cabecalho informe

REUNIÕES INSTITUCIONAIS: Cocari participa do nono encontro realizado virtualmente pelo Sistema Ocepar

Na manhã desta quinta-feira (21/05), foi realizada com a cooperativa Cocari, de Mandaguari, a nona reunião institucional de um total de 42 programadas para este ano pelo Sistema Ocepar. Em decorrência do isolamento social e do trabalho em casa de toda equipe, desde março, as reuniões estão acontecendo de forma online, sem a necessidade de deslocamento dos profissionais da entidade.

Participações - O encontro foi aberto pelo presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, que destacou a importância da continuidade dos trabalhos, atendendo todas as demandas das cooperativas, independente da situação em que vivemos com a pandemia do novo coronavírus. “Nossa preocupação principal é com a saúde de todos. Precisamos estar bem para continuarmos trabalhando para o desenvolvimento do cooperativismo. Por isso, optamos em dar continuidade às visitas institucionais, agora com reuniões virtuais, através da transformação digital ofertada pelas novas tecnologias disponíveis”, frisou. Além de Ricken, participaram o presidente da Cocari, Vilmar Sebold, 11 membros do Conselho Administrativo, dois do Conselho Fiscal, quatro superintendentes e dois gerentes. Pelo Sistema Ocepar, os três superintendentes, Leonardo Boesche, do Sescoop/PR, Robson Mafioletti, da Ocepar, Nelson Costa, da Fecoopar, os gerentes Maria Emília Pereira, da Gecoop, Flávio Turra, da Getec, além de 11 da equipe técnica, totalizando 37 participações online durante 1h40 de reunião.

Cuidados - Para Ricken, o momento “é para se ter calma, tranquilidade e transparência, sem pânico. Nossas cooperativas devem continuar atuando com segurança. O que mais nos interessa é a saúde de todos. Uma sintonia fina com as cooperativas, com a diretoria da Ocepar e da OCB. Assim estamos trabalhando também com o apoio da Cocari”, frisou. Ele informou ainda que nesta quarta-feira (20/05) participou da Assembleia Geral Ordinária virtual do Sistema OCB. “O presidente Márcio Lopes de Freitas foi reconduzido ao cargo e eleita uma nova diretoria. Agora, eu faço parte como suplente apenas e, como representante da região Sul, foi eleito o presidente da Ocergs, Vergílio Périus. Mas vamos continuar acompanhando todo o trabalho de perto, levando as demandas das cooperativas do Paraná até Brasília. Hoje existe uma excelente sintonia entre a OCB e os órgãos de governo, especialmente com o Congresso, onde temos nossa Bancada da Frente Parlamentar do Cooperativismo. E nossos deputados do Paraná são muito atuantes na defesa dos nossos interesses”, frisou.

Equipe - O presidente destacou o trabalho realizado pelo Sistema Ocepar. “No Paraná, nosso time está bem capacitado e instruído para poder atender aquilo que precisa ser feito, e sempre com foco naquilo que é relevante e essencial para o cooperativismo. E, hoje, vamos poder passar para todos vocês uma visão ampla de todos os cenários possíveis para nossa economia e para o cooperativismo. Uma avaliação um pouco mais aprofundada da real situação e do futuro. Precisamos estar preparados para as adversidades, afinal, ninguém está imune aos impactos que serão causados daqui para frente”, avaliou Ricken.

Planejamento - O dirigente cooperativista também ressaltou a importância do planejamento para que tudo aconteça dentro do previsto, sem surpresas. “Neste nosso encontro queremos ser muito efetivos. A base de tudo é o planejamento. Precisamos analisar nosso planejamento conforme o novo cenário e de acordo com a soma das necessidades das cooperativas, sempre nesta frequência com todos os sete ramos”, frisou. Em relação ao Planejamento Estratégico do sistema cooperativista, Plano Paraná Cooperativo 100 (PRC-100), ele disse que, se tudo der certo, a meta planejada para os R$ 100 bilhões de movimentação econômica do setor deverá ser atingida neste ano de 2020, “mesmo com toda esta crise provocada pela pandemia”.

Intercooperação - Outro assunto levantado por Ricken para os dirigentes da Cocari foi sobre um planejamento voltado a intensificar as parcerias entre as cooperativas e cooperados. “A intercooperação tem que se aperfeiçoar cada vez mais, tanto da cooperativa com as coirmãs e entre os próprios cooperados. Estamos aprofundando o assunto junto às cooperativas. Levamos este tema durante a realização das pré-assembleias do Sistema Ocepar em março deste ano, nos cinco núcleos cooperativos e foi bem recebido pelas lideranças. Vamos apresentar na reunião da diretoria de amanhã (22/05) esta proposta que foi formatada pela nossa equipe. O foco é que as cooperativas possam reduzir custos em suas operações. Realizar parceiras para desenvolver a cooperativa, o cooperado e o cooperativismo como um todo. As pessoas buscam isso. Somente com oportunidades é que elas crescem. O rumo tem que nos levar para o desenvolvimento. O custo a gente não transfere, não exporta e para que isso aconteça temos que ter uma infraestrutura adequada, tanto internamente como a nível de políticas públicas de investimentos. Estamos debatendo o assunto com as principais entidades do setor produtivo, através do G7, grupo o qual eu coordeno atualmente”.

Comunicação - Outro ponto destacado pelo presidente do Sistema Ocepar foi a melhoria na comunicação com as cooperativas. “Hoje temos vários grupos de whatsapp com presidentes e fomentamos diariamente o abastecimento deles com as principais ações que estamos realizando, seja a nível de Paraná ou de Brasília. A meta é manter os dirigentes informados sobre o que está acontecendo. Cada vez mais precisamos nos adequar a essas novas tecnologias”, lembrou. Ricken destacou a própria reunião virtual de hoje, “que só está acontecendo graças as novas ferramentas de comunicação e que acabam facilitando nossas vidas, desde que utilizadas de forma consciente.  Vocês aí em Mandaguari, acomodados no auditório da Cocari e nós aqui em Curitiba, cada um em suas respectivas casas trabalhando e muito. Sem a necessidade de se locomover até Mandaguari para fazer esta apresentação. A tecnologia está aí para ser utilizada da melhor forma, para que agilize nosso trabalho e garanta segurança para todos”, sublinhou.

Avaliação - Após todas as apresentações realizadas pela equipe técnica do Sistema Ocepar, o presidente da Cocari, Vilmar Sebold, fez questão de enaltecer o trabalho realizado e a qualidade das informações. Ele destacou a necessidade do setor investir cada vez mais em comunicação. “Precisamos cacarejar mais, falar para a sociedade o que estamos fazendo, realizando em benefício das comunidades onde estamos inseridos. Aqui em nossa região contribuímos com várias instituições com doações no combate ao novo coronavírus e sabemos que outras cooperativas também fizeram. Precisamos reunir todas essas informações e, também, mostrar para a opinião pública o que o cooperativismo do Paraná já fez contra a pandemia, quanto desembolsamos pelo bem comum, além de gerarmos milhares de empregos e renda”, afirmou. Sebold finalizou dizendo: “existe agora uma nova caixinha, um novo mundo e o que vamos fazer dele depende de nossas ações daqui para frente. A última grande crise foi na Segunda Guerra Mundial. Agora, estamos lutando novamente para sobreviver. E, podem ter a certeza de que a Cocari está junto nesta luta com o sistema. Parabéns e obrigado pela excelente reunião e pelo apoio de sempre”.

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias