Imprimir
CABECALHO

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 4491 | 10 de Janeiro de 2019

SAFRA: Produção de grãos deve subir mais de 4%, diz Conab

 

safra 10 01 2019A produção de grãos no ciclo 2018/2019 deverá atingir 237,3 milhões de toneladas no Brasil, alta de 9,5 milhões de toneladas em relação à temporada anterior, o que representa um aumento de 4,2%. Os dados fazem parte do quarto levantamento divulgado nesta quinta-feira (10/01) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Já a área plantada está prevista em 62,5 milhões de hectares, um aumento de 1,2%, em relação com a safra 2017/2018.

 

Soja - Entre os destaques do estudo estão a soja, com projeção de crescimento de 1,7% na área de plantio e redução de 0,4% na produção, atingindo 118,8 milhões de toneladas.

 

Milho - No caso do milho primeira safra, que teve aumento de 0,4% na área a ser cultivada que deve resultar em uma produção de 27,5 milhões de toneladas . Com este desempenho, a expectativa é que o produto tenha um desempenho 12,9% superior à obtida em 2017/2018, registrando uma produção de 91,2 milhões de toneladas, quando somadas as duas safras do grão.

 

Algodão - O algodão também é destaque na produção brasileira, com uma concentração do plantio em janeiro e um crescimento superior a 25,3% na área e 20,3% na produção.

 

Arroz - Por outro lado, o arroz deve ter uma colheita 7,1% menor que a safra passada, ficando em 11,2 milhões de t, e o feijão primeira safra também apresenta uma queda de 7,7% na área em relação à safra passada e produção estimada em 1,1 milhão de toneladas. (Canal Rural/Conab/Foto:Embrapa/Ronaldo Ronan Rufino)

 

SUSTENTABILIDADE: Representantes da Ocepar se reúnem com o novo secretário de Meio Ambiente

 

sustentabilidade 10 01 2019Representantes do Sistema Ocepar reuniram-se, na manhã desta quarta-feira (09/01), com o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná (Sema), Marcio Nunes. Na pauta do encontro, as demandas do setor cooperativista em temas de sustentabilidade e licenciamento ambiental. Participaram da reunião o superintendente da Ocepar, Robson Mafioletti, o coordenador técnico Silvio Krinski, o analista técnico Moisés Knaut Tokarski, além de membros da equipe de trabalho da Sema. Nunes recebeu um documento com os pleitos das cooperativas paranaenses. 

 

Diálogo - Segundo o superintendente, a reunião foi importante para o intercâmbio de informações entre a Ocepar e a Sema, abrindo um canal de diálogo que deverá ser contínuo ao longo desta nova gestão do governo estadual. “Convidamos o secretário para participar do próximo Fórum de Meio Ambiente da Ocepar e ele demonstrou interesse em aprofundar as discussões, agora no âmbito dos profissionais e técnicos das cooperativas. O encontro foi muito positivo e podemos avançar na viabilização das demandas do setor”, afirmou. 

 

Fóruns - De acordo com Mafioletti, a Ocepar organiza os fóruns de profissionais do setor ambiental, para discutir temas como legislação, sustentabilidade e atualizar conhecimentos gerais em gestão ambiental. Dentro desta dinâmica, foi realizado levantamento com os principais entraves encontrados no setor ambiental para as cooperativas no ano de 2018, sendo que 74% destes entraves são correlatos ao licenciamento ambiental. 

 

Entraves - “Os cooperativistas do Paraná são grandes demandantes de serviços prestados pelo governo e seus órgãos de atuação – Sema, IAP, Águas Paraná, entre outros. Anualmente, o setor solicita cerca de 7 mil pedidos de licenciamento ambiental, nas mais diversas atividades. Acredito que os entraves existentes podem ser contornados, pois prejudicam a concretização de investimentos importantes para o desenvolvimento econômico e social do estado”, concluiu.

 

COOPAVEL: Dirigentes da cooperativa apresentam programação do Show Rural ao secretário da Agricultura

 

O secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, reuniu-se nesta quarta-feira (09/01) com dirigentes da Coopavel, que está promovendo o 31º Show Rural 2019, o maior evento de tecnologia direcionado ao Agronegócio, no Paraná. O diretor da Coopavel, Rogério Rizzard, apresentou ao secretário os temas que estarão presentes este ano, que terá como principal novidade o Show Rural Digital. Ortigara destacou que o Instituto Emater estará presente com um espaço onde apresenta todas as técnicas e orientações agropecuárias exploradas no Estado e a ideia é promover cada vez mais a participação dos técnicos em assuntos da inovação. 

 

Colégios agrícolas - O secretário pretende, ainda, desafiar a participação dos colégios agrícolas paranaenses para que acompanhem a evolução tecnológica no setor do Agronegócio. A feira será em Cascavel, de 4 a 8 de fevereiro, com a expectativa de atrair 300 mil pessoas, a maioria produtores rurais em busca de inovações em suas propriedades. Outra novidade será a participação de empresas de energia alternativa, de olho na expansão desse setor no meio rural. 

 

Digital - O Show Rural Digital, cujo tema principal será “Nós somos a Mudança”, já nasce com a participação de 100 empresas startups ligadas ao setor do Agronegócio que vão apresentar o que existe de mais moderno e inovador para auxiliar o produtor e a propriedade rural. As empresas serão reunidas num espaço de 2.800 metros quadrados, onde vai acontecer também o hackathon, que visa atrair os jovens, filhos de agricultores. A ideia é envolver os jovens para prepará-los para atuar no mundo do Agronegócio. No evento de tecnologia, 10 equipes vão apresentar soluções para os desafios do Agronegócio. A equipe vencedora vai ganhar uma viagem ao Vale do Silício, nos Estados Unidos. 

 

Objetivo - Segundo Rizzardi, o objetivo este ano é ajudar a pensar como será a agricultura amanhã. “Essas empresas já estão pensando nisso e estão preparadas para atender essa agricultura e dar respostas ao campo”, afirmou. A Ocepar fará o Fórum de Profissionais de TI 2019, que contará com a presença de grandes nomes e personalidades da área da inovação. Entre eles o presidente da HPE (Hewlett Packard Enterprise) Brasil, Ricardo Brognoli; o country manager da Aruba no Brasil, Eduardo Gonçalves, e o CEO e fundador da Totvs, Laércio José de Lucena Cosentino. Outras empresas de tecnologia também confirmaram presença como Microsoft, Cisco, PTI de Itaipu, Coca-Cola, Sebrae e Labs do Banco do Brasil, entre outras. 

 

Inovação - Segundo o coordenador do Show Rural Digital, José Rodrigues da Costa Neto, as empresas vão apresentar projetos de inovação e tecnologias para o Agronegócio, uma das cadeias produtivas que mais cresce e promove transformações no Brasil e no mundo. “O objetivo nesse ambiente será estimular novos negócios, disseminar experiências inovadoras e criar ideias para a agropecuária do amanhã”, destaca.

 

Participantes - Estarão participando também empresas e setores representantes da Agricultura, Avicultura, Pecuária e Suinocultura, Instituições Financeiras, Máquinas, Meio Ambiente, Veículos, Instituições e Pesquisas. Também estarão representados os setores de Apicultura, Ervas Medicinais, Fruticultura, Indústria Caseira, Olericultura, Ovinocultura, Piscicultura, entre outras. O evento é destinado a produtores rurais, agropecuaristas, CEOs, profissionais de Tecnologia de Informação e Design, criadores de startups, empresários das áreas de tecnologia e inovação, engenheiros, jovens agricultores e pecuaristas, investidores, diretores de grandes empresas do agronegócio e estudantes de cursos ligados à tecnologia e à agropecuária. “Todos terão a chance de trocar informações, fazer e prospectar negócios e fortalecer suas redes de contatos”, afirma Neto. (Agência Estadual de Notícias)

