Imprimir
CABECALHO

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 4446 | 31 de Outubro de 2018

POLÍTICA: Jair Bolsonaro vai criar superministério da Economia

 

 politica 31 10 2018Os ministérios da Agricultura e Meio Ambiente serão fundidos no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), assim como as pastas da Fazenda, do Planejamento e da Indústria e Comércio - formando este último o superministério da Economia. A decisão foi anunciada nesta terça-feira (30/10), após reunião na casa do empresário Paulo Marinho, no Rio de Janeiro.

 

Confirmação - O coordenador de economia da campanha de Bolsonaro, Paulo Guedes, apontado como futuro ministro da Economia, confirmou a criação do superministério, enquanto o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), indicado para Casa Civil, reiterou sobre a fusão do Meio Ambiente com a Agricultura.

 

Transição - Guedes e Onyx conversaram com os jornalistas após reunião, onde trataram sobre a formatação do governo e o início dos trabalhos da transição. Nesta quarta-feira (31/10),  Onyx deverá ir a Brasília para se reunir com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, que coordena a equipe de transição do governo Temer.

 

Objetivo - Onyx afirmou que o objetivo é reduzir de 29 ministérios para 15 ou 16. Guedes acrescentou que a junção das pastas é importante para dar agilidade às decisões. “Nós vamos salvar a indústria brasileira. Está havendo uma desindustrialização há mais de 30 anos. Nós vamos salvar a indústria brasileira, apesar dos industriais brasileiros”, disse Guedes.

 

Impostos - Guedes disse que o governo pretende simplificar e reduzir drasticamente o número de impostos. “Será uma abertura gradual. E a razão do Ministério da Indústria e Comércio estar próximo da Economia é para justamente existir uma mesma orientação econômica em tudo isso. Não adianta a turma da Receita ir baixando os impostos devagar e a turma do Ministério da Indústria e Comércio abrir muito rápido. Isso tudo tem que ser sincronizado, com uma orientação única."

 

Previdência - Guedes e Onyx confirmaram também que é o próprio presidente eleito que vai conduzir a discussão sobre a reforma da Previdência. “A reforma da Previdência, quem comanda essa decisão é o presidente. O professor Paulo Guedes e toda equipe estão conversando com o presidente, que vai nos sinalizar”, disse Onyx.

 

Tratativas - Na segunda-feira (29/10),  Bolsonaro, em entrevistas a emissoras de televisão, afirmou que pretende ir a Brasília na próxima semana, quando se reunirá com o presidente Michel Temer e também pretende agilizar o debate sobre a reforma da Previdência.

 

Rapidez - Para Guedes, quanto mais rápido o processo avançar, melhor. “Do ponto de vista econômico, quanto mais rápido melhor. Nós estamos atrasados, essa reforma podia ter sido feita lá atrás. Agora, existe um cálculo político”, observou.

 

Estratégia - Em seguida, o futuro ministro da Economia acrescentou: “Acho que, na parte econômica, nós devemos avançar o mais rápido possível. O nosso Onyx, corretamente, não quer que uma vitória nas urnas se transforme em uma confusão no Congresso.” (Agência Brasil)

 

 

 

CNI: Entidade é contra a extinção do Ministério da Indústria

 

cni 31 10 2018A Confederação Nacional da Indústria (CNI) manifestou-se na tarde desta terça-feira (30/10) contra a possibilidade de extinção do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, após o anúncio da fusão das pastas da Fazenda, do Planejamento e da Indústria e Comércio feito por Paulo Guedes, coordenador de economia do presidente eleito Jair Bolsonaro. Guedes é apontado como o futuro ministro da Economia do próximo governo. 

 

Importância - O presidente da CNI, Robson de Andrade, reiterou o posicionamento da instituição contra a extinção da pasta da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, ao alegar, em nota, que “tendo em vista a importância do setor industrial para o Brasil, que é responsável por 21% do PIB [Produto Interno Bruto] nacional e pelo recolhimento de 32% dos impostos federais, precisamos de um ministério com um papel específico, que não seja atrelado à Fazenda, mais preocupada em arrecadar impostos e administrar as contas públicas”.

 

Contramão - Para ele, uma indústria forte é o caminho para levar o Brasil para a rota do desenvolvimento econômico e social. “Nenhuma grande economia do mundo abre mão de ter um ministério responsável pela indústria e pelo comércio exterior forte e atuante”. Andrade enfatizou que tirar um ministério específico para o setor é ir na contramão da tendência de países como Inglaterra e Estados Unidos que, segundo ele, têm reforçado sua política industrial.

 

Anúncio antecipado - Antes mesmo do segundo turno das eleições, a criação de um “superministério” da Economia já era uma possibilidade prevista no programa de governo do PSL, partido de Bolsonaro. Na ocasião, a CNI manifestou-se contra a ideia. “Os ministérios da Fazenda e do Planejamento desempenham papéis específicos. Quem vai defender as políticas industriais?”, questionou, então, a CNI.(Agência Brasil)

 

ABIMAQ: Renda do setor de máquinas e equipamentos acumula alta de 7,4% em 2018

 

abimaq 31 10 2018A receita do setor fabricante de máquinas e equipamentos em setembro foi de R$ 7,08 bilhões, crescimento de 13,4% na comparação com o mesmo período de 2017, apesar de ter havido queda de 4,1% em relação a agosto. No acumulado do ano, foi registrado alta de 7,4% sobre o ano passado. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (30/10) pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

 

Embarques - A exportação teve receita de US$ 736,60 milhões, queda de 9,4% em setembro ante o mesmo mês no ano passado e retração de 24,7% sobre agosto. O acumulado desde o início do ano teve alta de 10,9% em relação ao mesmo período de 2017. A importação registrou US$ 1,13 bilhão, queda de 3,1% em relação a setembro de 2017 e redução de 12,6% em relação a agosto. No acumulado do ano, houve alta de 15,6%.

 

Emprego - O número de empregados no setor foi de 301,4 mil pessoas no final do mês de setembro, alta de 3,6% sobre o mesmo mês em 2017. Na comparação com agosto, foi registrada elevação de 0,5%, a nona alta consecutiva. No acumulado do ano, o setor ampliou em 12 mil o número de funcionários.

 

Previsão - Segundo a entidade, a valorização cambial e o aumento das exportações durante o ano contribuíram com a melhora da receita. A projeção da Abimaq é de queda nas vendas no último trimestre do ano, o que não deve interferir na expectativa de 7% de aumento nas vendas até o final do ano.

 

Novo governo - João Carlos Marchesan, presidente da Abimaq, disse que a entidade está otimista e esperançosa com as primeiras notícias ligadas ao novo presidente eleito, Jair Bolsonaro. Ele citou a reforma da Previdência, a privatização de estatais, a desoneração de impostos sobre a folha de pagamento, o ajuste fiscal e a redução sustentável dos juros. “Temos que reindustrializar o país, fazê-lo voltar a crescer”, declarou.

 

Reunião - Marchesan informou que representantes da Abimaq irão se reunir nesta quarta-feira (31/10), em Brasília, com o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Em reuniões no período de campanha realizadas com Bolsonaro, já foram encaminhadas demandas sobre a importância da indústria para a retomada do crescimento. Os empresários disseram que ouviram do futuro presidente que o governo não atrapalhará a indústria e que a exportação se dará com maior valor agregado. (Agência Brasil)

 

REGISTRO SINDICAL: Sincopar Crédito vai fortalecer a relação entre patrão e empregado

 

A Superintendência Regional do Trabalho no Paraná, concede mais uma certidão de Registro Sindical. Foi nesta segunda-feira (28) pela manhã, ao Sincoopar Crédito - Sindicato das Cooperativas de Crédito do Estado do Paraná. 

 

Presentes - A cerimônia de entrega foi no gabinete da superintendência, com as presenças de Luiz Busnardo, Superintendente do Ministério do Trabalho no Paraná, do presidente do sindicato, Manfred Dasenbrock, a quem foi entregue o documento. Também estiveram presentes ao ato, Maroan Tohme, diretor executivo do Sicredi Central, Carlos Gonçalves, coordenador sindical.

 

Necessidade - O presidente do Sincoopar Crédito agradeceu à superintendência, enaltecendo a importância da certidão, lembrando da necessidade de fortalecimento, cada vez maior, nas relações empregado/patrão. E lembrou que 67 Cooperativas associadas ao Sindicato, a partir de agora, ganham muito com a formalização do sindicato, tornando este compromisso cada vez mais forte, fazendo prevalecer a meritocracia coletiva e individual. (Imprensa SRTB/PR)

 

{vsig}2018/noticias/10/31/registro_sindical/{/vsig}

SISTEMA OCB: Comunicadores se reúnem em Brasília

 

“Como será o cooperativismo no futuro?” Com este questionamento, foi aberto, na manhã desta quarta-feira (31/10), pela gerente de Comunicação do Sistema OCB, Daniela Lemke, o Encontro de Comunicadores do Sistema OCB, no hotel Mahattam Plaza, em Brasília. Segundo Daniela o desafio é que no final do dia o grupo possa apresentar propostas para a comunicação cooperativista, com foco no XIV Congresso Brasileiro do Cooperativismo (CBC), que será realizado em maio de 2019. 

 

Objetivo - “Através do método Design Thinking, coordenado por Mário Rosa, da empresa Echos, serão colocadas situações de pensamento criativo para podermos apresentar uma proposta viável para o sistema. Construir de forma participativa, como é um dos princípios do cooperativismo”, disse Daniela. 

