Imprimir
cabecalho informe

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 4641 | 15 de Agosto de 2019

DENTAL UNI: “Unir pessoas pelo sorriso”

Com o slogan, “unir pessoas pelo sorriso”, teve início na manhã desta quinta-feira (15/08), em Curitiba, o Workshop Dental Uni com a presença de 160 cooperados da área odontológica e que, durante todo o dia, acompanharão palestras técnicas e de marketing, voltadas para o negócio odontológico. Durante a solenidade de abertura, o presidente da Dental Uni, Luiz Humberto Daniel, destacou o apoio do Sistema Ocepar na realização do evento. “Este nosso encontro anual acontece graças à parceria com a Ocepar e o Sescoop/PR, que nos dão todo suporte e apoio necessário, juntamente com as empresas patrocinadoras. Neste ano, decidimos realizá-lo de uma forma mais compacta, com a presença apenas de nossos cooperados para proporcionar um momento de aprendizado, mas também de troca de experiências. Como diz o nosso slogan, queremos criar novas oportunidades, unir as pessoas pelo sorriso e assim deixa-las mais felizes através da cooperação. Juntos, somos imbatíveis”, afirmou.

Parceria Unimed Seguros - Luiz Humberto destacou o excelente momento vivido pela cooperativa, especialmente pela parceria inédita de negócios firmada recentemente com a Unimed Seguros. “Ontem tivemos a notícia de que somos hoje a 7ª maior operadora do país, com 658 mil beneficiários. E esta nossa trajetória aqui teve dois marcos importantes: o primeiro há cinco anos, quando atendíamos 300 mil vidas e decidimos mudar de marca, passando a se chamar Dental Uni. E o segundo divisor foi a parceria que firmamos no dia 14 de junho, em Foz do Iguaçu, com a Unimed Seguros, passando a atender mais de 1,1 milhão de beneficiários com 26 mil postos de atendimento e 18 mil profissionais dentistas em todo o país”, lembrou.

Feito - “A parceria Dental Uni/Unimed é realmente um um grande feito para o cooperativismo nacional. É um desafio e abre um horizonte enorme para vocês como profissionais da odontologia”, afirmou o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, em seu pronunicamento na abertura do evento. “Também quero destacar o slogan do evento, ‘Unir pessoas com alegria’, usando para isso o sorriso. Essa manifestação de alegria com um sorriso é o campo de trabalho de vocês. A diferença que temos é o fato de usarmos a cooperação para fazer isso” acrescentou. “O normal do mercado não é a cooperação, é a competição. Todos estão competindo. No entanto, nós SomosCoop. Esse, inclusive, é o nome da campanha de nível nacional do cooperativismo. As grandes cooperativas estão usando junto à sua marca, em suas embalagens, o selo SomosCoop. Essa é nossa mensagem para a sociedade, de que nós SomosCoop, que nós temos propósitos. Não somos uma empresa que hoje está aqui e amanhã está em outro lugar, na China, na Índia... Nós temos compromisso com a comunidade”, ressaltou.

Estande e aplicativo - Para divulgar o movimento SomosCoop e o aplicativo Paraná Cooperativo, o Sistema Ocepar está com um estande no Workshop da Dental Uni. Segundo Samuel Milléo Filho, coordenador de comunicação do Sistema Ocepar, “durante o evento, serão recebidos no estande, interessados em conhecer o movimento SomosCoop e suas estratégias de comunicação. É uma oportunidade para falarmos com um público tão seleto e mostrar a força das cooperativas que movem diversos setores da economia e geram impactos positivos para o país inteiro. No estande, os visitantes também serão convidados a baixar o aplicativo Paraná Cooperativo, onde diariamente receberão as principais notícias do cooperativismo e também indicadores do setor”, lembrou.

A cooperativa - A Dental Uni foi fundada em 05 de setembro de 1984 por um grupo de dentistas, com a missão de facilitar o acesso da população a tratamentos odontológicos. Em 10 de março de 2014, passou a se chamar Dental Uni – Cooperativa Odontológica. A filosofia que norteou sua fundação permanece até os dias de hoje, com o compromisso de oferecer assistência odontológica de qualidade, atuando pela constante redução de custos, para que mais pessoas tenham acesso.

{vsig}2019/noticias/08/15/workshop_dentaluni/{/vsig}

FRENCOOP: Cooperativismo discute Reforma Tributária

 

frencoop 15 08 2019Garantir um tratamento tributário adequado às cooperativas na Reforma Tributária. Representantes do Sistema OCB e da diretoria da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop) se reuniram na manhã desta quarta-feira (14/08), na sede da OCB, em Brasília (DF), para debater a sugestão de um texto que contemple a realidade do setor e seja incluído na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 45/2019, a Reforma Tributária.

 

Especificidades - A ideia é garantir, com essa emenda, que as especificidades do modelo de negócio cooperativista sejam respeitadas sem atrelar diretamente ao conceito de ato cooperativo. Além disso, deixar expressa a não incidência de tributos na cooperativa e sim no cooperado, que é beneficiário final, o que evitaria a incidência de tributação em duplicidade. Outro ponto importante é defender que a relação entre cooperado e cooperativa não tenha uma carga tributária maior do que aquela que incidiria em outros tipos de formatos societários ou se ele operasse individualmente no mercado.

 

Participantes - Participaram da reunião, pelo Sistema OCB, o presidente Márcio Freitas e os presidentes das unidades estaduais de São Paulo e do Paraná, Edivaldo Del Grande e José Roberto Ricken, respectivamente. Pela Frencoop, estiveram presentes os deputados Evair de Melo (PP/ES), Celso Maldaner (MDB/SC), Schiavinato (PP/PR), Leandre (PV/PR), Sergio Souza (MDB/PR), Domingos Sávio (PSDB/MG), Zé Vitor (PMN/MG), Alceu Moreira (MDB/RS) e Darci de Matos (PSD/SC), e o senador Luis Carlos Heinze (PP/RS).

 

Debates na Comissão Especial - A PEC 45/2019, apresentada pelo deputado Baleia Rossi (MDB/SP), pretende simplificar o sistema tributário nacional com a extinção de três tributos federais (IPI, PIS e Cofins), um estadual (o ICMS) e um municipal (o ISS), todos incidentes sobre o consumo. No lugar, propõe criar um tributo sobre o valor agregado, chamado de Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), de competência dos três entes federativos, e outro sobre bens e serviços específicos (Imposto Seletivo), de competência federal.

 

Plano de trabalho - Na Comissão Especial, o relator da matéria, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP/PB), apresentou o plano de trabalho propondo seminários nas cinco regiões do país, ainda sem datas definidas, e oito audiências públicas, sempre às terças-feiras a partir do próximo dia 20. Por meio de requerimento apresentado pelo deputado Celso Maldaner, o Sistema OCB será incluído em uma das audiências para apresentar os impactos da reforma para as cooperativas.

 

Previdência - Além da Reforma Tributária, outra pauta prioritária no Congresso Nacional voltou à tona com a retomada dos trabalhos semana passada: a Reforma da Previdência. A proposta foi aprovada na Câmara dos Deputados e já começou a ser debatida no Senado Federal.

 

A Frencoop - Composta ao todo por 268 deputados e 38 senadores, a Frencoop tem a missão de pautar os temas de interesse do cooperativismo no Congresso, divulgando e defendendo as principais ações para o desenvolvimento do setor no país.

 

Ambiente favorável - Tem o principal objetivo de garantir um ambiente favorável para que o cooperativismo possa se desenvolver. Isso pode ocorrer por meio de votações de projetos no Poder Legislativo ou no processo de formulação de normativos e de políticas públicas do governo. Periodicamente, a Diretoria Executiva da OCB se reúne com a Diretoria da Frencoop, em Brasília, para definir prioridades. (Informe OCB)

DESCOMPLICA: Governador lança programa para agilizar abertura de novos negócios

 

O governador Carlos Massa Ratinho Junior lançou, nesta quarta-feira (14/08), no Palácio Iguaçu, o programa Descomplica, iniciativa de caráter permanente do Governo do Estado para simplificar a vida dos empreendedores. Ele tem três vertentes: liberação do CNPJ e das autorizações para empresas de baixo risco em menos de 24 horas; soluções para fechamento de empresas, e a instalação de um comitê permanente de desburocratização com a participação da sociedade civil.

 

Entraves - A iniciativa busca dirimir principais entraves documentais das empresas e aponta soluções conjuntas com intuito de melhorar ainda mais o ambiente de negócios no Paraná. Também haverá um canal de comunicação direto entre os empresários e a Controladoria-Geral do Estado (CGE), no portal do órgão, para apontar problemas e facilitar ainda mais os processos.

 

Protagonismo - O governador destacou que o Governo do Paraná nunca figurou como protagonista nessa ponte com as empresas e que agora estabelece agenda permanente para aumentar o ambiente de negócios e a geração de emprego. “O programa Descomplica facilita a vida de quem quer gerar emprego. Tínhamos uma demora para abrir empresas no Estado e, agora, em um dia a pessoa já começa a tocar o seu negócio. É mais uma medida inovadora”, afirmou Ratinho Junior. “Temos que diminuir a burocracia, é um movimento nacional. A ideia é simplificar e unificar as decisões”.

 

Comitê - O governador também disse que a instalação do comitê com participação de 23 entidades representativas da sociedade é uma maneira de encontrar soluções conjuntas, principalmente para demandas mais complexas. “Diminuímos o prazo de abertura de empresas e o fato de criarmos esse comitê para entender os processos de desburocratização representa uma divisão de responsabilidade com as entidades diretamente interessadas. Mostra que estamos pensando o Estado juntos”, complementou.

 

Com tecnologia - O chefe da Casa Civil,  Guto Silva, disse que o intuito do Descomplica é deixar a vida do empresário mais simples. Ele lembrou que nesses primeiros meses do ano o Paraná já registrou abertura de empresas em apenas duas horas. “Esse programa vai simplificar os processos com tecnologia e harmonizar os diferentes regramentos. Não vamos permitir que os empreendedores fiquem pendurados em filas atrás de papéis”, afirmou. “Teremos, ainda, a condição de ouvir para ser mais ágil e certeiro. Toda a relação do serviço público com o empresário estará dentro do Descomplica”.

 

Iniciativa - Segundo o superintendente de Governança da Casa Civil, Phelipe Mansur, coordenador do programa, a iniciativa começou a ser gestada em janeiro e tem como intuito levar o Paraná para o primeiro lugar em agilidade burocrática no Brasil. “Obviamente as empresas de médio e alto risco ainda precisam de processos melhores, mas esse Governo está decidido a criar o melhor ambiente de negócios do País. União tem sido nossa ferramenta e eficácia é nossa meta”, complementou.

 

Basta acessar o site - Para o empreendedor, basta acessar o site Empresa Fácil, preencher os formulários e enviar os documentos necessários, tudo em ambiente online. Esse processo gera um protocolo e um CNPJ com alvará temporário de 180 dias, e em 24 horas serão liberadas as licenças dos Bombeiros e da Vigilância Sanitária.

 

Licenças - Para o comandante-geral do Corpo de Bombeiro do Paraná, coronel Samuel Prestes, o Descomplica reverte a imagem de que o órgão obstaculiza o processo. Neste ano, disse ele, já foram regularizadas 125 mil empresas, média de 720 por dia. “Todo nosso efetivo passou por um curso a distância sobre legislação para agilizar as vistorias e análises dos projeto. Também teremos um curso específico para 350 bombeiros. É uma conquista para o Paraná”, explicou.

 

Comitê - Compõem o comitê permanente de desburocratização representantes da Casa Civil e das Secretarias da Fazenda e do Planejamento, além de 23 entidades representativas da sociedade civil (CAU, CREA, CRC, Sescap, CRA, AMP, Assembleia Legislativa, Junta Comercial, Sebrae, Vigilância Sanitária, Bombeiros, Celepar, Receita Estadual, IAP, Fenacom, Fecomércio, Faep, Fiep, Faciap, Fecoopar, Fetranspar, ACP e Ocepar).

 

Crescimento - Entre janeiro e maio deste ano foram registradas 105.130 novas empresas, contra 96.665 do mesmo período do ano passado, aumento de quase 10%. Os números englobam os pedidos da Junta Comercial do Paraná e aqueles registrados diretamente em cartório.

 

Presenças - Estiveram presentes na cerimônia o vice-governador Darci Piana; o diretor-presidente da Paraná Desenvolvimento, Eduardo Bekin; o secretário de Planejamento e Projetos Estruturantes, Valdemar Bernardo Jorge; o controlador-geral do Estado, Raul Siqueira; os deputados estaduais Hussein Bakri (líder do Governo), Homero Marchese, Subtenente Everton e Emerson Bacil; além dos presidentes de todas as entidades do G7. (Agência de Notícias do Paraná)

 

{vsig}2019/noticias/08/15/descomplica/{/vsig}

RAMO AGRO: Grande oportunidade para cooperativas do Mercosul

 

ramo agro 15 08 2019A OCB está apoiando o Departamento de Cooperativismo e Acesso a Mercados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento na organização de uma missão comercial das cooperativas agropecuárias do Mercosul a Israel. A viagem acontecerá entre os dias 25 e 29 de novembro e contará com a participação de dirigentes cooperativistas e representantes dos governos da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Liderada pelo Secretário Nacional de Agricultura Familiar e Cooperativismo. O objetivo da missão é fomentar o aumento das exportações das cooperativas do Cone Sul ao mercado israelense.

 

Roteiro - O roteiro contemplará encontros de negócios e visitas técnicas em Jerusalém, Tel Aviv e Haifa. A delegação participará do Pavilhão do Brasil na feira internacional Israfood, maior do segmento de alimentos do país. A feira recebeu em 2018 cerca de 20 mil visitantes e espera repetir o número em 2019. A Israfood reúne em seu espaço ampla oferta de produtos alimentícios como carnes, café e frutas, produtos exportados pelas cooperativas brasileiras. A comitiva será também recebida por órgãos governamentais, tradings, câmaras de comércio e empresas de logística internacional. A programação completa pode ser acessada em: e as inscrições estão abertas até o dia 31 de agosto.

 

Segunda missão - Esta será a segunda missão conjunta organizada no âmbito da Reunião Especializada de Cooperativas do Mercosul, entidade que integra as cooperativas do bloco econômico. Em 2018, uma missão comercial de cooperativas foi organizada à África do Sul, Botsuana e Namíbia, países membros da União Aduaneira da África Austral, organismo internacional com o qual o Mercosul possui um acordo de livre comércio. Os resultados positivos da missão estão disponíveis em um vídeo gravado pelos participantes: https://www.youtube.com/watch?v=1lCNu1C9gZU. Além de promover os negócios internacionais das cooperativas do Mercosul, as iniciativas têm também o objetivo de integrar os movimentos cooperativistas dos quatro países.

 

Custos da participação - Cada participante deverá se responsabilizar pelas despesas de viagem, hospedagem e alimentação. O Ministério da Agricultura do Brasil providenciará o serviço de transporte terrestre e tradução simultânea durante as reuniões em Israel. Já o Pavilhão Brasil na Israfood contará com estrutura completa, incluindo recepcionistas bilíngues, catálogo institucional e mobiliário para preparação e exposição de produtos, bem como para reunião com os potenciais compradores.

 

Informações - Informações e esclarecimentos: (61) 3217-2142 e relacoesinstitucionais@ocb.coop.br. (Informe OCB)

RAMO TRANSPORTE: Cooperativas do Paraná visitam a Cootravale, em Itajaí (SC)

 

Na terça-feira (13/08), a Cootravale – Cooperativa dos Transportadores do Vale recebeu em sua sede, localizada em Itajaí (SC), 21 representantes de nove cooperativas sediadas no Estado do Paraná que atuam no ramo do transporte. A visita foi uma iniciativa do Conselho Estadual do Ramo Transporte do Sistema Ocepar, realizada por intermédio do Sescoop/PR. O encontro teve o objetivo de trazer o grupo para conhecer a Cootravale, seu modelo de negócio e as boas práticas que adotadas pela cooperativa catarinense.

Profissionais - Vieram profissionais da Cooperleste, Cootramil, Cootrapar, CTA – Cooperativa de Transporte de Astorga, Coopercaf, Coptrans, Coopitran e Rodocoope Cooper-Araucaria, todas registradas no Sistema Ocepar. Eles visitaram outras cooperativas do Estado de Santa Catarina, nas cidades de Joinville e Concórdia. Também estiveram em Arroio do Meio, no Rio Grande do Sul.

Apresentação - O presidente da Cootravale, Vilmar José Rui, juntamente com os diretores comercial operacional, Edson Arthur da Costa, e administrativo financeiro, Peterson Lopes Fernandes dos Santos, apresentou a história da Cootravale, como foi desenvolvido o modelo de operação da cooperativa, os problemas e a soluções encontradas para enfrentar as adversidades e, no fim, foi realizado um tour pela matriz. Na avaliação de Rui, esses encontros são uma oportunidade de promover a intercooperação, por meio do compartilhamento de conhecimento, gerando muito aprendizado para a Cootravale e para as cooperativas visitantes.

A cooperativa - Fundada em 20 de junho de 1995 na cidade de Videira, a Cootravale é fruto do sonho de 22 pequenos transportadores que acreditaram que a união abriria portas e ajudaria a conquistar novos mercados, tornando-se atualmente uma das maiores organizações de transporte do País. Hoje, a cooperativa possui 700 cooperados e a frota é composta por diversos tipos de caminhões, como toco, truck, frigorífica, baú, sider, grade baixa e bobineira, porta container e graneleira. (Com informações da Cootravale)

(Com informações da Cootravale)

 

{vsig}2019/noticias/08/15/ramo_transporte/{/vsig}

INTEGRADA: Cooperativa recebe certificação Great Place to Work

 

integrada 15 08 2019A Cooperativa Integrada foi nacionalmente reconhecida pelo instituto Great Place to Work (GPTW) como um excelente lugar para trabalhar. A conquista dessa certificação foi resultado de uma pesquisa ocorrida em julho deste ano que mediu o grau de satisfação dos colaboradores junto à cooperativa.

 

Gestão participativa e transparente - A gestão participativa e transparente são alguns dos fatores que proporcionaram à Integrada na conquista desse reconhecimento, afirma o diretor-presidente, Jorge Hashimoto. O resultado, avalia o presidente, se deve à dedicação e empenho de todos os colaboradores.

 

Inspiração - “Da prática diária dos valores organizacionais às soluções que geram experiências positivas junto a nossos colaboradores, cooperados, clientes, parceiros e sociedade, buscamos a inspiração no cooperativismo para seguir em frente e engajar pessoas no propósito de criar valor para a família Integrada, para o agronegócio e para a construção de um mundo melhor”, observa.

 

Pessoas motivadas - O superintendente geral da Integrada, Haroldo José Polizel, explica que empresas saudáveis são feitas de pessoas motivadas e engajadas. “Ouvir é uma demonstração de respeito ao trabalho do colaborador”. Haroldo ressalta que a pesquisa reflete o bom trabalho desenvolvido nesses anos na história da cooperativa.

 

Ampliação - Mas o trabalho da cooperativa, segundo ele, não para por aí, pois a valorização das pessoas dentro da Integrada está em processo de ampliação e, em breve, novas políticas na gestão de pessoas devem ser implantadas para melhorar ainda mais o clima organizacional e incentivar o crescimento pessoal de cada colaborador. O intuito, completa o superintendente, é tornar a Integrada mais competitiva por meio de um ambiente alinhado, com um foco bem definido. “A única certeza é de que sempre continuaremos mudando para melhor atender os nossos cooperados e colaboradores”, destaca Polizel.

 

Competitividade - Ao realizar a pesquisa, a certificação do Instituto GPTW mostrou o orgulho dos colaboradores em trabalhar na Integrada e isso, na opinião do superintendente administrativo e financeiro da cooperativa, Akio Cyoia, proporciona uma melhor gestão. 

O superintendente reforça que essa certificação também trará benefícios para a cooperativa, pois reterá e atrairá mais talentos para o corpo de colaboradores da Integrada, além de elevar o grau de motivação das pessoas. Com isso, afirma Akio, todos sairão ganhando. “A transparência do processo trouxe credibilidade, pois a pesquisa amostral foi transparente, analisando o ambiente de trabalho e o engajamento do pessoal”, salienta.

 

Avaliação anual - O Instituto GPTW avalia anualmente o índice de satisfação dos profissionais com o ambiente de trabalho e as práticas de gestão de pessoas. Os critérios de avaliação são pautados no clima organizacional e na avaliação dos colaboradores sobre o ambiente de trabalho. O Instituto possui uma atuação global que se estende para mais de 50 países.

 

Sobre a Integrada - A Integrada Cooperativa Agroindustrial foi fundada em Londrina (PR), no dia 6 de dezembro de 1995, por um grupo de agricultores confiantes no sistema cooperativista. Com mais de duas décadas de existência, a Integrada se tornou uma das principais cooperativas do Brasil, com mais de 64 unidades de recebimento distribuídas em notórias áreas produtoras dos estados do Paraná e São Paulo.

 

Presença - Presente em 49 municípios, a Integrada conta com 10 mil cooperados e 1.750 colaboradores dedicados a impulsionar a força do agronegócio no país. Atuante na agroindústria, venda de insumos, assistência técnica e recebimento da produção agrícola, a Integrada atua nos mercados de soja, milho, trigo, café, laranja, entre outras culturas. Em 2018, em pleno ano de crise, a Integrada registrou um crescimento de 24%, com faturamento de 3,3 bilhões de reais, sendo considerada a maior empresa de Londrina. (Imprensa Integrada)

CASTROLANDA I: Seminário Internacional aquece segundo dia de Agroleite

 

castrolanda I 15 08 2019O Seminário Internacional Agroleite marcou o segundo dia do Agroleite 2019, nesta quarta-feira (14/08). A manhã de palestras iniciou às 9 horas no Centro de Eventos, com apresentação do americano William K. Sanchez, que é Ph.D. Diretor Técnico de Serviços na Diamond V, empresa subsidiária da Cargill Animal Nutrition em Cedar Rapids, Iowa. 

 

Modelos de produção - Bill, como é conhecido, falou durante a palestra sobre modelos de produção e mostrou dados coletados em estudos sobre o impacto da mastite e das células somáticas para a produção de leite. Logo no início o Ph.D. questionou a plateia quanto ao modelo de negócios mais rentável para o futuro a nível global: aquele em que as vacas têm saúde e longevidade ou o de produção. 

 

Resposta - A resposta veio no fim: “Os dois juntos. Para ter animais de alta produtividade é preciso manejar a vaca, investir em uma genética melhor, eliminar as barreiras e os problemas de saúde, ter bom espaço, boa alimentação, e isso inclui boa substituição dos animais e naturalmente boa nutrição.  E é essa semente que quero deixar para vocês pensarem, a de unir as duas coisas, porque isso será o futuro desse negócio para competir a nível global”, salientou o palestrante. 

 

Retrospectiva - Na sequência, Hamish Gow, da Nova Zelândia, fez uma retrospectiva a respeito dos últimos 30 anos do mercado de laticínios na Nova Zelândia e apresentou oportunidades para o mercado brasileiro. Quem encerrou as falas foi Silvia Naber, Food Design da Holanda e especialista em tendência alimentar, sobre as tendências globais de alimentação com foco em lácteos.  

 

Painel da Ovinocultura - À tarde, no Painel da Ovinocultura, novamente a eficiência produtiva da Nova Zelândia foi apresentada, visto que o país é líder nas exportações de ovinos. A zootecnista Dayanne Almeida, paranaense de União da Vitória, um dos principais nomes do setor no Brasil e no exterior, contou sobre sua experiência na área e comentou características da produção neozelandesa. “O segredo é que eles não criam ovelhas, mas produzem pasto, alimento de qualidade”, resumiu brevemente. Na pauta do painel também foi abordada a qualidade da carne do cordeiro, tema cuja apresentação foi conduzida por Sthefany Kamile dos Santos, médica veterinária especialista no assunto. 

 

Troféu - Ainda nesta quarta, às 20 horas, foi realizada a cerimônia de premiação dos vencedores do Troféu Agroleite. Ao todo foram 13 prêmios, destes 11 indicados pela internet e dois pelo Comitê Organizador do Troféu Agroleite. O troféu é uma iniciativa da Castrolanda para a cadeia produtiva do leite. É concedido anualmente com o objetivo de homenagear e incentivar os melhores desempenhos e práticas do setor.

 

Programação - Programação desta quinta-feira (15/08) - principais pontos:

9h às 13h: Julgamento da Raça Jersey Jovem

10h às 12h30: Painel do Agro: Perspectivas Globais de Produção

14h às 20h: Julgamento da Raça Holandesa V&B Jovem e Adulta

14h às 17h: Painel da Mulher Cooperativista

Para mais informações e outras atividades acesse www.agroleitecastrolanda.com.br.

 

Apoiadores e patrocinadores - O Agroleite 2019 tem o apoio institucional da Prefeitura de Castro, Fundação ABC e das Associações das Raças Holandesa e Jersey. É patrocinado na cota Diamante pela Nutron, Tetra Pak, Italac, MSD Saúde Animal e Sicredi. Na cota Ouro recebe a chancela da Rações Castrolanda, DuPont Pioneer, Bayer, Select Sires, Calpar, Irrigabrasil, New Zealand Trade & Enterprise, Phibro, Coonagro, DasCoop, Caixa e Mottanet. Já na cota prata, o evento é patrocinado por All Lands, Sementes Castrolanda, Boehringer Ingelheim, Nova Frota, Toyota Barigui, Adisseo, Ceva, Nuseed- Atlântica Sementes, Elanco, PGW Sementes, BRDE, Banco do Brasil, Cescage Genética, GEA- Só Leite, Diamond V, Grupo Sentax e Cefeq Ferramentas. 

 

Serviço - O Agroleite 2019 acontece entre os dias 13 a 17 de agosto na Cidade do Leite e Parque de Exposições Dario Macedo, localizado no KM 198 da PR 340 (Estrada de Castro), em Castro, no Paraná. O expediente dos expositores será das 8h às 18 horas e os portões da Cidade do Leite fecham às 20 horas. A entrada é gratuita. (Imprensa Castrolanda)

CASTROLANDA II: E o troféu vai para... Vibração dos vencedores marca noite do Troféu Agroleite

 

Expectativa, suspense, anúncio, vibração. Esse foi o tom da 18ª edição da cerimônia do Prêmio Troféu Agroleite. Na noite desta quarta-feira (14/08), às 20 horas, no Memorial da Imigração Holandesa, a Castrolanda recebeu em clima festivo os profissionais das empresas nacionais e multinacionais indicadas ao prêmio, patrocinadores do Agroleite, personalidades do setor leiteiro e autoridades. 

 

Oscar do Leite - Neste ano em que completou 18 anos, o Oscar do Leite, como é conhecida a premiação, apresentou um novo regulamento e foi disputado em 11 categorias distintas, cuja votação se deu pela internet.  São elas: Genética, Nutrição, Medicamentos, Bem-Estar, Sementes, Ordenha e Refrigeração, Máquinas e Equipamentos, Produtor de Leite, Agente Financeiro, Laticínios e Embalagens. 

 

Mais dois - Além disso, outros dois prêmios foram entregues pelo Comitê Organizador em reconhecimento a uma inovação cujo desempenho reflete um benefício consistente ao segmento, e Agroleite Honorário, a uma personalidade, evento e/ou associação pelo desempenho cujo esforço reflete a sua contribuição para a cadeia leiteira.

 

Momentos importantes - Ao dar as boas-vindas, o presidente da Castrolanda, Frans Borg, declarou que a cooperativa é a realizadora do Agroleite, mas quem faz o evento acontecer são os parceiros da cadeia produtiva do leite, que passa por momentos muito importantes. O presidente mencionou que o Brasil é praticamente autossuficiente na produção de leite e que é preciso ter uma outra visão. 

 

Abertura de mercado - “Existe a possibilidade de a China abrir mercado para o leite brasileiro e nós teremos que aprender muito sobre como sermos competitivos lá fora com nosso leite. Assim como o tema dessa edição, precisamos ter um novo olhar para termos competitividade nesse mercado globalizado, uma questão que exige nosso alerta, uma tarefa para todos nós em conjunto. O Agroleite tem essa missão, unir os elos para buscar formas de sermos mais eficientes”, frisou Borg. 

 

Novas exigências de mercado - Ao finalizar a solenidade, o CEO da Castrolanda, Thomas Domhoff, agradeceu todos que prestigiaram a cerimônia com sua presença e reforçou o alerta quanto às novas exigências do mercado. “O Tratado do Mercosul é bom para exportar, mas vai nos exigir muito, porque vai trazer muito da Europa para cá também e não podemos subestimar isso. É necessário nos prepararmos para essa concorrência, porque não vai ser fácil. Sabemos concorrer, mas temos que aprender a usar as tecnologias e melhorar a qualidade”, pontuou.

 

Vencedores - E os vencedores do Troféu são ...

 

Indicados Categoria Agente Financeiro: Banco do Brasil, Sicredi e Sicoob 

Vencedor: Sicredi

“A Sicredi Campos Gerais está muito honrada em receber mais uma vez o Troféu Agroleite. Recebemos esse troféu pela excelência do trabalho dos nossos colaboradores e satisfação dos nossos associados” - Popke Ferdinand van der Vinne, Presidente da Sicredi Campos Gerais.

 

Indicados Categoria Bem-Estar: DeLaval, Gea e Lely

Vencedor: DeLaval

“Gostaria de agradecer e dedicar esse prêmio a todos os produtores que acreditam na DeLaval e no trabalho diário realizado no campo e a todos os revendedores parceiros da DeLaval” - Adir Neto, Gerente Comercial

 

Indicados Categoria Embalagens: Plastirrico, Sig Combibloc e Tetra Pak

Vencedor: Tetra Pak

“Com grande honra represento a Tetra Pak e com muito orgulho recebemos esse troféu.  O melhor leite, com as melhores marcas, na melhor embalagem” – Marinaldo Campos, Diretor da Tetra Pak

 

Indicados Categoria Genética: ABS, Alta e Semex

Vencedor: Semex

“Satisfação enorme estar aqui novamente no Troféu Agroleite, comemorar nosso nono troféu. Agradeço de modo especial todos vocês que estão aqui presentes, que votaram na Semex seguindo um novo olhar “Semex, genética para a vida”. Obrigado a toda equipe, colaboradores da empresa, vocês são demais” - Nelson Eduardo Ziehlsdorff, Presidente da Semex Brasil

 

Indicados Categoria Laticínios: Italac, Nestlé e Xandô

Vencedor: Italac

“Não posso deixar de cumprimentar nosso amigo Frans, toda a diretoria da Castrolanda, todos os cooperados dessa grande e forte cooperativa. É uma honra para a Italac, completar cinco anos de uma parceria que a cada ano cresce muito e que queremos continuar. Se Deus quiser ano que vem estaremos aqui recebendo pelo terceiro ano consecutivo esse importante prêmio para nós. Parabéns a cooperativa pelo trabalho, pelo sucesso que tem conquistado, e atingindo sempre os seus objetivos” - Cláudio Teixeira, Presidente da Italac

 

Indicados Categoria Máquinas e Equipamentos: Casale, New Holland e Nogueira

Vencedor: New Holland

“Em nome da New Holland é um prazer enorme estar aqui. Acredito que boa parte desse prêmio se deve a nossa concessionária Tratornew. É através da mecanização agrícola que nossa sociedade se desenvolve e é uma honra para a New Holland fazer parte dessa história” - Eduardo Luís, Diretor Comercial New Holland Agriculture Mercado Brasil

 

Indicados Categoria Medicamentos: Biogénesis Bagó, MSD e Ouro Fino

Vencedor: MSD Saúde Animal

“É uma felicidade imensa receber esse prêmio na noite de hoje. Agradeço a todos os que votaram na MSD, não é uma competição fácil. Aos concorrentes Biogénesis Bagó e Ouro Fino parabéns a vocês também pela competição saudável. Obrigado a Castrolanda pela oportunidade de estar aqui hoje, contem com a MSD para um novo olhar. Agradeço a equipe da MSD Saúde Animal, que na pecuária conta com mais de 200 pessoas a campo. Parte dessa equipe está aqui hoje e esse prêmio é de vocês, principalmente os trabalham aqui na região. É um orgulho estar aqui hoje e é um orgulho dizer que trabalhamos na produção de um alimento tão rico quanto o leite. A cada cinco segundos uma criança morre no mundo vítima da desnutrição infantil. Nossa causa transcende trabalhar todos os dias e os desafios que enfrentamos na produção leiteira todos os dias, porque estamos alimentando pessoas” – Enrique Casagrande, Diretor da MSD Saúde Animal.

 

Indicados Categoria Nutrição: DSM, Nutron e Vaccinar

Vencedor: Nutron

“Parabenizo a Castrolanda que há 19 anos atrás teve coragem de partir do zero e organizar esse grande evento da cadeia produtiva do leite. Naquele momento o sonho, que nós humildemente apoiamos, e passados 19 anos vemos a consolidação do Agroleite como grande evento da pecuária brasileira. Parabéns a todo o corpo de funcionários e diretores da Castrolanda, vocês conseguiram criar um grande evento, não temos dúvidas que continuará crescendo. Agradeço aos 1200 funcionários da Nutron na América do Sul, que se reinventam todo dia para conseguir trazer inovação e ajudar na consagração da posição brasileira diante da produção de leite” - Celso do Amaral de Melo Jr., Managing Director

 

Indicados Categoria Ordenhadeira e Refrigeração: DeLaval, Gea e Ordemilk

Vencedor: GEA

“É uma honra para nós, pelo quinto ano consecutivo, receber essa grande homenagem. Acredito que cinco anos consecutivos consolidam nossa posição de mercado, nossa busca constante por inovação e melhoria contínua.  Agradeço a Castrolanda e a organização do Agroleite por esse evento que já está marcado no nosso calendário anualmente,  a todos que votaram na GEA, nossos colaboradores, e aos representantes porque sem eles não teríamos atingido mais esse objetivo”  - Sérgio Lacerda, Presidente da GEA 

 

Indicados Categoria Produtor de Leite: Agropecuária Harm, Fazenda Colorado e Fazenda Melkstad

Vencedor: Fazenda Colorado

“Fico lisonjeado com esse troféu. Agradeço a nossa equipe da Fazenda Colorado e a comissão organizadora desse evento. Muito obrigado a todos” – Antônio Carlos de Sordi Sobreiro, Produtor da Fazenda Colorado

 

Indicados Categoria Sementes: Agroceres, Dekalb e Dupont Pioneer

Vencedor: Dupont Pioneer

“Nós esperamos realmente esse prêmio todo ano, o prêmio mais importante que nós, como empresa de sementes, podemos receber. Dedico aos produtores pela confiança em plantar nossos produtos e a nossa equipe que atua na região” – Robson de Paula, Gerente Nacional Silagem Pioneer

 

Troféu Agroleite Honorário-

Homenageado: Evento Sommet de L’Élevage - França

“É uma grande surpresa que eu tenho o prazer de viver essa noite. Me lembro bem, outubro do ano passado, quando encontrei o CEO da Castrolanda e tivemos a oportunidade de falar sobre nossos eventos. Thomas me falou que o nosso salão na França era um grande salão e me propôs visitar o Agroleite e firmar essa parceria. Eu conhecia um pouco o Brasil, sabia que era um país de pecuária por excelência, e que haveria sim um interesse comum no estabelecimento dessa parceria. Gostaria de registrar que não estou nada decepcionado com tudo o que vi desde que cheguei ao Agroleite. O que mais me toca ao receber esse prêmio é saber que a Sommet de L’Élevage representa toda a pecuária francesa e europeia. Estou seguro que momentos assim permitem que reforcemos os laços necessários e fundamentais para esse nosso desafio de alimentar o mundo. Ao final quero externar toda amizade da França em relação ao Brasil, obrigado, obrigado, obrigado” - Benoit Delaloy,  Gerente Internacional da Sommet 

 

Prêmio Agroleite Inovação-

Homenageado: Cargill Nutron - Solução Reveal

 “A gente fica muito contente, uma surpresa enorme, não esperávamos. Acredito que esse prêmio se deve a uma inovação que estamos trazendo no mercado, que é um laboratório de análise de qualidade de forragem que pode ser colocado no bolso. Tecnologia que conseguimos desenvolver e torna possível, através de um aplicativo no celular, fazer análise bromatológica de algumas forragens aqui do Brasil na hora, de forma instantânea, é um laboratório na palma da mão” – Celso do Amaral de Mello Jr., Managing Director 

 

Apoiadores e patrocinadores - O Agroleite 2019 tem o apoio institucional da Prefeitura de Castro, Fundação ABC e das Associações das Raças Holandesa e Jersey. É patrocinado na cota Diamante pela Nutron, Tetra Pak, Italac, MSD Saúde Animal e Sicredi. Na cota Ouro recebe a chancela da Rações Castrolanda, DuPont Pioneer, Bayer, Select Sires, Calpar, Irrigabrasil, New Zealand Trade & Enterprise, Phibro, Coonagro, DasCoop, Caixa e Mottanet. Já na cota prata, o evento é patrocinado por All Lands, Sementes Castrolanda, Boehringer Ingelheim, Nova Frota, Toyota Barigui, Adisseo, Ceva, Nuseed- Atlântica Sementes, Elanco, PGW Sementes, BRDE, Banco do Brasil, Cescage Genética, GEA- Só Leite, Diamond V, Grupo Sentax e Cefeq Ferramentas. 

 

Iniciativa - O Troféu Agroleite é uma iniciativa da Castrolanda para a cadeia produtiva do leite. É concedido anualmente com o objetivo de homenagear e incentivar os melhores desempenhos e práticas do setor.

 

Serviço - O Agroleite 2019 acontece entre os dias 13 a 17 de agosto na Cidade do Leite e Parque de Exposições Dario Macedo, localizado no KM 198 da PR 340 (Estrada de Castro), em Castro, no Paraná. O expediente dos expositores será das 8h às 18 horas e os portões da Cidade do Leite fecham às 20 horas. A entrada é gratuita. (Imprensa Castrolanda)

 

{vsig}2019/noticias/08/15/castrolanda_II/{/vsig}

COCARI: Dia de Campo de Café difunde conhecimento e tecnologia

 

A Cocari promoveu, nesta quarta-feira (14/08), o Dia de Campo de Café, com a finalidade de difundir tecnologia e conhecimento sobre a cultura de café. Na oportunidade, mais de 200 participantes foram recepcionados na Associação Atlética Cocari, para um dia de palestras com Cezar Francisco Araujo Junior, professor doutor do Iapar; e Osvaldo Martins Rodrigues, da Emater; além de visitação pelas lavouras experimentais do Centro Tecnológico Cocari.

 

Presenças - O evento foi prestigiado pelo presidente da Cocari, Vilmar Sebold; o vice-presidente, Marcos Trintinalha; o diretor executivo, João Carlos Obici; os superintendentes Éric Heil de Araújo (Comercial), Jacy Cesar Fermino da Rocha (Logística Integrada) e João Paulo Burihan Faria (Financeiro); e o diretor conselheiro, José Carlos Rosseto. Também participaram o presidente da Câmara Municipal, Hudson Guimarães; o superintendente da Caixa Econômica Federal, Arthur Silva; e o presidente do Sindicato Rural Patronal de Mandaguari, Antonio Galera Gonçalez.  

 

Superação - Durante a abertura do evento o presidente destacou a força do cooperativismo e se lembrou da perseverança dos cafeicultores paranaenses. “Em 1975 nós passamos por uma grande dificuldade, a geada do dia 17 de julho. Com isso, nós tivemos êxodo rural, enfrentamos muitos problemas, mas, juntos, chegamos até aqui, abraçando novas oportunidades que transformaram o Paraná no que ele é hoje”, frisou. 

 

Manejo de solos - A cooperativa tem dado ênfase à importância do manejo correto e da conservação adequada do solo, para alcançar os índices desejados de produção, mantendo uma agricultura sustentável. Por esse motivo, Araujo Junior palestrou a respeito do manejo de solo para a cultura do café. Em sua fala, o professor ressaltou aspectos essenciais como a necessidade de um processo adequado de calagem, gessagem, fosfotagem, além do manejo correto de plantas invasoras. 

 

Broca-do-café - A broca-do-café é um dos problemas mais recorrentes nas propriedades cafeeiras. Pensando nisso, Rodrigues trouxe uma palestra voltada para o controle dessa praga que pode chegar a comprometer 100% de uma lavoura. O professor destacou maneiras eficientes de controlar a broca-do-café, como o uso de quebra-ventos, potencialização de controle natural, além de uma armadilha que ajuda o produtor a encontrar o momento exato para aplicar os defensivos. 

 

Festival da Coada - O Dia de Campo também foi espaço para o tradicional Festival da Coada de Café. No concurso, os participantes levaram os cafés produzidos em suas propriedades e fizeram o famoso cafezinho, que foi avaliado pelos jurados: Sérgio Luiz Zafalon, técnico agrícola gerente do escritório local da Emater; Drª Patrícia Helena Santoro, pesquisadora da área de Fitotecnia do Iapar; e Dr. Dalton Shiguer Ito, pesquisador da área de Proteção de Plantas do Iapar. 

 

Vencedores - Os vencedores foram:

1º lugar: João Narciso Cedran

2º lugar: Maria Alice Penachio Rosseto

3º lugar: Onilda Rosseto

 

Visitação - A parte da tarde foi reservada para que cooperados e técnicos visitassem as parcelas de variedades de café preparadas pelo Departamento Técnico no Centro Tecnológico Cocari. Além disso, os visitantes foram divididos em grupos e puderam conhecer produtos de empresas parceiras, de defensivos a maquinários agrícolas, aproveitando para planejar a próxima safra. (Imprensa Cocari)

 

{vsig}2019/noticias/08/15/cocari/{/vsig}

SICOOB OURO VERDE: Agência digital apresenta resultados significativos

 

sicoob ouro verde 15 08 2019A agência digital do Sicoob Ouro Verde está completando um ano e meio de funcionamento. A iniciativa, inédita em seu lançamento, hoje já é modelo para outras singulares que integram o sistema Sicoob Unicoob.

 

Cooperados - Atualmente, a agência já soma mais de cinco mil cooperados em sua base, em sua maioria, servidores públicos estaduais, federais e municipais. Empresas privadas também são alvo das ações de comercialização de produtos e serviços realizadas através de canais diferenciados e dinâmicos, que complementam o trabalho desenvolvido nas agências, inclusive em cidades onde a cooperativa não tem pontos físicos.

 

Canais disponíveis - Entre os canais disponíveis, estão a linha 0800 e um número de WhatsApp exclusivo para atendimento.  Além disso, a singular também conta com três unidades do Sicoob Móvel, veículos adaptados que funcionam como agência itinerante e visitam diversos municípios da área de atuação do Sicoob Ouro Verde, fomentando a economia local e levando os diferenciais do sistema cooperativo.

 

Volume de negócios - Outro número importante é o volume de negócios. A agência digital iniciou suas operações com R$ 30 milhões e hoje, celebra a marca de R$ 130 milhões. Resultado que, segundo a gerente responsável pela unidade, Nadiane Maria Fernandes, só é possível devido ao engajamento da equipe, que se esforça muito para o cumprimento das metas e dos desafios propostos.

 

Equipe unida - "A equipe, que passou de oito para 21 pessoas desde nossa inauguração, é muito unida e isso tem se mostrado um diferencial. Todos acompanham número a número nosso desempenho, se apoiam para o alcance dos objetivos e vibram juntos com nosso crescimento", explica.

 

Principais produtos e serviços - Os principais produtos e serviços comercializados pela agência digital são abertura de conta, seguros, consórcio, crédito consignado, portabilidade de crédito e salarial. Todos sempre com foco no apoio ao cooperado, ou seja, com negociações justas e taxas especiais que possibilitam seu desenvolvimento e consequente fidelização. (Imprensa Sicoob Unicoob)

SICREDI FRONTEIRAS: Ciclo de palestras é promovido com consultor de empresas Marcos Pulga

 

A Sicredi Fronteiras PR/SC/SP realizou, de 22 a 25 de julho, palestras com o conferencista motivacional e consultor de empresas Marcos Pulga, nas cidades paranaenses de Santo Antonio do Sudoeste, Planalto, Pranchita e Capanema.

 

Tema - Com o tema: “Qualidade no atendimento como potencial competitivo” e com início às 19h, todas as palestras tiveram a média de 200 participantes, que puderam ouvir exemplos e vivências do conferencista e debater sobre os diferenciais necessários para que as empresas se destaquem em seus respectivos ramos. 

 

Parceria - A cooperativa realizou uma parceria com as Associações Comerciais de todas essas cidades, sendo que, em Santo Antonio do Sudoeste, Planalto e Capanema a palestra foi incorporada à Semana Empresarial, visto que muitas empresas juntamente com seus respectivos colaboradores estavam participando. 

 

Receptividade - De acordo com Marcos Pulga, a palestra foi muito bem recebida pelo público presente. “O que observou-se no geral é que os participantes gostaram muito, e puderam compreender de uma forma divertida e prática, as diferentes formas de atendimento e o quanto é importante um bom atendimento para o crescimento das empresas.”

 

Maestria - Afirmação que vai ao encontro do depoimento de Djeniffer Weiller, Agente de Ponto de Atendimento do Sebrae/PR: “Marcos Pulga veio para mudar o cenário daquelas palestras chatas e longas. Nos trouxe muitos momentos de descontração, participação, diversos sorrisos e reflexão, conduziu a sua noite com maestria e todos nós ficamos encantados”. 

 

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos mais de 4 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.700 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br. (Imprensa Sicredi

 

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

 

{vsig}2019/noticias/08/15/sicredi_fronteiras/{/vsig}

SICREDI UNIÃO PR/SP: Associado da agência de Japurá ganha R$ 50 mil em campanha

 

sicredi uniao 15 08 2019O aposentado Benedito Jerônimo Marques, morador de São Tomé (PR) e associado da Sicredi União PR/SP, por meio da agência de Japurá, ganhou R$ 50 mil. Ele foi contemplado na campanha Poupança Premiada e recebeu o cheque na semana passada.

 

Confiança - Poupador há mais de 30 anos, Marques vai manter o dinheiro do prêmio aplicado na poupança. Foi a primeira vez que ele foi contemplado em um sorteio. “Tenho grande confiança na cooperativa. Fiquei muito feliz, é claro”, conta ele.

 

Único ganhador - Marques não foi o único ganhador. Desde que a campanha teve início 36 associados foram contemplados, sendo 34 com prêmios de R$ 2 mil e dois, incluindo o aposentado, ganharam R$ 50 mil.

 

A campanha - Organizada pelo quarto ano pela Central Sicredi PR/SP/RJ, a campanha Poupança Premiada foi iniciada em abril. A campanha segue até 14 de dezembro e distribuirá o total de R$ 1,5 milhão em prêmios, sendo dez sorteios semanais de R$ 2 mil e um sorteio mensal no valor de R$ 50 mil. Na primeira semana de dezembro, quando a campanha estará na reta final, as chances de ganhar serão triplicadas com 30 sorteios de R$ 2 mil. Depois, haverá o último sorteio para o grande prêmio de R$ 500 mil.

