperativas. Nesse sentido, intensificamos o trabalho de representação, mantendo interlocução direta com o governo, no âmbito estadual e federal, também junto ao Legislativo, numa atuação conjunta com a OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras)”, afirmou.

Planejamento - Mafioletti relatou que o comitê formado pela Ocepar para acompanhar os impactos da pandemia já promoveu mais de 80 reuniões virtuais, além de videoconferências com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, o governador do Paraná, Ratinho Junior, além de representantes do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e outros bancos privados. “Outro ponto importante é a construção do próximo planejamento estratégico do cooperativismo do Paraná, para os próximos cinco anos. Esse trabalho tem sido um direcionador fundamental para a evolução sistêmica das cooperativas”, disse.

Conhecimento - O Paraná é o 10º maior produtor nacional de carne bovina, com cerca de 429 mil toneladas/ano. Em 2019, o valor bruto da produção do estado foi de R$ 3,79 bilhões. O Brasil produz 9,4 milhões de toneladas/ano, sendo o maior produtor e exportador mundial, respondendo por 16% das vendas internacionais do produto. Do total produzido no país, 76% é destinado ao mercado interno. “A bovinocultura é um setor exposto a muitos riscos, com alta volatilidade de preços e rentabilidade pequena. Para superar as mais diversas situações, precisamos agir antecipadamente, com movimentos estratégicos no momento adequado. O que nos permite ter assertividade nesta tarefa é o conhecimento sobre gestão e mercado, algo que buscamos de forma incansável desde os primórdios da cooperativa. Por isso, sempre aguardamos com interesse está reunião institucional com a Ocepar, que valida nossos indicadores e direciona nossas decisões futuras”, explicou o presidente da Maria Macia, Luiz Carlos Braga.

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias