Imprimir
cabecalho informe

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 4758 | 06 de Fevereiro de 2020

SHOW RURAL: Governador Ratinho Junior inaugura a Casa Paraná Cooperativo

 

O governador do Paraná, Ratinho Junior, juntamente com o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, diretores da Ocepar, secretários de estado e parlamentares, inauguraram oficialmente, na manhã desta quinta-feira (06/02), a Casa Paraná Cooperativo, em Cascavel (PR). O espaço, com mais de dois mil metros quadrados, foi construído com o objetivo de marcar a presença do cooperativismo paranaense no Show Rural Coopavel, um dos maiores eventos da América Latina voltados à difusão de tecnologia para o setor agropecuário.

 

Cooperativas - No primeiro piso do espaço, as cooperativas Integrada, Frimesa, Agrária, Cocamar, C.Vale, Copacol, Lar, Unium (Frísia, Castrolanda, Capal), Cotriguaçu, Coonagro, Coopavel, Cooperaliança, Coamo e Unimed Paraná, divulgam seus produtos e serviços. Também o Sistema Ocepar possui um estande com a finalidade de divulgar o cooperativismo e seus benefícios. Em sua fala, o governador Ratinho Junior destacou que a Casa Paraná Cooperativo representa, de forma física, a união das cooperativas pelo bem do agronegócio paranaense. “É, sem dúvida, um ato simbólico para as futuras gerações continuarem tudo o que os senhores construíram ao longo de cinquenta anos. Viva as cooperativas, viva o agronegócio paranaense”, disse.

 

{vsig}2020/noticias/02/06/show_rural_inauguracao/{/vsig}

SHOW RURAL: Descomplica Rural agiliza licenças e desburocratiza o agronegócio

 

Depois da inauguração da Casa Paraná Cooperativo, o governador Ratinho Junior, as demais autoridades e lideranças das cooperativas conheceram o espaço e foram para o auditório, onde participaram do lançamento para as cooperativas do Programa Descomplica Rural. A iniciativa do governo do Estado visa fortalecer o desenvolvimento sustentável do Paraná, por meio de medidas de desburocratização.

 

Confiança - Ratinho agradeceu os presidentes das cooperativas pelo voto de confiança na modernização do estado. Ainda explicou que, quando assumiu o governo, existiam 4 mil pedidos de abertura de empresas no Paraná, ou seja, 4 mil pessoas querendo empreender, pedindo para trabalhar. “Desde março, quando assumimos o governo, zeramos esses pedidos e criamos o Descomplica. Hoje uma empresa para ser aberta no PR leva um dia. Já tivemos casos que em 12 minutos uma empresa já estava com CNPJ apto para trabalhar”, destacou o governador.

 

Descomplica Rural - O principal objetivo do Descomplica Rural é a agilidade nos processos de licenciamento, com segurança ambiental e jurídica. Entre as principais mudanças estão a reclassificação do porte dos empreendimentos da avicultura, permitindo licenciamento mais célere para propriedades com até 12 mil metros quadrados; implementação de prazos estendidos de renovação ambiental; previsão de reserva de 30 mil litros de combustível com dispensa de licença; e implementação de padrões para cultivo de ostras, mexilhões e vieiras.

 

Mudança - Outra ação é a inserção de empreendimentos que ainda eram licenciados pelo Sistema Integrado Ambiental (SIA) dentro da nova metodologia estadual. Entre eles estão os de saneamento; cemitérios; fauna silvestre; geração, transmissão e subestação de energia; náuticos; minerários; rodoviários; aeroportos e aeródromos; atividades portuárias; transporte por dutos; além de obras de dragagem, canais para drenagem e retificação de curso de água.

 

{vsig}2020/noticias/02/06/show_rural_descomplica/{/vsig}

 

SHOW RURAL: Realizado o Fórum de RH das cooperativas paranaenses

 

A liderança dos times de Recursos Humanos das cooperativas paranaenses, responsável por todos os treinamentos de cooperados, esteve reunida nesta quarta-feira (05/02), no auditório da Casa Paraná Cooperativo, durante o Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR). Na pauta, assuntos como o programa educação continuada para profissionais de RH. “Cumprimos o nosso objetivo, definimos as estratégias de continuidade das ações de RH para 2020”, destacou a coordenadora do grupo ARHCO - Administradores de RH das Cooperativas, Elisa Fredo.

 

Elogios - Elisa também explicou que, agora, as ações dos grupos da ARHCO e o GRHICS - Grupo de RH Intercooperativo do Centro-Sul serão desenvolvidas em conjunto. “Assim, teremos resultados mais promissores e vamos contribuir com os objetivos estratégicos das cooperativas.” Já o coordenador do grupo GRHICS, Walter Ribas, elogiou os cases apresentados durante a reunião. “Assim, conseguimos levar para nossa realidade propostas inovadoras que já deram certo em outras cooperativas. O sistema ganha muito com isso.” Depois da reunião, o grupo conheceu o espaço SomosCoop e aproveitou para visitar o Show Rural 2020.

 

{vsig}2020/noticias/02/06/show_rural_forum_rh/{/vsig}

SHOW RURAL: Mais de 13 mil pessoas visitaram a Casa Paraná Cooperativo

Mais um dia de casa cheia no espaço do cooperativismo montado no Show Rural Coopavel 2020. A estimativa dos organizadores da Casa Paraná Cooperativo é de que mais de cinco mil pessoas passaram pelo local nesta quarta-feira (05/02), totalizando mais de 13 mil visitantes nos três dias do evento, iniciado na segunda-feira (03/02), em Cascavel (PR). Também vieram conhecer o espaço o vice-governador Darci Piana, cooperados de outros estados, empresários e representantes de empresas parceiras do agronegócio. No auditório, além da recepção das comitivas, foi realizada nesta quarta palestra com o economista Marcos Sawaya Jank, o Fórum de RH das Cooperativas e a pré-assembleia da Cooperativa Unicampo.

O espaço - Construído em um local estratégico (próximo a administração central do Show Rural), a Casa Paraná Cooperativo possui dois mil metros quadrados, distribuídos em dois pavimentos. No primeiro piso, são 14 estandes, expondo produtos e serviços de mais de 40 cooperativas, e mais um estande do Sistema Ocepar. No piso de cima, há sala de reuniões, lounge para que os cooperados possam descansar, pontos para carregamento de celular, um espaço Coworking, e um mirante para fotografar a vista do evento.

Clique aqui e confira as fotos da Casa Paraná Cooperativo no Show Rural 2020

{vsig}2020/noticias/02/06/show_rural_visitas/{/vsig}

SHOW RURAL: Unicampo promove pré-assembleia na Casa do Cooperativismo

A Cooperativa de Trabalho dos Profissionais de Agronomia (Unicampo) realizou, na tarde desta quarta-feira (04/02), a sua pré-assembleia geral ordinária. O encontro aconteceu no auditório da Casa Paraná Cooperativo, no Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR). A Unicampo, com sede em Maringá (PR), é composta por profissionais de ciências agrárias de nível superior: engenheiros agrônomos, médicos veterinários, zootecnistas; e de nível técnico: técnico agrícola e em agropecuária e outros profissionais ligados ao agronegócio. Os cooperados prestam serviços autônomos, desenvolvendo trabalhos em diversas áreas. Para garantir qualidade na prestação se serviços, os profissionais da Unicampo recebem treinamentos e especialização visando um aprimoramento cada vez maior para atender as expectativas dos tomadores de serviços. 

show rural unicampo 06 02 2020

 

SHOW RURAL: Copagril assina contrato para aplicação de tecnologia de monitoramento em aviários

O monitoramento das informações sobre o ambiente do aviário e das próprias aves é fundamental para bons resultados da produção aviária. A empresa Stac, incubada no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), oferece uma solução para a gestão desses dados e vai disponibilizar a tecnologia para a Copagril. A assinatura do contrato entre a Stac e a Copagril ocorreu na tarde desta quarta-feira (05/02), no estande do PTI montado no Show Rural Coopavel 2020, em Cascavel (PR).

Fornecimento - A Stac irá fornecer à Copagril os equipamentos, sensores e plataforma para o monitoramento em tempo real de três aviários em uma propriedade modelo. Entre as informações que podem ser acessadas remotamente pelos produtores rurais, estão temperatura e umidade, e sobre os frangos, como ganho de peso, consumo ração e mortalidade. O contrato tem duração de um ano e prevê que, se validada a tecnologia, a solução pode ser disponibilizada a todos os cooperados.

Suporte - De acordo com o diretor vice-presidente da Copagril, Elói Darci Podkowa, entre os associados existem aviários em diferentes altitudes e temperaturas. A ferramenta da Stac, complementou, dará suporte em decisões como a compra de um equipamento novo e na identificação de perdas no desempenho do frango. "Esse é um convênio que vai auxiliar e muito tanto o associado, como o técnico que acompanha, como a cooperativa, que poderá ter os indicadores e melhor aproveitar esse frango, tanto no alojamento como no abate".

Grande passo- O sócio-proprietário da Stac, Mahuan Abdalla, afirmou que a assinatura com a Copagril representa um "grande passo" para a empresa, incubada no Parque Tecnológico há três anos. "Teremos a oportunidade de auxiliar tanto os pequenos quanto os grandes produtores, independente da tecnologia que possuam em seu aviário".

Benefícios - Abdalla comentou os benefícios da solução da Stac. "A gestão dessas informações auxiliará o produtor no manejo e na tomada de decisão, e a cooperativa em seu planejamento estratégico, com base nas informações de todos os seus cooperados".

Agronegócio - Na assinatura do contrato, o diretor superintendente do Parque Tecnológico, general Eduardo Garrido, reforçou que o agronegócio está entre as vertentes de atuação da instituição - juntamente com Energia, Segurança de Infraestruturas Críticas e Turismo e Cidades - e a assinatura do contrato entre a Stac e a Copagril vai ao encontro da intenção do PTI de estabelecer parcerias com as cooperativas para o desenvolvimento de inovação e tecnologia. A intenção, com isso, é gerar riqueza e consequente melhoria da qualidade da região. (Assessoria de Comunicação do Parque Tecnológico Itaipu)

{vsig}2020/noticias/02/06/copagril/{/vsig}

SHOW RURAL: Perspectivas do cooperativismo de crédito são discutidas em Encontro com Jornalistas

show rural sicredi 06 02 2020O impacto positivo gerado pelo cooperativismo na economia e na vida dos associados foi tema do Encontro com Jornalistas realizado pelo Sicredi, nesta quarta-feira (05/02), no Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR), com a presença do vice-governador do Paraná, Darci Piana, e do presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, além de outras personalidades.

Pesquisa - Para se ter uma ideia da força do setor, uma pesquisa encomendada pelo Sicredi à Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) apontou que 1,4 mil municípios de todo o país, que passaram a contar com uma ou mais cooperativas, entre 1994 e 2017, registraram um impacto agregado de mais de R$ 48 bilhões em um ano.

Negócios - O trabalho desenvolvido pelo cooperativismo também gera negócios no Show Rural Coopavel. Somente durante a feira, o Sicredi está disponibilizando R$ 500 milhões para financiamento de veículos, maquinários e tecnologias agrícolas. “O crédito faz o país crescer, gera renda, emprego e negócios. Feiras como o Show Rural Coopavel têm esse propósito do esforço coletivo para o desenvolvimento dos produtores rurais, das comunidades e da economia”, destacou o presidente nacional do Sicredi e da Central Sicredi PR/SP/RJ, Manfred Dasenbrock.

Reconhecimento - Com forte histórico de cooperação com o campo, o Sicredi é reconhecido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) como agente financeiro com maior volume de operações de investimento contratadas no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Agenda BC#  Além disso, a atuação da instituição está integrada com a agenda de democratização e sustentabilidade do Banco Central do Brasil, Agenda BC# que destaca a promoção educação financeira, transparência, aumento de competitividade e de inclusão.

Importância - Piana e Ricken também destacaram a importância das instituições financeiras cooperativas para o desenvolvimento e a economia do estado. Além deles, participaram do encontro o presidente da Sicredi Vanguarda PR/SP/RJ, Aldo Dagostim, o presidente da Cocamar, Divanir Higino, e o presidente da Coopavel, Dilvo Grolli.

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.800 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br). (Imprensa Sicredi)

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

 

SHOW RURAL: Cresol leva informação e apresenta modalidades de crédito no evento

A Cresol mais uma vez participa de uma das maiores feiras agropecuárias do Brasil. Com o objetivo de levar informação e apresentar as diferentes modalidades de crédito aos visitantes, a Cresol está presente no Show Rural Coopavel 2020, em Cascavel (PR), com um moderno estande para receber seus cooperados e parceiros.

Atendimento - O Show Rural começou na segunda-feira (03/02) e segue até sexta (07/02). Durante os cinco dias de feira, os gerentes de negócios da Cresol atenderão os cooperados e demais visitantes interessados em conhecer o Sistema e as soluções financeiras para pessoa física e jurídica.

Condições especiais - Neste ano, algumas condições serão especiais serão ofertadas para o período da feira, como no crédito para energia renovável. A organização do evento espera que 250 mil pessoas passem pelo evento, com movimentação financeira de R$ 2 bilhões.

Cresol apoia evento - Além das condições especiais para a feira, a Cresol foi patrocinadora master do Hackathon, que aconteceu nos dois primeiros dias de Show Rural Digital. Nesta edição, a equipe campeã ganhou como prêmio uma viagem internacional, enquanto o segundo e terceiro colocados receberam prêmios em dinheiro.

Espaço - O Show Rural digital é um espaço de inovação feito para que empresas troquem experiências e fechem negócios, além de agregar informação aos visitantes da feira. (Imprensa Cresol)

{vsig}2020/noticias/02/06/show_rural_cresol/{/vsig}

SHOW RURAL: Mimosa vence o hackathon e ganha viagem para ecossistema de Toronto

A equipe Mimosa é a grande vencedora do hackathon do Show Rural Digital 2020, atração do 32º Show Rural Coopavel. O anúncio das equipes finalistas foi feito na manhã desta quarta-feira (05/02), na presença de autoridades e participantes do evento. “Os três melhores trabalhos foram decididos em detalhes, já que o nível das soluções apresentadas foi bem alto”, diz o coordenador do SRD José Rodrigues da Costa Neto.

Viagem - Como prêmio, a Mimosa ganhará uma viagem ao ecossistema de inovação de Toronto, no Canadá. Dezessete desafios foram apresentados aos concorrentes – 15 equipes com 75 inscritos, entre eles 15 filhos de agricultores cooperados à Coopavel. O desafio se estendeu por 36 horas, tudo com acompanhamento de facilitadores da Acic Labs, Sistema Fiep, Senai e Sebrae.

Leite - A Mimosa apresentou projeto para resolver demanda na área de leite. O foco foi desenvolver um sistema de controle de temperatura no qual o produtor e a cooperativa, ou empresa a quem ele entrega a produção, podem acompanhar a temperatura do ambiente em tempo real. Se houver algum imprevisto, um aviso é disparado para a adoção de medidas que evitem perdas, informa Fabiano Muschalski, integrante da equipe. Em segundo lugar ficou a Harvest soy, que ganha R$ 4 mil, e em terceiro a Psico Logic, que receberá R$ 2 mil.

Aliada - O presidente da Coopavel, Dilvo Grolli, informa que a tecnologia é uma aliada indispensável do agronegócio e que o Show Rural tem, desde sua criação há mais de 30 anos, o propósito de levar o melhor em novos conhecimentos ao agricultor. “Ficamos felizes em poder contribuir com um evento dessa categoria. Quanto mais debatermos e aplicarmos novas soluções para atuais e antigos problemas, mais nossa cidade e região se desenvolverá”, afirma o presidente da Acic, Michel Lopes.

Sucesso - O diretor de Comunicação da Associação Comercial e Industrial de Cascavel, Carlos Guedes, diz que o hackathon foi sucesso de participação e de resultados gerados. “Impactou a elevada qualidade dos projetos todos focados no agro. Impressiona a possibilidade de muitos dos projetos se transformar em breves e futuros negócios”, afirma ele. “Estamos muito animados com os resultados e agradecemos a oportunidade de poder participar e colaborar. Esse é um evento que ganha o Brasil e vira referência”, complementa o vice-presidente da Acic para a Microempresa, Siro Canabarro. O hackathon contou patrocínio da Cresol. (Imprensa Coopavel)

{vsig}2020/noticias/02/06/show_rural_hackathon/{/vsig}

SHOW RURAL: Embrapa e Meridional lançam soja tolerante aos percevejos

show rural embrapa 06 02 2020Os visitantes do Show Rural Coopavel, que está sendo realizado em Cascavel (PR), têm a oportunidade de conhecer a BRS 543RR, que tem as características da Tecnologia Block. A tecnologia amplia a proteção da lavoura ao ataque do percevejo que suga as vagens e os grãos. “Os percevejos são atualmente uma das pragas mais importantes para a cultura da soja, porque interferem na produtividade e na qualidade dos grãos e das sementes”, avalia o pesquisador da Embrapa Soja, Marcos Petek.

Auxílio - A Embrapa e a Fundação Meridional estão empenhadas no desenvolvimento de cultivares de soja com esta tecnologia para auxiliar os produtores que enfrentam dificuldades no campo para manejar esta praga. “As cultivares com a genética Block têm maior tolerância aos percevejos, o que minimiza a ação destrutiva da praga. Porém, a tecnologia não dispensa o uso de inseticidas, mas permite uma melhor convivência com os insetos no campo”, enfatiza.

Produtividade com precocidade - Além desse diferencial, a BRS 543RR é uma cultivar altamente produtiva com precocidade associada (grupo de maturidade 6.0), caraterísticas que garantem excelente performance em semeaduras antecipadas. “É uma opção bastante competitividade para os produtores que adotam o sistema de sucessão com outras culturas, o que propicia a semeadura do milho safrinha, por exemplo”, explica o pesquisador. “Além disso, apresenta resistência às principais doenças da soja, inclusive à podridão radicular de Phytophthora”, reforça o pesquisador.

Controle - Por apresentar tolerância ao glifosato, a BRS 543RR colabora ainda com o controle de plantas daninhas e pode ser usada como opção de refúgio para as áreas de soja Intacta. A nova cultivar é recomendada para São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul, abrangendo toda a macrorregião sojícola 2 (RECs 201, 202, 203 e 204). (Assessoria de Imprensa da Embrapa Soja)

 

SHOW RURAL: Banco do Brasil vai financiar casas para agricultura familiar

show rural bb 06 02 2020Produtores rurais paranaenses que desejam construir suas casas têm um novo incentivo do poder público. O Governo do Paraná e o Banco do Brasil firmaram uma parceria que oferece financiamentos de R$ 50 mil para a execução das obras dentro do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Primeiro contrato - O primeiro contrato que marcou o início dos trabalhos foi assinado durante o 32º Show Rural, em Cascavel.

Cohapar - De acordo com o presidente da Cohapar, Jorge Lange, a companhia será responsável por prestar toda a assistência técnica durante as obras. “Os engenheiros e técnicos da empresa farão a elaboração dos projetos construtivos, fiscalização e acompanhamento dos produtores em todas as etapas da construção”, afirma.

Vantagens - As famílias contempladas pelo programa terão um período de três anos de carência para começar a pagar as prestações. A taxa de juros será de 4,6% ao ano para o pagamento do crédito adquirido em até 10 anos, com o pagamento em parcelas semestrais ou anuais, a depender da escolha do produtor com base nos rendimentos obtidos com a safra.

Divulgação e orientação - As ações de divulgação e orientação sobre a iniciativa serão coordenadas pelos funcionários do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná, com o apoio de equipes municipais. Depois, a documentação dos produtores passará pela análise de crédito do Banco do Brasil para a contratação do financiamento.

Incentivo - Para o presidente do Instituto, Natalino de Souza, o trabalho integrado dos órgãos estaduais vai incentivar a permanência dos agricultores no campo, além de minimizar a diferença entre as condições de vida dos meios rural e urbano. “Alguns fatores são condicionantes para que o agricultor e sua família permaneçam no meio rural e desenvolvam suas atividades e a qualidade da moradia é uma delas”, disse. “Por isso, os benefícios desse novo programa irão atender exatamente estas necessidades”.

Potencial de atendimento - O financiamento poderá atender até 125 mil agricultores no Paraná enquadrados no Pronaf. “Em pouco tempo de convênio, já estamos com R$ 42 milhões em propostas”, informa o superintendente estadual de Varejo do Banco do Brasil, Fabricio Reis, que também participou da assinatura.

Experiência - Por meio do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), a Cohapar já participou da construção de mais de 13 mil moradias destinadas à população rural do Paraná nos últimos anos. “Esta nova parceria irá nos possibilitar contemplar um número maior de famílias que carecem de moradias dignas no campo, atendendo assim as determinações do Governo do Estado em proporcionar a todos os paranaenses uma melhor qualidade de vida”, diz o presidente da Cohapar. (Agência de Notícias do Paraná)

 

NOVA PRODUTIVA: Inovatec 2020 supera expectativa de público e de negócios

Com o objetivo de apresentar novas tecnologias em sementes e insumos ao seus cooperados, a Cooperativa Agroindustrial Nova Produtiva realizou, no dia 31 de janeiro, o evento Inovatec 2020, no campo demonstrativo da unidade de Pitangueiras (PR). O evento ofereceu aos cooperados, familiares e técnicos da Nova a oportunidade de conhecer as inovações das culturas de soja e milho.

Estandes - O Inovatec 2020 contou com 22 estandes de fornecedores de insumos agrícolas, da cooperativa de crédito Sicredi, e da corretora de seguros agrícolas A7 seguros.

Negócios - Pela primeira vez foi montado um balcão de negócios, onde os cooperados, junto aos seus técnicos, realizaram negócios com vantagens competitivas. Segundo o gerente do departamento técnico e comercial de bens e fornecimento, Idair Marion Júnior, foi uma experiência positiva que surpreendeu as expectativas tanto no âmbito das vendas de insumos quanto no recebimento de grãos, uma vez que todas as vendas foram na modalidade de troca para a safra de milho inverno 20/20 e soja verão 20/21. Os cooperados que efetivaram negócios participaram de sorteio de prêmios durante o evento.

Curso - Outro destaque foi o Curso de Produção e Cultivo de Flores e Plantas Ornamentais direcionado para cooperadas, esposas e filhas dos cooperados. O curso abordou técnicas de plantio e manejo de diversas espécies como orquídeas, suculentas, entre outras variedades.

Prêmio - Na oportunidade, foi realizada a entrega do Prêmio Programa Refúgio, parceria Nova e a Bayer Cropscience com suas marcas Dekalb, Agroceres e Agroeste, uma das grandes empresas fornecedoras da cooperativa. O cooperado Marcos Antônio Cardoso foi premiado com uma caminhonete S10 zero km, pela participação no programa, que tem como objetivo divulgar aos cooperados a importância de fazer o refúgio em suas propriedades. A prática do refúgio visa a manutenção da biotecnologia voltada ao controle de pragas na cultura do milho.

Propagação - Para o diretor vice–presidente da Nova, Waldenir Romani, o Inovatec vai ao encontro da necessidade de propagar a tecnologia existente no campo para os cooperados e contribuir para o aperfeiçoamento da área técnica da cooperativa, gerando mais resultados nos negócios agrícolas. “Este ano criamos um evento para atender nossos cooperados de forma abrangente. Nossos fornecedores parceiros vieram com ótima estrutura e prontos para oferecer o melhor. Tivemos o balcão de negócios que proporcionou condições diferenciadas nos preços. Espero que nossos cooperados tenham aproveitado esse dia para conhecer o que há de mais moderno em termos de tecnologia e principalmente em realizar bons negócios”, concluiu. (Assessoria Nova Produtiva)

{vsig}2020/noticias/02/06/nova_produtiva/{/vsig}

 

SICREDI RIO PARANÁ: Cooperativa celebra início do ano letivo com 280 professores

Com a presença de 280 professores, a cooperativa de crédito Sicredi Rio Paraná PR/SP realizou, na última segunda-feira (03/02), o lançamento do ano letivo 2020. O evento contou com a participação dos educadores participantes do Programa a União Faz a Vida, que é a principal iniciativa de responsabilidade social do Sicredi e objetiva construir e vivenciar atitudes e valores de cooperação e cidadania.

Cidade - Ele é realizado em quatro cidades, são elas: Santa Cruz do Monte Castelo, Querência do Norte e Guairaçá, todas do Paraná e em Teodoro Sampaio, estado de São Paulo. E este ano, será implantado em Pirapozinho-SP e Presidente Epitácio-SP.

Presenças - O evento de lançamento do ano contou com a presença da diretoria da Sicredi Rio Paraná PR/SP, Jorge Guedes, presidente da cooperativa, Vanderlei de Oliveira, diretor executivo e Vanessa Gutowisk, gerente de desenvolvimento regional do estado do Paraná. Ele aconteceu no Cine Teatro Guanabara, local histórico do município de Loanda-PR.

Entrega - Após a abertura oficial realizada pelo presidente, Jorge Guedes, foi feita a entrega dos gomos das colmeias, que simbolizam os anos que as cidades já possuem o programa em funcionamento.

Contemplados - Receberam então: o prefeito de Santa Cruz de Monte Castelo, Fran Boni e os apoiadores do programa na cidade, Hipermercado e Auto Posto Marcossi, representados por Alexsandro Marcossi e Ericson Fabiano Marcossi. O município já está com o PUFV há seis anos. Izabel de Oliveira Maia Cestaro, representou o prefeito Elson Greb, de Guairaçá. Nesta cidade, já são dois anos de programa.

Mais - O secretário municipal de Educação, Cristiano Faustino, de Teodoro Sampaio, representou o prefeito César Herling. A cidade recebeu o segundo gomo, pois dois anos de programa. Já a prefeita de Querência do Norte, Rozinei Aparecida Raggiotto Oliveira, foi representada pelo vice-prefeito Norberto Vicente, recebeu dois gomos por dois anos de PUFV. E as novas cidades participantes receberam a colmeia.

Pirapozinho e Presidente Epitácio - O prefeito de Pirapozinho, Orlando Padovan, representado pela dirigente municipal, Dilaine Carrijo Daleffe recebeu a placa e a prefeita de Presidente Epitácio, Cassia Furlan, foi representada pela servidora pública, Gislaine Medeiros Senturion de Oliveira levou para o município o símbolo do início do PUFV.

Apresentação - O evento contou também com a apresentação do novo layout da mascote do programa e um apalestra sobre cooperativismo com a colaboradora Sicredi, Carolina Mussolini.

Bate-papo - Após o intervalo, os professores presentes participaram de um bate-papo sobre a experiência no Summit Educação. A conversa foi com os participantes, Alyne Sheila Carvalho, professora de Santa Cruz do Monte Castelo, Juscelino Gonçalves, Querência do Norte – Secretário Municipal de Educação de Querência do Norte e a vice-diretora de Teodoro Sampaio, Cristiane Jacinto de Lima Couto.

Assessores pedagógicos - Os assessores pedagógicos também deram seus depoimentos. Entre eles estavam: Angelita Ana Saraiva Rafeh, Ilma Pereira de Souza Zamboni, Jeferson Eduardo Calixto, Leda Prado e Sueli Augusti Lira.

Palestra - E para encerrar em grande estilo, os professores presentes foram brindados com palestra “BNCC x Programa A União faz a Vida”, ministrada pela doutora em semiótica, Emília Cipriano. O encontro contou com a organização da equipe de Desenvolvimento do Cooperativismo da Sicredi Rio Paraná PR/SP, Clelia Ruiz e Bruno Zoca.

PUFV na região - Durante o ano de 2019 foram produzidos 157 projetos que envolveram 217 professores em 21 escolas da área de abrangência da Sicredi Rio Paraná PR/SP. Para saber mais, acesse as redes sociais da cooperativa @sicrediriopanara. (Imprensa Sicredi Rio Paraná PR/SP)

{vsig}2020/noticias/02/06/sicredi_rio_parana/{/vsig}

SICREDI VALE DO PIQUIRI: Integrante de Comitê Jovem da cooperativa apresentará projeto em concurso internacional

A Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP será representada no concurso internacional de cooperativismo de crédito World Council Young Credit Union People (WYCUP) por Vinícius Mattia, de Palotina (PR). O associado e integrante do Comitê Jovem da cooperativa teve o seu projeto selecionado para concorrer com outros jovens líderes do mundo todo.

Feliz - “Estou imensamente feliz. Não tenho palavras para agradecer e demonstrar minha gratidão ao Sicredi por nos incentivar a assumir nosso protagonismo. Irei representar com muito orgulho o comitê, a cooperativa e o Brasil neste WYCUP”, declara Vinícius, que apresentará seu projeto na área de agricultura familiar e alimentos sustentáveis.

Ideia - A gerente de desenvolvimento do cooperativismo da Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP, Cláudia Bonatti, conta que a ideia de Vinícius para desenvolver o projeto surgiu quando ele participou do Summit Jovem, no ano passado. “Esse é o papel do comitê, envolver e desenvolver o jovem para novos desafios e responsabilidades”.

O evento - O WYCUP será realizado de 19 a 22 de julho, em Los Angeles, nos Estados Unidos. As iniciativas inscritas pelo Sicredi são voltadas para setores como empreendedorismo, educação, inclusão e sustentabilidade. O concurso é realizado anualmente dentro da programação da Conferência Mundial do Woccu (Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito), maior encontro do segmento de cooperativismo de crédito do mundo.

Sobre a Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP - A Sicredi Vale do Piquiri é uma cooperativa com 31 anos de história e mais de 144 mil associados, distribuídos em 82 agências. A Cooperativa atua nas regiões Oeste e Noroeste do Paraná, além de São Paulo (capital) e ABCD Paulista. A instituição se destaca pelo atendimento aos associados e pela preocupação com o desenvolvimento da comunidade.

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.700 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br). (Imprensa Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP)

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

{vsig}2020/noticias/02/06/sicredi_vale_piquiri/{/vsig}

SICREDI FRONTEIRAS I: Realizado o primeiro Summit Mulher do ano

No dia 30 de janeiro, ocorreu o primeiro Summit Mulher de 2020 da Sicredi Fronteiras. O evento reuniu na sede administrativa da cooperativa em Capanema (PR) e na sede administrativa em Jundiaí (SP), mulheres associadas que pretendem trabalhar o empreendedorismo e participar ativamente das atividades da cooperativa.

Origem - O Comitê Mulher iniciou no ano de 2018, quando houve dois encontros. O mesmo ocorreu em 2019. Já para o ano de 2020, serão realizados quatro Summits com o intuito de engajá-las ainda mais no modelo cooperativista, fortalecendo assim a base de associados e valorizando o trabalho local.

Atividades - O Summit Mulher envolveu 34 mulheres na cidade de Capanema e 30 na cidade de Jundiaí. Elas foram recepcionadas com um coffee break e logo após o presidente da cooperativa, José César Wunsch, e a diretora-executiva Adriana de Barros Mees apresentaram uma prévia dos assuntos que serão tratados nas assembleias de núcleo realizadas neste mês de fevereiro, nos municípios onde a Sicredi Fronteiras está situada.

Curso - Na parte da tarde, as mulheres de Capanema puderam participar de um curso de oratória ministrado pelo Gerente de Comunicação e Marketing da cooperativa, Maurício Jorge Machado, que entre outros tópicos, mostrou como elas podem vencer o medo de falar em público e aprimorar as habilidades de expressão corporal e verbal.

Treinamento - Já as mulheres de Jundiaí foram contempladas com um treinamento com o professor Luiz Roberto K. Cascaldi, que trabalhou temas como processo e tipos de comunicação, partes do discurso e como fazer o uso correto do microfone.

Avaliação - De acordo com a integrante do Comitê Mulher, Lucélia Treston, associada de Santo Antônio do Sudoeste, este evento foi fantástico. Lucélia participou do 3º Summit da Central PR/SP/RJ, nos dias 12 e 13 de novembro e neste primeiro Summit do ano na Sicredi Fronteiras, ela conseguiu compartilhar todos os conhecimentos adquiridos.

Evolução - “A cada encontro, eu sinto que nós evoluímos mais como ser humano e como membros do cooperativismo. É emocionante conhecer essas mulheres e as suas histórias. Eu sempre digo, quando nós conhecemos a história das pessoas, nós não esquecemos nunca mais. O curso de oratória me ajudou a ficar mais segura perante as pessoas. Foi um ensinamento que irei utilizar durante toda a minha vida”, afirmou a associada. (Imprensa Sicredi Fronteiras PR/SC/SP)

{vsig}2020/noticias/02/06/sicredi_fronteiras_I/{/vsig}

 

SICREDI FRONTEIRAS II: Primeiro Summit Jovem de 2020 reúne associados no Paraná e São Paulo

No dia 31 de janeiro, ocorreu o primeiro Summit Jovem de 2020 da Sicredi Fronteiras. O evento reuniu na sede administrativa da cooperativa em Capanema (PR) e na sede administrativa em Jundiaí (SP), jovens associados que pretendem participar mais ativamente das atividades da cooperativa.

Despertamento - Objetivando a perenidade do sistema cooperativista, a Sicredi Fronteiras deseja despertar no jovem a visão do empreender, da cidadania e da liderança. Através disso, ajudá-los a se desenvolver, usando os serviços que possui.

Início - O Comitê Jovem iniciou no ano de 2018, quando houve dois encontros. O mesmo ocorreu em 2019. Já para o ano de 2020, serão realizados quatro Summits com o intuito de engajá-los ainda mais no modelo cooperativista, fortalecendo assim a base de associados e valorizando o trabalho local.

Atividades - Este Summit envolveu 32 jovens na cidade de Capanema e 20 na cidade de Jundiaí. Eles foram recepcionados com um coffee break e logo após o presidente da dooperativa, José César Wunsch, e a diretora-executiva Adriana de Barros Mees apresentaram uma prévia dos assuntos que serão tratados nas assembleias de núcleo realizadas neste mês de fevereiro, nos municípios onde a Sicredi Fronteiras está situada.

Liderança - Na parte da tarde, os jovens de Capanema puderam participar de um curso sobre liderança, com a psicóloga Flávia Saturnino de Sá, que atua como Consultora Organizacional e Coaching na ReconheceRH e Docente em pós-graduação Unipar – Toledo, Francisco Beltrão e Umuarama. Já os jovens de Jundiaí, foram contemplados com um treinamento também sobre liderança, porém com a palestrante Carolina Silva Leitão.

Temas - Nos dois encontros, a palestra abordou princípios e competências da liderança, desenvolvimento da equipe, gestão de desempenho, estágios da liderança e inteligência emocional. De acordo com Gilmar Marcelo Wachholz Filho, associado da cooperativa e morador de Barracão/PR, o encontro foi de extrema importância, pois nele foram realizados o planejamento das ações para o ano e reformulado o regulamento vigente no Comitê.

Presente - “O curso sobre liderança foi um grande presente que nos foi dado. Nós sabemos o quanto é necessário atualmente pessoas que assumam o papel de líder nas ações, nas empresas e na comunidade, e isso reflete também na vida pessoal”, afirmou o associado.

Prospecção - A Sicredi Fronteiras PR/SC/SP deseja, por meio do Comitê, prospectar jovens para o desenvolvimento da essência cooperativista nos âmbitos social, econômico, cultural e ambiental nas comunidades, de forma mais sustentável e inovadora, formando líderes dentro e fora da cooperativa, de maneira descomplicada atrativa, apoiando e desenvolvendo ações e projetos na sociedade. (Imprensa Sicredi Fronteiras PR/SC/SP)

{vsig}2020/noticias/02/06/sicredi_fronteiras_II/{/vsig}

UNIMED PONTA GROSSA: UTI neopediátrica do HGU ganha novos leitos

unimed ponta grossa 06 02 2020Na segunda-feira (03/02), o Hospital Geral Unimed (HGU) ganhou quatro novos leitos na UTI neopediátrica. A ampliação, que levou pouco mais de um mês, foi tanto em estrutura física quanto aquisição de equipamentos e incubadoras.

Total - A unidade conta agora com um total de dez leitos e, de acordo com o diretor de Mercado e Desenvolvimento da cooperativa médica, Francisco Carlos de Moraes, o aumento da estrutura foi necessário devido à crescente demanda. “Com o aumento do número de leitos, nós conseguimos também aumentar a ocupação da unidade e oferecer mais segurança e tranquilidade tanto para os beneficiários quanto para os médicos pediatras e obstetras que atuam conosco. Além disso, podemos também dar suporte nesse sentido às outras Unimeds do estado”.

Segurança - A segurança do paciente também foi um dos direcionadores da reforma. Para Danilo Tatim Saad, pediatra da unidade, a ampliação beneficia a rotatividade de leitos, facilitando a rotina de pais e familiares com pacientes infantis internados. “Com uma unidade neopediátrica própria, não há necessidade de transportar a criança para outras cidades, o que contribui para aumento de comorbidades e intercorrências. Sem contar que não é só o paciente que se desloca e sim toda uma família, que está envolvida no cuidado e depende da logística das visitas, por exemplo. Dispor de mais leitos tem um peso importante nesse manejo e traz a segurança e agilidade em poder atender eventuais situações de pré-parto, parto e pós-parto no mesmo hospital”. (Imprensa Unimed Ponta Grossa)

 

AGROPAR: Funcionários e cooperados são orientados sobre prevenção e tratamento de doenças do coração

“Saúde do coração” foi o tema da palestra ministrada pela nutricionista Patrícia Samara Gomes, no dia 29 de janeiro, em Assis Chateaubriand, Oeste do Paraná, para funcionários e cooperados da Agropar. Na oportunidade, ela discorreu sobre o papel fundamental da alimentação nos processos de prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares.

Projeto - O evento, realizado pela cooperativa em parceria com o Sescoop/PR e Sesi, marcou o início do projeto Cuide-se + Alimentação Saudável, em que um grupo de 20 participantes, entre funcionários e cooperados, vão receber acompanhamento nutricional completo durante seis meses, sem nenhum custo.

Mais - Mais projetos serão realizados no decorrer desse ano, como, por exemplo o Cozinha Brasil, que consiste em cursos que ensinam o preparo de alimentos saborosos e nutritivos a baixo custo, sem desperdícios e respeitando as diferenças regionais e de estações. O primeiro ocorrerá de 29 de junho a 3 de julho, em uma unidade móvel do Sesi que ficará dentro do estacionamento da Agropar, e cujas inscrições serão abertas em breve.

A Agropar - Fundada em 30 de junho de 1995, a Agropar reúne cerca de 4.500 produtores rurais, entre associados e terceiros que realizam negócios com a cooperativa. Sediada em Assis Chateaubriand, ela opera com uma capacidade de armazenamento total de 71 mil toneladas de grãos, sendo 12 mil toneladas em armazém tipo V e 59 mil toneladas em silos metálicos, com sistema de termometria e aeração, além de contar com todos os equipamentos necessários para a padronização dos cereais. (Com informações da Agropar)

{vsig}2020/noticias/02/06/agropar/{/vsig}

LOGÍSTICA REVERSA: Sistema Campo Limpo supera marco de 550 mil toneladas de embalagens corretamente destinadas

inpev 06 02 2020O Sistema Campo Limpo, programa brasileiro de logística reversa de embalagens vazias e sobras pós-consumo de defensivos agrícolas, acaba de superar a marca de 550 mil toneladas desses materiais encaminhados para reciclagem ou incineração, desde o início de suas atividades em 2002. Somente em 2019, foram mais de 45 mil toneladas retiradas dos campos brasileiros.

Destinação - O Sistema, que tem o inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) como entidade gerenciadora, é responsável pela destinação ambientalmente correta de 94% das embalagens primárias comercializadas no país. Essa porcentagem torna o Brasil referência mundial nesse trabalho. “O sistema brasileiro de logística reversa no campo é um dos mais eficientes do mundo e considerado exemplo por países que possuem programas semelhantes. Esse sucesso deve-se, especialmente, a uma legislação clara e eficiente, que estabelece o conceito de responsabilidade compartilhada, e ao engajamento de todos os elos da cadeia produtiva agrícola (indústria fabricante, canais de distribuição, agricultor e poder público), que cumprem corretamente seu papel”, explica João Cesar M. Rando, diretor-presidente do inpEV.

Matéria-prima - Do total de embalagens destinadas, mais de 90% são recicladas, dando origem à matéria-prima para a produção de diversos artefatos, entre eles novas embalagens que retornam para a indústria de agroquímicos. “Assim, somos modelo de economia circular por fechar o ciclo de vida do material dentro do próprio Sistema, impulsionando a economia, gerando emprego e contribuindo com a sustentabilidade”, ressalta Rando.

Benefícios ambientais - Os benefícios ambientais do programa são confirmados por estudo de ecoeficência da Fundação Espaço Eco. Entre 2002 e 2018, o Sistema evitou a emissão de 688 mil toneladas CO2e e permitiu economizar energia suficiente para abastecer 4 milhões de residências durante um ano.

Sobre o inpEV - Desde 2002, o inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) é entidade gestora do Sistema Campo Limpo nas atividades de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas e promove ações de conscientização e educação ambiental sobre o tema, conforme previsto em legislação. É uma instituição sem fins lucrativos formada por mais de 100 empresas e nove entidades representativas da indústria do setor, distribuidores e agricultores.

Sobre o Sistema Campo Limpo - O Sistema Campo Limpo tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas. O Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração.

Informações - Mais informações sobre o inpEV e o Sistema Campo Limpo estão disponíveis no site www.inpev.org.br, no Facebook, Youtube e Instagram. (Assessoria de Imprensa do InpEV)

 

ECONOMIA: Copom reduz juros básicos para 4,25% ao ano, o menor nível da história

economia 06 02 2020Pela quinta vez seguida, o Banco Central (BC) diminuiu os juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu a taxa Selic para 4,25% ao ano, com corte de 0,25 ponto percentual. A decisão era esperada pelos analistas financeiros, segundo a pesquisa Focus do BC.

Comunicado - Em comunicado, o Banco Central indicou que pretende interromper os cortes de juros. “O Copom entende que o atual estágio do ciclo econômico recomenda cautela na condução da política monetária. Considerando os efeitos defasados do ciclo de afrouxamento iniciado em julho de 2019, o comitê vê como adequada a interrupção do processo de flexibilização monetária”, ressaltou o texto. A nota também pediu a manutenção das reformas estruturais da economia brasileira, de modo a manter os juros em níveis baixos por muito tempo.

Menor nível - Com a decisão desta quarta-feira (05/02), a Selic está no menor nível desde o início da série histórica do Banco Central, em 1986. De outubro de 2012 a abril de 2013, a taxa foi mantida em 7,25% ao ano e passou a ser reajustada gradualmente até alcançar 14,25% ao ano em julho de 2015. Em outubro de 2016, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia até que a taxa chegasse a 6,5% ao ano em março de 2018, só voltando a ser reduzida em julho de 2019.

Inflação - A Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Em 2019, o indicador fechou em 4,31%, o maior resultado anual desde 2016. A inflação foi impulsionada pela alta do dólar e pelo preço da carne, mas continua abaixo do teto da meta. O IPCA de janeiro será divulgado na próxima sexta-feira (07/02).

Meta - Para 2020, o Conselho Monetário Nacional (CMN) estabeleceu meta de inflação de 4%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual. O IPCA, portanto, não poderá superar 5,5% neste ano nem ficar abaixo de 2,5%. A meta para 2021 foi fixada em 3,75%, também com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual.

Estimativa - No Relatório de Inflação divulgado no fim de dezembro pelo Banco Central, a autoridade monetária estima que o IPCA continuará abaixo de 4% nos próximos anos, atingindo 3,5% em 2020 e 3,4% em 2021 e 2022. De acordo com o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo BC, a inflação oficial deverá fechar o ano em 3,4%, mesmo com a alta recente do dólar e da carne. (Agência Brasil)

 

CÂMARA DOS DEPUTADOS: MP do Agro deve ser votada na próxima semana

camara 06 02 2020A votação da medida provisória nº 897, a "MP do Agro", relatada pelo deputado Pedro Lupion (DEM-PR), deve ser lida e votada até a próxima terça-feira (11/02) na Câmara dos Deputados. O presidente da Casa, Rodrigo Maia, garantiu a apreciação da matéria a líderes da bancada ruralista que articulam a aprovação do texto.

Validade - Há uma preocupação do relator com o prazo de validade da MP, que vai expirar em 10 de março. Até lá, ela precisa passar por votação também no Senado, se aprovada na Câmara, e ir à sanção presidencial. Mas o Carnaval, no fim de fevereiro, pode atrapalhar o processo.

Desafios - "Nós, do agro, estamos sempre enfrentando enormes desafios. Além da tramitação, cuidamos também dos últimos ajustes na MP 897, para que o produtor tenha acesso mais fácil ao crédito e possa dar parcela da propriedade como garantia, além de acesso facilitado às linhas de crédito dos bancos, entre outros benefícios."

Risco - Para não correr o risco, a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) procurou o presidente Rodrigo Maia, ainda no início dos trabalhos legislativos deste ano. A intenção é ler e votar a MP no mesmo dia, para evitar que ela tranque a pauta das sessões seguintes.