 

Participantes - O evento conta com a presença de 60 profissionais de todos os estados. Pelo Paraná, participam as jornalistas Lúcia Massae Suzukawa e Marli Vieira Silveira e o coordenador de Comunicação Social do Sistema Ocepar, Samuel Milléo Filho.

 

{vsig}2018/noticias/10/31/sistema_ocb/{/vsig}

PRÊMIO SOMOSCOOP: Entrega do Prêmio, que celebra as melhores práticas de cooperativa, foi nesta terça-feira

 

premio somoscoop 31 10 2018O movimento cooperativista brasileiro celebrou na noite desta terça-feira (30/10) o seu compromisso com o desenvolvimento socioeconômico do país. A noite foi marcada pelo anúncio das cooperativas vencedoras do Prêmio SomosCoop – Melhores do Ano, promovido pelo Sistema OCB. Ao todo, 21 cooperativas tiveram suas boas práticas reconhecidas nacionalmente. O Sistema Ocepar foi representado por Leonardo Boesche, superintendente do Sescoop Paraná.

 

Melhores - Realizado a cada dois anos, o Prêmio SomosCoop reconhece a criatividade, a visão e as conquistas alcançadas pelas cooperativas. Criado em 2004, com o nome Cooperativa do Ano, já premiou mais de 80 instituições de 17 estados brasileiros. Entre os destaques desta edição, estão duas cooperativas paranaenses: a Cocamar ficou em terceiro na categoria Desenvolvimento Sustentável e a Coagru também ficou em terceiro em Fidelização. 

 

Compromisso - O evento, realizado em Brasília, mostrou como as cooperativas de todas as regiões do país promovem ações para o desenvolvimento social, por meio de um modelo econômico mais justo e sustentável. A cerimônia contou com a participação de lideranças cooperativistas, autoridades políticas e outros parceiros do movimento.

 

Vitória de todas - “Todas as cooperativas brasileiras e as participantes do Prêmio SomosCoop são vitoriosas, pois o nosso movimento transforma a realidade das comunidades e das regiões onde estão inseridas. A cada dia nossas cooperativas colocam um tijolo na construção de um Brasil cada vez melhor e mais justo. É preciso parabenizar e destacar o trabalho de todas elas, nos 13 ramos de atuação do cooperativismo”, afirmou o presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas. A cerimônia também marcou o lançamento nacional do selo SomosCoop que vai identificar produtos e serviços de cooperativas.

 

Relevância - O superintendente do Sistema OCB, Renato Nobile, conduziu a entrega dos troféus. A premiação reconheceu as iniciativas das cooperativas, apontando as mais relevantes para cooperados e comunidades onde elas estão inseridas. A seleção é dividida em sete categorias: Comunicação e Difusão do Cooperativismo, Cooperativa Cidadã, Cooperjovem, Desenvolvimento Sustentável, Fidelização, Inovação e Tecnologia e Intercooperação.

 

Expressividade - Os jurados analisaram 437 projetos de 267 cooperativas de 20 estados brasileiros, o que representa um aumento de 25% do número de inscrições em relação à última edição. Dos 13 ramos que englobam o sistema cooperativista, destacam-se os projetos ligados ao agropecuário, crédito, saúde e trabalho. Minas Gerais e Santa Catarina lideraram a participação por estados.

 

Vencedoras:

Conheça os ganhadores da 11ª edição do Prêmio Somos Coop – Melhores do ano:

 

Comunicação e Difusão do Cooperativismo

1º. Lugar: Colégio CEM (SC): Vivenciando a cultura cooperativista na minicidade cooperativista.

2º. Lugar: Ailos (SC): Mudança na estratégia de marca do Sistema Ailos.

3º. Lugar: Coopeafa (PE): Promoção do cooperativismo na agricultura familiar.

 

Cooperativa Cidadã

1º. Lugar: Unimed Brusque (SC): Programa viver bem na escola.

2º. Lugar: Sicredi Vale do São Francisco (PE): Camerata Sicredi Vale do São Francisco.

3º. Lugar: Sicoob Carlos Chagas (MG): Projeto Sicoob de olho no futuro.

 

Cooperjovem

1º. Lugar: Sicoob Creditapiranga SC/RS (SC): Cooperjovem

2º. Lugar: Sicredi União MS/TO (MS): Cooperjovem

3º. Lugar: Sicoob Fluminense (RJ): Cooperjovem

 

Desenvolvimento Sustentável

1º. Lugar: Coonap (PB): Dessalinizador solar de baixo custo

2º. Lugar: Cocamar (PR): Fios sustentáveis e moda consciente

3º. Lugar: Coopatos (MG): Revitalização do córrego do limoeiro - estação ecológica coopatos e projeto recriar

 

Fidelização

1º. Lugar: Languiru (RS): Inclusão social e produtiva no campo

2º. Lugar: Unimed Federação Minas (MG): Programa de relacionamento com o cooperado

3º. Lugar: Coagru (PR): APP – Coagru “fidelização pela satisfação”

 

Inovação e Tecnologia

1º. Lugar: Sicoob Credigerais (MG): IFISI: incluindo vidas pela educação criativa.