 

Número da sorte - Funciona assim: a cada R$ 100 aplicados na poupança Sicredi é gerado automaticamente um número da sorte para concorrer aos sorteios, realizados pela Loteria Federal. Ao fazer uma poupança programada, o poupador recebe números em dobro. Podem participar pessoas físicas e jurídicas nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, associados ou não.

 

Mais informações - Para mais informações, verificar números da sorte, datas de sorteios e vencedores, basta acessar o site www.sicredi.com.br/promocao/vempoupareganhar ou procurar uma das agências da Sicredi União PR/SP. (Imprensa Sicredi União PR/SP)

AGRONEGÓCIO: Vendas externas em julho somam US$ 9,2 bilhões

 

agronegocio 15 08 2019As exportações do agronegócio somaram, em julho, US$ 9,2 bilhões (-3,4% em relação a julho/2018), enquanto as importações do setor foram de US$ 1,17 bilhão (-7,1%). Como resultado, o saldo da balança comercial alcançou quase US$ 8 bilhões. A principal causa da queda nas vendas externas do setor foi a retração nos preços das commodities exportadas pelo Brasil, principalmente, a soja em grão.

 

Redução do valor - De acordo com a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a redução do valor exportado do grão foi o principal fator responsável pelo recuo das vendas externas do agronegócio em julho. As exportações totais do agronegócio caíram US$ 323 milhões e a queda da soja em grão foi de US$ 1,29 bilhão.

 

Milho bate recorde - O milho apresentou recorde de exportação em valor e quantidade para o mês de julho, compensando em parte a queda das vendas de soja. Foram embarcadas US$ 1,13 bilhão, representando 6,32 milhões de toneladas. O Japão, principal destino do milho brasileiro no período, foi o país que mais contribuiu para o crescimento das vendas do setor, com mais de US$ 217 milhões em crescimento. A Coreia do Sul também se destacou, com quase US$ 119 milhões a mais em relação ao mesmo mês em 2018.

 

Outros produtos - Outros produtos que apresentaram desempenho favorável para o mês de julho foram o café verde (79,5% em divisas e 127% em volume) e o algodão (362% em divisas e 440% em volume). (Mapa)

 

Confira a nota e o resumo da Balança Comercial do Agronegócio

Confira o Agrostat - Sistema de Estatísticas de Comercio Exterior do Agronegócio Brasileiro

CÂMARA: Plenário conclui votação de MP da Liberdade Econômica; texto vai ao Senado

 

camara 15 08 2019O Plenário da Câmara dos Deputados concluiu nesta quarta-feira (14/08) a votação da Medida Provisória 881/19, que estabelece garantias para a atividade econômica de livre mercado, impõe restrições ao poder regulatório do Estado, cria direitos de liberdade econômica e regula a atuação do Fisco federal. A matéria será analisada ainda pelo Senado.

 

Sem encargos adicionais - Se observadas normas de proteção ao meio ambiente, condominiais, de vizinhança e leis trabalhistas, qualquer atividade econômica poderá ser exercida em qualquer horário ou dia da semana, inclusive feriados, sem cobranças ou encargos adicionais.

 

Licença prévia - Quanto à regra de dispensa de qualquer licença prévia para liberar atividade de baixo risco, o texto aprovado muda a MP original acabando com a exclusividade para o caso de sustento próprio ou da família para estender a todo empreendimento de baixo risco, a ser definido por estados e municípios.

 

Outros - Para viabilizar a votação da matéria, o relator da MP, deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), desistiu de diversos outros assuntos incluídos por ele no texto, desde taxas de conselhos de Farmácia até isenção de multas por descumprimento de tabela de frete rodoviário.

 

Não aplicável - As novas regras da lei não serão aplicáveis ao direito tributário e ao direito financeiro, exceto em relação ao prazo para resposta a pedidos perante o poder público.

 

Trabalho aos domingos - O ponto que mais causou polêmica entre os deputados é o fim das restrições de trabalho aos domingos e feriados, assim como do pagamento em dobro do tempo trabalhado nesses dias se a folga for determinada para outro dia da semana.

 

Destaques - A oposição apresentou destaques tentando manter as regras atuais da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT – Decreto-Lei 5.452/43), mas todos foram rejeitados.

 

Todos - A regra usada para o comércio, de folga no domingo a cada três semanas mediante convenção coletiva, passa a valer para todos, mas agora a cada quatro semanas e sem aval do sindicato.

 

Rodízio - Também não precisará mais haver escala de rodízio para o trabalho aos domingos e fica revogada a proibição de trabalho dos bancários aos sábados.

 

Carteira digital - Outra mudança em regras trabalhistas introduzida pelo relator da MP, deputado Jerônimo Goergen, é a criação da carteira de trabalho digital, com todos os registros sendo efetuados no sistema informatizado do documento. Bastará ao trabalhador informar o CPF para o empregador realizar os registros devidos, aos quais o empregado deverá ter acesso em 48 horas.

 

Quadro de horários - O texto acaba ainda com a exigência de afixação em local visível do quadro de horários dos trabalhadores. O registro de entrada e saída, por sua vez, será exigido somente de empresa com mais de 20 funcionários. Atualmente, vale para as empresas com mais de 10 empregados.

 

Desconsideração - No Código Civil (Lei 10.406/02), uma das principais mudanças feitas pela MP proíbe o arresto de bens dos sócios de empresa que tenha dívidas.

 

Situações - Atualmente, o código permite a chamada desconsideração da personalidade jurídica nos casos de desvio de finalidade ou de confusão patrimonial. A MP define o que são essas situações.

 

Desvio - O desvio será assim considerado quando a empresa foi usada para lesar credores ou praticar atos ilícitos. Já a confusão patrimonial é caracterizada como a ausência de separação de fato do patrimônio da empresa do dos sócios.

 

Mesmo grupo - Empresas do mesmo grupo empresarial não podem ter seus recursos usados quando da desconsideração da personalidade jurídica da associada.

 

Retiradas - Assim, retiradas dos sócios a título de ressarcimento para o fechamento da empresa não poderiam ser consideradas manipulação fraudulenta para não pagar dívidas. E uma empresa do mesmo grupo não arcará com as dívidas de outra empresa.

 

Proteção - O texto protege ainda o patrimônio do titular das empresas individuais de responsabilidade limitada (Eireli) na liquidação de dívidas da empresa em qualquer situação, exceto fraude. 

 

Outros temas - A MP 881/19 trata originalmente de outros temas, como a formalização da extinção do Fundo Soberano do Brasil (FSB), criado em 2008 como uma espécie de poupança para tempos de crise e cujo saldo já estava zerado desde a MP 830/18.

 

Revogações - Entre as revogações realizadas, destaca-se a da Lei Delegada 4/62, que permite ao Estado intervir na economia para garantir a venda de bens ao consumidor (em situações de desabastecimento, por exemplo).

 

Reciprocidades - Também foi revogado dispositivo legal que exigia o uso do princípio da reciprocidade para a instalação de empresas estrangeiras de seguro no País, inclusive quanto a vedações e restrições.

 

Direitos do empreendedor - A MP enumera vários direitos do empreendedor, seja empresa ou pessoa física. Entre eles, destacam-se:

- definição livre de preço;

- direito de desenvolver, executar, operar ou comercializar novas modalidades de produtos e de serviços quando as normas infralegais se tornarem desatualizadas por força de desenvolvimento tecnológico consolidado internacionalmente;

- testar e oferecer, gratuitamente ou não, um novo produto ou serviço para um grupo restrito de pessoas capazes, após livre e claro consentimento, sem requerimento ou ato público de liberação da atividade econômica, exceto em lei federal.