 

{vsig}2019/noticias/01/10/coopavel/{/vsig}

COOPAVEL II: Grandes executivos de empresas de TI do Brasil virão ao Show Rural Digital

 

coopavel II 10 01 2019Alguns dos executivos mais importantes de empresas de TI e de inovação do Brasil vão estar em Cascavel no início de fevereiro. Eles vêm participar do Show Rural Digital, uma das maiores atrações da 31ª edição do Show Rural Coopavel, agendado para o período de 4 a 8 de fevereiro de 2019. O Show Rural Digital trará à cidade nomes como Ricardo Brognoli, presidente da HPE (Hewlett Packard Enterprise), Eduardo Gonçalves, country manager da Aruba no Brasil e Laércio José de Lucena Cosentino, fundador da Totvs. “São personalidades de grande influência no segmento das empresas de tecnologia que, ao lado de outros igualmente importantes, virão para abrilhantar o Show Rural Digital”, diz o presidente do Conselho de Administração da Coopavel, Dilvo Grolli.

 

Tecnologia - Em sua primeira edição, o evento contará com a presença de dezenas de empresas que contribuem para uma revolução tecnológica de grande impacto. Estarão na cidade nomes como Microsoft, HP, Cisco, Itaipu, Coca Cola e Fiep. “A finalidade em um ambiente especialmente preparado será estimular novos negócios, disseminar experiências inovadoras e criar ideias para a agropecuária do amanhã”, diz o coordenador do SRD José Rodrigues da Costa Neto.

 

Hackathon - O Show Rural Digital vai ser realizado em um espaço de 2,8 mil metros quadrados. Ali estarão expositores, startups e ambientes para palestras, apresentações e hackathon (maratona tecnológica que buscará soluções a problemas associados a empresas do agronegócio). O hackathon é organizado em parceria pela mentoria da Coopavel com o Acic Labs (aceleradora de tecnologia da Associação Comercial e Industrial de Cascavel), Sebrae, Fiep, Fundetec, Senai, Iguassu Valley e Sindicato Rural. (Assessoria de Imprensa Coopavel)

 

INTEGRADA: Nossa Água já inicia os trabalhos de proteção de nascentes nas áreas dos cooperados

 

A Cooperativa Integrada iniciou o ano já com foco na sustentabilidade de seu negócio. O programa Nossa Água começou 2019 com ações voltadas para recuperação de nascentes nos municípios de Arapongas e Cambará. A ação contou com o apoio e participação do Corpo Técnico da Integrada, do Núcleo Feminino, dos cooperados, e do diretor-secretário da cooperativa, Sérgio Otaguiri. De acordo com dados do departamento de sustentabilidade da cooperativa, foram realizadas nesses primeiros dias do ano mais de 7 proteções de nascente. A ação possibilita levar água de qualidade as propriedades rurais e garante melhores condições de potabilidade da água nas propriedades.


Preservação - A analista socioambiental da Integrada, Kamila Savioli, explica que a proteção de nascentes por meio da adoção do sistema solo cimento garante a manutenção da quantidade e qualidade da água na propriedade. “A ação preserva a nascente mesmo em tempos de seca”, observa Kamila. O produtor Richardson Cabral, de Arapongas (PR), tem várias nascentes em sua propriedade e já começou a protegê-las com a ajuda da Integrada. O objetivo do produtor é preservar todas as nascentes de sua área que tem ao todo 80 alqueires. “É um trabalho simples com um valor imensurável”, destaca o cooperado. (Assessoria de Imprensa Integrada)

 

{vsig}2019/noticias/01/10/integrada/{/vsig}

MARKETING: Sicredi amplia investimentos no futebol

 

Presente em 22 estados brasileiros e no Distrito Federal, o Sicredi aumentou o investimento no futebol, com a renovação do patrocínio da Copa São Paulo de Futebol Júnior e dos campeonatos estaduais em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Paraná. Em 2019, a marca da instituição financeira cooperativa vai estar ainda mais presente nos estádios e nas transmissões dos jogos. Outra novidade é o patrocínio da série A2 do Campeonato Paulista, chave de acesso à principal liga do Estado e do País. Além dos torneios, o Sicredi apoia alguns clubes nesses três estados, entre eles o Operário Ferroviário, de Ponta Grossa (PR), que garantiu acesso à Série B do Campeonato Brasileiro em 2018, e a Portuguesa Santista (SP).