Melhor texto - "Como relator da 'MP do agro', meu papel é entregar o melhor texto possível e que atenda às entidades, como a Confederação Nacional da Agricultura, as cooperativas e, sempre, ao produtor rural brasileiro, naquilo que ele mais precisa: apoio para tornar o setor agropecuário brasileiro cada vez mais pujante", finalizou Lupion. (Assessoria de Imprensa do deputado federal Pedro Lupion)

 

SENADO I: Regulamentação de emergência para combater coronavírus vai à sanção

senado I 06 02 2020O Plenário do Senado aprovou, nesta quarta-feira (05/02), o projeto que regulamenta as medidas que deverão ser adotadas pelas autoridades sanitárias em caso de emergência de saúde pública provocada pelo coronavírus (PL 23/2020). Enviada pelo Executivo em regime de urgência, a proposta foi aprovada pela Câmara dos Deputados na terça-feira (04/02) e agora segue para sanção.

Itens - Entre outros pontos, o texto prevê isolamento, quarentena e fechamento de portos, rodovias e aeroportos para entrada e saída do país. O governo afirma que a proposta é necessária porque a legislação brasileira está defasada quanto à definição de instrumentos jurídicos e sanitários adequados para o combate ao vírus, que ainda não foi notificado em solo brasileiro.

Isolamento - O projeto define isolamento como a separação de pessoas doentes ou contaminadas ou de bagagens, meios de transporte, mercadorias ou encomendas postais afetadas, de maneira a evitar a contaminação ou a propagação do coronavírus. Já a quarentena é conceituada como a restrição de atividades ou separação de suspeitos de contaminação das pessoas que não estejam doentes. Bagagens, contêineres, meios de transporte e mercadorias suspeitos de contaminação também deverão entrar em quarentena, de maneira a evitar contaminação ou propagação do coronavírus.

Isolamento - Os períodos de duração do isolamento, da quarentena e da situação de emergência serão definidos por ato do Ministério da Saúde. A lei vai vigorar enquanto durar a situação de emergência internacional. Nessa terça-feira (04/02), foi publicada a portaria que formaliza a situação de emergência no país por causa do coronavírus.

Outras medidas- O texto prevê ainda a adoção das seguintes medidas em caso de emergência de saúde pública decorrente do coronavírus: realização compulsória de exames, testes laboratoriais, coleta de amostras clínicas, vacinação e outras medidas profiláticas e tratamentos médicos específicos.

Bens e serviços - Também poderá haver a requisição de bens e serviços de pessoas naturais e jurídicas, hipótese em que será garantido o pagamento de indenização, e autorização excepcional e temporária para a importação de produtos sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Informação permanente - O texto assegura ao cidadão afetado pelas medidas o direito de serem informados permanentemente sobre o seu estado de saúde e o direito de receberem tratamento gratuito. Os cidadãos que não cumprirem as medidas decretadas pelo governo poderão ser responsabilizados.

Comunicação imediata - O projeto também obriga a comunicação imediata às autoridades sanitárias sobre possíveis contatos com agentes infecciosos do coronavírus, circulação em áreas consideradas como regiões de contaminação ou manifestação de sintomas considerados característicos do adoecimento pelo coronavírus.

Licitação - Fica dispensada a licitação para a compra de bens, serviços e insumos de saúde destinados ao enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do coronavírus. A dispensa é temporária e se aplica apenas enquanto perdurar o período de emergência.

Brasileiros - O centro da epidemia é a cidade de Wuhan, local que está isolado pelas autoridades chinesas. Duas aeronaves da FAB decolaram nesta quarta-feira de Brasília para resgatar as 34 pessoas (brasileiros e parentes) que se encontram na cidade.

Quarentena - Tanto os resgatados quanto os profissionais envolvidos na viagem passarão pela quarentena prevista no projeto aprovado nesta quarta. Eles deverão ficar na Base Aérea de Anápolis (GO) por pelo menos 18 dias, quando serão submetidos a consultas e exames.

Vírus - De acordo com o site do Ministério da Saúde, coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. A transmissão costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas. Os principais sintomas são febre, tosse e dificuldade para respirar. O vírus pode causar pneumoniae até levar à morte. O novo agente do coronavírus foi descoberto no último dia do ano passado, após vários casos registrados na China. (Agência Senado)

 

SENADO II: Comissão mista da reforma tributária deve ser criada até a próxima semana, diz Davi

senado II 06 02 2020Em entrevista à imprensa na chegada ao Senado nesta quarta-feira (05/02), o presidente Davi Alcolumbre disse esperar que a criação da comissão mista para análise de propostas da reforma tributária deva ocorrer até a próxima semana.

Reunião - “O senador Roberto Rocha [PSDB-MA] e o deputado Aguinaldo [Ribeiro] se reuniram ontem [terça-feira] para tratar da constituição desta comissão e da indicação dos membros. Isso é uma coisa que a gente vai fazer rapidamente para que essa comissão possa conciliar as propostas, inclusive, recepcionando as demandas, as manifestações do governo. Então acho que a gente vai conseguir a partir desta semana, no máximo na próxima, resolver de fato a criação dessa comissão”, declarou.

Expectativa - A expectativa é que o Senado e a Câmara dos Deputados instalem neste mês a comissão que terá a função de reunir em um só texto as principais matérias em tramitação sobre o assunto, incluídas as sugestões da equipe econômica do governo federal. Nesta semana, alguns senadores que integram a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) alegaram desconhecer as propostas do Executivo e enxergam dificuldades para que um texto de consenso avance tão rapidamente no Congresso.

Conciliação - “Não há embaraço para criação da comissão, pelo contrário, a reunião no final do ano passado foi no sentido da conciliação. Eu sempre falei que o melhor caminho seria uma proposta de conciliação. Naturalmente, parte do texto do Senado e parte do texto da Câmara serão incorporados com as manifestações do governo”, ressaltou o senador. (Agência Senado)

 

SENADO III: Relator apresenta novas mudanças no marco do setor elétrico

senado 06 02 2020O relator do novo marco regulatório do setor elétrico, senador Marcos Rogério (DEM-RO), apresentou nesta quarta-feira (05/02) uma segunda complementação de voto na Comissão de Infraestrutura (CI). As mudanças adequam o Projeto de Lei do Senado (PLS) 232/2016 à portaria do Ministério de Minas e Energia (MME) que estabelece um cronograma para a ampliação do mercado livre de energia elétrica para consumidores com carga acima de 500 kW (quilowatts).

Mercado livre - O novo marco regulatório do setor elétrico abre as portas para um mercado livre de energia, com a possibilidade de portabilidade da conta de luz entre as distribuidoras. De acordo com o texto, os consumidores de cargas superiores a 3.000 kW de energia poderão escolher livremente seu fornecedor.

Redução gradual - O requisito mínimo de 3.000 kW será reduzido gradualmente ao longo dos anos, atingindo todos os consumidores após seis anos e meio de vigência da lei. O Executivo deve usar esse tempo para aprimorar a infraestrutura das redes, preparar a separação técnica entre as atividades de distribuição e comercialização e promover ações de conscientização dos cidadãos sobre o funcionamento do mercado livre.

Alterações - O senador Marcos Rogério alterou diversos pontos da proposta original, apresentada pelo ex-senador Cássio Cunha Lima (PB). Ele sugeriu, por exemplo, o aumento do valor da Compensação Financeira pela Utilização de Recursos Hídricos (CFURH) e o pagamento de uma cota anual à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) para a prorrogação da autorização de funcionamento de usinas termelétricas e hidrelétricas. 

Novas mudanças - A complementação de voto apresentada nesta quarta-feira altera pelo menos 50 pontos do texto. O relator inseriu um dispositivo para explicitar que ainda haverá empreendimentos de geração em regime de concessão, tais como as hidrelétricas de potência superior a 50 mil kW. Nos casos de prorrogação para usinas com potência inferior a 50 MW, o relator sugere que dois terços da renda hidráulica sejam destinados à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e um terço para bonificação de outorga. “Trata-se de medida que favorece a modicidade tarifária”, argumenta o senador Marcos Rogério.