 

Mercados não regulados - A liberdade de praticar qualquer preço se restringe a mercados não regulados e não se aplica às situações em que o preço de produtos e de serviços seja utilizado com a finalidade de reduzir o valor de tributo, de postergar a sua arrecadação ou de remeter lucros em forma de custos ao exterior. Também não valerá para confrontar a legislação da defesa da concorrência, os direitos do consumidor e as situações previstas em lei federal.

 

Retirada - Entretanto, o relator da MP, deputado Jerônimo Goergen, retirou do texto a exceção a essa liberdade quando o município tiver situação de emergência ou calamidade pública reconhecida pelo governo federal. (Agência Câmara)

 

SENADO: Reforma do Código Comercial deve ser analisada em Plenário na próxima semana

 

senado 15 08 2019O projeto do novo Código Comercial deve ser incluído na pauta do Plenário da próxima semana. O anúncio foi feito na terça-feira (13/08) pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre, durante a sessão deliberativa.

 

Áreas - Elaborado por um grupo de juristas e apresentado pelo então presidente da Casa, senador Renan Calheiros (MDB-AL), o PLS 487/2013 disciplina a organização e a exploração de empresas nas áreas de direito societário, contratual, cambial e comercial marítimo.

 

Inovações - O texto traz inovações como a figura do empresário individual, que poderá se inscrever no Registro Público por meio eletrônico. Ele deve exercer a atividade em regime fiduciário: no caso de falência, o patrimônio pessoal não pode ser usado para pagar dívidas da atividade empresarial.

 

Texto - O texto, que tem quase mil artigos, trata de temas como concorrência desleal, concorrência parasitária, comércio eletrônico, tipos de sociedade, registro contábil, processo empresarial, falência, operações societárias, contratos empresariais e comércio marítimo.

 

Última versão - A última versão aprovada é o relatório do ex-senador Pedro Chaves, votado em dezembro de 2018 pela comissão temporária para reforma do Código Comercial.(Agência Senado)

ECONOMIA: Indicadores da FGV apontam evolução positiva da economia

 

economia 15 08 2019O Indicador Antecedente Composto da Economia Brasileira (IACE), divulgado nesta quarta-feira (14/08) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV), subiu 0,5% em julho, somando 117,6 pontos. O indicador é publicado em parceria pela FGV e o ‘The Conference Board’ (TCB), laboratório de ideias fundado em 1916 que produz reflexões confiáveis sobre o futuro.

 

Contribuição positiva - Das oito séries componentes do IACE, seis contribuíram de maneira positiva para a evolução do índice no mês, com destaque para o Índice de Expectativas do Setor de Serviços, que cresceu 2,7%. O IACE para o Brasil foi lançado em julho de 2013 pelo Ibre-FGV e pelo ‘The Conference Board’. e permite uma comparação direta dos ciclos econômicos do Brasil com os de outros 11 países e regiões já cobertos pelo TCB, que são China, Estados Unidos, Zona do Euro, Austrália, França, Alemanha, Japão, México, Coreia, Espanha e Reino Unido.

 

ICCE - O Indicador Coincidente Composto da Economia Brasileira (ICCE), que mede as condições Indicadores da FGV apontam econômicas atuais, subiu 0,2%, para 102,9 pontos, no mesmo período. Desde o fim dos efeitos da greve dos caminhoneiros, em julho do ano passado, o indicador tem oscilado numa faixa entre 102,6 e 102,9 pontos.

 

Continuidade - Na avaliação do economista Paulo Picchetti do Ibre-FGV, “a ligeira elevação do ICCE em julho demonstra a continuidade da tendência de crescimento moderado do nível de atividade”. Esclareceu ainda que o “aumento um pouco mais expressivo do IACE no mês já incorpora algum efeito da perspectiva de aprovação de reformas estruturais na economia, por meio de seus componentes de expectativas”.(Agência Brasil)

IBGE: Um em cada quatro desempregados procura trabalho há pelo menos 2 anos

ibge 15 08 2019Um contingente de 3,35 milhões de desempregados no país procura trabalho há pelo menos dois anos. Isso equivale a 26,2% (ou cerca de uma em cada quatro) pessoas no total de desocupados no Brasil. Os números do segundo trimestre deste ano são recorde desde o início da série histórica da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), em 2012.

2018 - Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (15/08) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo os números, no segundo trimestre de 2018 o contingente de desempregados procurando trabalho há no mínimo dois anos tinha menos 196 mil pessoas, ou seja, era de 3,15 milhões.

2015 - No segundo trimestre de 2015, o total era de 1,43 milhão de pessoas, ou seja, menos da metade do segundo trimestre deste ano.

Proporção menor - “A proporção de pessoas à procura de trabalho em períodos mais curtos está diminuindo, mas tem crescido nos mais longos. Parte delas pode ter conseguido emprego, mas outra aumentou seu tempo de procura para os dois anos”, avalia a analista da PNAD Contínua Adriana Beringuy.

Recuo - No segundo trimestre, a taxa de desemprego do país recuou para 12%, percentual inferior aos 12,7% do primeiro trimestre deste ano e aos 12,4% do segundo trimestre de 2018.

Unidades da Federação - A taxa caiu em dez das 27 unidades da Federação na passagem do primeiro para o segundo trimestre deste ano, segundo os dados divulgados nessa quinta-feira. As maiores quedas ocorreram no Acre, de 18% para 13,6%, Amapá, de 20,2% para 16,9%, e em Rondônia, de 8,9% para 6,7%. Nas outras 17 unidades da Federação, a taxa se manteve.

Comparação - Na comparação com o segundo trimestre de 2018, a taxa subiu em duas unidades, Roraima (de 11,2% para 14,9%) e Distrito Federal (de 12,2% para 13,7%), e caiu em três: Amapá (de 21,3% para 16,9%), Alagoas (de 17,3% para 14,6%) e Minas Gerais (de 10,8% para 9,6%). Nas demais unidades, a taxa ficou estável. (Agência Brasil)

 

SAÚDE: Informe semanal confirma mais uma morte por gripe no Estado

 

saude 15 08 2019O Informe Semanal da Influenza divulgado pela Secretaria da Saúde do Paraná nesta quarta-feira (14/08) confirma mais um óbito pela doença no Estado, no município de Astorga, pertencente à Regional de Saúde de Maringá. O boletim totaliza 95 mortes confirmadas desde o início de janeiro até esta terça-feira (13/08).

 

Casos confirmados - O monitoramento da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por Influenza aponta 510 casos confirmados, 11 a mais desde o último informe, na semana passada. Os novos casos foram registrados nos municípios de Almirante Tamandaré (1), Astorga (1), Curitiba (2), Curiúva (1), Lapa (1), Maringá (2), Paranaguá (1), Piraí do Sul (1) e Umuarama (1).

 

Nove municípios - Segundo a Divisão de Doenças Transmissíveis da secretaria, três dos nove municípios com novos casos ainda não tinham nenhuma confirmação da doença, o que indica que as medidas de prevenção devem ser reforçadas em todo o Estado.

 

Cuidados - Medidas simples podem prevenir a contaminação, como higienização das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento; cobrir nariz e boca ao espirrar ou tossir; evitar tocar os olhos, nariz e boca; não compartilhar objetos de uso pessoal; manter os ambientes bem arejados; evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença; evitar aglomerações e ambientes fechados; adotar hábitos saudáveis como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

 

Orientação - “Embora a maioria dos casos geralmente envolva idosos e pessoas portadoras de outras doenças, vale ressaltar que ninguém deve deixar de realizar as medidas preventivas, tendo ou não sido vacinado, e caso apresente os sintomas, indicamos que procure uma unidade básica de saúde para iniciar tratamento, de preferência nas primeiras 48 horas”, orienta o chefe da divisão, Renato Lopes.

 

Sintomas - A população deve ficar alerta ao aparecimento súbito de calafrios, mal-estar, cefaleia (dor de cabeça), mialgia (dores musculares), dor de garganta, prostração, tosse seca, diarreia, vômito, fadiga e rouquidão, entre outros. (Agência de Notícias do Paraná)


Versão para impressão


RODAPE