 

Coletividade - De acordo com o gerente de marketing da Central Sicredi PR/SP/RJ, Rogério Leal, a instituição financeira cooperativa vem investindo no esporte pelo poder da coletividade, que também é visível no modelo de negócio das cooperativas de crédito. "Assim como um time de futebol, o Sicredi acredita na força do jogo coletivo, no poder de uma instituição onde todos associados jogam juntos e conseguem alcançar seus objetivos. As cooperativas, como é o caso do Sicredi, são instituições em que a força do coletivo se sobressai sobre ao individualismo. Além disso, o esporte é a verdadeira paixão nacional, e associar a marca a esta atividade com tanta audiência e engajamento, ajuda em nosso posicionamento e aumento de recall de imagem”, destaca. Além dos clubes e dos campeonatos futebolísticos, a instituição financeira cooperativa patrocina outras equipes e torneios no vôlei, basquete, futsal e outros esportes. (Sicredi)

RAMO AGROPECUÁRIO: Cooperativas entregam demandas ao Ministério da Agricultura

 

ramo agropecuario 10 01 2019As demandas das cooperativas agropecuárias foram a pauta da reunião entre o presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, e o secretário executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Marcos Montes, realizada nesta quarta-feira (09/01), em Brasília. A gerente geral da OCB, Tânia Zanella, também participou da audiência que discutiu, dentre outros assuntos, aspectos do crédito e seguro rural e, ainda, da política de preços mínimos do transporte rodoviário de cargas. Para Márcio Freitas a reunião foi bastante proveitosa. “O secretário Marcos Montes já conhece bem a pauta do cooperativismo e, por isso, se comprometeu em analisar os pedidos das cooperativas e em atendê-los na medida do possível”, avalia o presidente do Sistema OCB.

 

Crédito e seguro rural - A respeito do crédito e do seguro rural, a liderança cooperativista destacou como prioridades a classificação dos produtores rurais nos Programas Pronaf, Pronamp e demais para contratação de recursos do crédito rural; o direcionamento dos recursos livres em detrimento ao tradicional direcionamento de recursos controlados, provocando a escassez de oferta de crédito rural, a partir de dezembro de 2018; e, ainda, a garantia de recurso orçamentário adequado e previsibilidade no cronograma de liberação do Programa de Subvenção do Prêmio do Seguro Rural (PSR).

 

Transporte - Com relação à política de preços mínimos do transporte rodoviário de cargas, o presidente do Sistema OCB explicou que a proposta do cooperativismo é priorizar a solução da atual situação da tabela de frete, inclusive a questão de sua possível inconstitucionalidade, em discussão perante o Supremo Tribunal Federal. “Enquanto a definição judicial não ocorre, é indispensável e urgente a correção por parte da ANTT das distorções do atual tabelamento, sendo necessária a divulgação de um piso mais condizente com a realidade dos tomadores de serviços logísticos, sem prejuízo aos transportadores de cargas do país”, explica a liderança. 

 

Outros assuntos - Márcio Freitas também aproveitou a audiência para falar sobre assuntos como o Cadastro Nacional da Agricultura Familiar, o Selo Combustível Social, a DAP Jurídica para cooperativas centrais, bem como seus prazos de validade, limite individual por produtor associado a cooperativa para acesso aos recursos do Pronaf Agroindústria Custeio, melhoria de normas e procedimentos de inspeção e clareza no entendimento das normas estrangeiras para produtos de origem animal, manutenção do programa Mais Leite Saudável e outros. (Sistema OCB)

 


Versão para impressão


RODAPE