Prazo - O senador manteve o prazo para que todos os consumidores, inclusive aqueles com carga abaixo de 500 kW e com tensão inferior a 2,3 kV, possam adquirir energia elétrica no mercado livre. Mas o cronograma de ampliação para consumidores com carga acima de 500 kW segue os critérios previstos na nova portaria do MME.

Dispositivo - O relator também decidiu rever um dispositivo que tratava do encargo para cobrir o custo das distribuidoras de energia elétrica com a migração de consumidores regulados para o mercado livre. Segundo Marcos Rogério, haveria o risco de consumidores com carga abaixo de 500 kW arcarem sozinhos com os custos que aqueles com carga acima de 500 kW vão gerar às distribuidoras em decorrência da migração com base na portaria do MME.

Inserção - O relator inseriu ainda um dispositivo para explicitar que fontes de energia com baixa emissão de gases causadores do efeito estufa podem receber compensação financeira. Além disso, os pedidos de ampliação de capacidade receberão tratamento idêntico aos pedidos de novas outorgas durante o período necessário à substituição do subsídio nas tarifas pela valoração dos benefícios ambientais das fontes de geração.

Correção - Marcos Rogério incluiu um parágrafo no texto “para corrigir uma injustiça com consumidores dos estados de Rondônia e Acre”. Segundo o relator, apesar de estarem na Região Norte, aqueles usuários pagam cotas da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) como se fizessem parte da Região Sudeste porque foram conectados ao Sistema Interligado Nacional (SIN) no subsistema Centro-Oeste/Sudeste.

Proibição - Para reduzir impactos tarifários nas distribuidoras de energia elétrica da Região Norte que foram privatizadas, o senador proíbe que seja incluído na tarifa de energia daqueles consumidores o valor de empréstimos realizados para custear o serviço prestado pelas empresas entre o fim das concessões e a transferência do controle para um agente privado. O relator também sugere mudanças no cálculo do subsídio aos sistemas isolados para “corrigir distorções associadas à prestação do serviço de distribuição de energia elétrica na Região Norte”.

Mitigação - “Os consumidores da Região Norte não devem ser punidos pelos atrasos na licitação que permitiu a regularização da prestação do serviço. Ressalto que, com a medida, mitigaremos um impacto tarifário que ocorreria nos próximos anos”, argumenta. 

Associação - O novo marco regulatório do setor elétrico prevê a possibilidade de associação entre consumidores de baixa tensão para fins de cumprimento dos requisitos mínimos de carga para migração para o mercado livre. O texto também define de forma mais precisa os conceitos de comunhão de interesses de fato e de direito (associação de pessoas físicas ou jurídicas), além de garantir tratamento mais isonômico entre consumidores especiais e demais consumidores livres. (Agência Senado)

senado quadro 06 02 2020

 

PARANÁ: Sesa reafirma importância da vacina contra febre amarela

parana 06 02 2020A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) reforçou, nesta quarta-feira (05/02), o alerta à população paranaense sobre a importância da vacinação contra a febre amarela. O novo boletim da doença aponta duas novas mortes de macacos (epizootias) no Paraná, nos municípios de Araucária e Piên.

Doses - No último ano, mais de 1,260 milhão de doses da vacina foram aplicadas em todo o Estado, em sua maioria entre pessoas de 15 a 59 anos de idade.

Orientações - Desde 2017, o Ministério da Saúde seguiu as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) de ofertar apenas uma dose da vacina de febre amarela durante toda a vida. Porém, estudos científicos mostraram uma diminuição na resposta imunológica da criança que é vacinada muito cedo como é previsto no Calendário Nacional de Vacinação.

Principal meio - “A vacina é o principal meio de combate e controle da febre amarela. Devido a indícios de necessidade de um reforço para crianças que se vacinaram aos nove meses de vida, o MS ampliou o público indicando que esse reforço seja realizado aos quatro anos”, explicou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Recomendações - Segundo ele, as recomendações foram enviadas pelo Ministério em novembro do ano passado, para que em 2020 todas as regiões estivessem preparadas para atender o novo público. “Contamos com essa vacina durante todo o ano nas unidades de saúde do Paraná para que todos os paranaenses possam ser imunizados, diminuindo o risco da doença em humanos”, acrescentou.

Casos humanos - Desde agosto de 2019, foram notificados 70 casos em humanos. Destes, 51 foram descartados e 19 seguem em investigação, três a mais que na semana anterior. Atualmente o Paraná não tem casos registrados de febre amarela em humanos.

Epizootias - As distribuições das 48 epizootias no Estado estão em Araucária (1), Balsa Nova (1), Lapa (5), Mandirituba (1), Piên (1), Quatro Barras (1), Rio Negro (1), Castro (11), Ipiranga (2), Palmeira (1), Piraí do Sul (2), Ponta Grossa (8), São João do Triunfo (1), Imbituva (1), Mallet (1), Teixeira Soares (2), Prudentópolis (1), Antônio Olinto (2), São Mateus do Sul (1), Sapopema (2) e Cândido de Abreu (2). (Agência de Notícias do Paraná)

 

ANS: Saúde suplementar fecha 2019 com 47 milhões de beneficiários de planos

ans destaque 06 02 2020A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) disponibilizou nesta quarta-feira (05/02) os dados do setor de planos de saúde com os números referentes ao mês de dezembro de 2019.

Total - No período, o setor totalizou 47.039.728 beneficiários em planos de assistência médica em todo o Brasil, mantendo estabilidade em relação ao mesmo período de 2018.

Odontologia - O segmento exclusivamente odontológico manteve trajetória de crescimento, contabilizando 26.024.494 usuários – expansão de 1.739.649 em relação a dezembro de 2018.

Consulta - A consulta a esses dados e às demais informações relativas ao setor de planos de saúde está disponível por meio da Sala de Situação (acesse aqui).Também foram atualizados os dados disponibilizados no Tabnet e os dados gerais.Sala de Situação (acesse aqui). Também foram atualizados os dados disponibilizados no Tabnet e os dados gerais.

Destaques por estado - Os dados de dezembro detalhados por Unidade Federativa (UF) mostram que houve aumento na quantidade de beneficiários em planos de assistência médica em 11 estados, sendo Minas Gerais, Goiás e Rio de Janeiro os líderes em números absolutos (comparativo com dezembro de 2018). Na segmentação odontológica, 24 estados e o Distrito Federal registraram aumento no número de beneficiários. São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais foram os estados que registraram os maiores aumentos em relação ao mesmo período do ano anterior.

Modificações - A ANS lembra que os números podem sofrer modificações retroativas em função das revisões efetuadas mensalmente pelas operadoras. (ANS)

Confira nas tabelas abaixo a evolução de beneficiários por tipo de contratação do plano e por UF:

1ans 06 02 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

2ans 06 02 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

3ans 06 02 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INTERNACIONAL: China cortará tarifas sobre US$ 75 bilhões em mercadorias dos EUA

internacional 06 02 2020A China indicou que vai reduzir pela metade as tarifas sobre US$ 75 bilhões em importações dos Estados Unidos como parte de um acordo comercial recentemente assinado com Washington. A partir de 14 de fevereiro, a China cortará as tarifas de alguns produtos dos EUA de 10% para 5%, enquanto as taxas sobre alguns outros itens serão diminuídas de 5% para 2,5%, disse o Ministério das Finanças da China em comunicado nesta quinta-feira (06/02).

Imposição - As tarifas foram impostas em setembro e dezembro de 2019, durante uma brutal disputa comercial entre as duas maiores economias do mundo. (Valor Econômico)

 


Versão para impressão


RODAPE