2º. Lugar: Coopeavi (ES): Condomínio avícola

3º. Lugar: Unimed Vitória (ES): Inovação nas condutas da atenção integral à saúde prestadas às gestantes

 

Intercooperação

1º. Lugar: Coopatos (MG): Consórcio cooperativo

2º. Lugar: Fecoagro (SC): Central de compras Fecoagro

3º. Lugar: Rede Alternativa (DF): Escritório de gestão e comercialização em rede: desenvolvimento das cooperativas de catadores do distrito federal e entorno

 

SICREDI UNIÃO PR/SP: Sicredi entrega gibis para Secretaria de Educação de Maringá

 

Nesta quinta-feira (01/11), às 15 horas, a Sicredi União PR/SP vai fazer a entrega de gibis “Turma da Mônica” para a Secretaria de Educação de Maringá. A ação será realizada na Escola Pastor Macedo, que fica na Rua Pioneiro Pompílio Custódio Valério, 193, no Jardim Sumaré. A proposta da instituição financeira cooperativa é levar educação financeira à comunidade, por meio da série de gibis, que é fruto de uma parceria com a Maurício de Sousa Produções.

 

Presenças - Para a ocasião estarão presentes o prefeito Ulisses Maia; a secretária de Educação do município, Valkiria Trindade de Almeida Santos; o gerente de Desenvolvimento Regional da Sicredi União, Edson Rocha, e outros representantes da instituição financeira cooperativa. Alunos e professores da escola também participarão da cerimônia, além de uma dupla de palhaços do projeto Terapia da Alegria, que vai interagir com as crianças. 

 

Projetos - Para o gerente Regional da Sicredi União, Edson Rocha, o apoio da prefeitura é fundamental para o projeto porque, assim, o material que ensina educação financeira alcança as escolas municipais e, por consequência, um número maior de crianças. “Aprender a administrar o dinheiro desde cedo é muito importante para a correção de hábitos equivocados de consumo. Assim, esperamos formar cidadãos mais conscientes, que saibam planejar as finanças pessoais. Além disso, buscamos incentivar o costume de poupar para que as pessoas atinjam objetivos e até mesmo sonhos”, afirma. (Imprensa Sicredi União PR/SP)

CAPAL: Cooperativa promove conscientização sobre câncer de mama na campanha Outubro Rosa

 

capal 31 10 2018Durante todo o mês de outubro, a Capal Cooperativa Agroindustrial promoveu entre seus funcionários ações de conscientização sobre o câncer de mama. Além da campanha, divulgada por meio de seus canais internos de comunicação, a cooperativa levou para sua cidade-sede, Arapoti, palestras com especialistas. O movimento Outubro Rosa foi criado para promover a conscientização sobre a prevenção e o diagnóstico precoce da doença.

 

Preocupação - No dia 18 de outubro, 63 mulheres acompanharam as orientações da enfermeira Aline Esteves Turkiwcz e da nutricionista Marília Nejain. O público, composto não só por colaboradoras, mas também por esposas, mães e filhas de funcionários da Capal, teve a oportunidade de conhecer mais sobre prevenção, sintomas e fatores de risco do câncer de mama e de colo de útero. “A palestra trouxe uma série de informações novas, como a importância e influência da alimentação na luta contra o câncer. Também foi importante perceber a preocupação da Capal com a nossa saúde e das nossas famílias”, salientou a colaboradora Jéssica Correa.

 

Inovação - Buscando promover mais interação e participação dos colaboradores, o convite para a palestra foi feito de uma forma diferente. Entre os dias 15 e 16, integrantes da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) visitaram todos os setores operacionais e administrativos da cooperativa e propuseram uma atividade interativa e animada: com uma roleta similar àquelas utilizadas em programas de auditório, os colaboradores responderam questões sobre a saúde da mulher e receberam brindes. “Contamos com a participação e o envolvimento de todos os setores, a proposta diferenciada foi muito bem recebida”, comenta o presidente da CIPA, Edson José Carvalho. (Imprensa Capal)

 

SICOOB MERIDIONAL: Conexão Sicoob impacta mais de 300 jovens no Rio Grande do Sul

 

 sicoob meridional 31 10 2018O Sicoob Meridional levou o Conexão Sicoob para Bento Gonçalves (RS) e a iniciativa foi um sucesso. Entre os dias 16 e 20 de outubro, mais de 300 jovens universitários da cidade participaram dos eventos promovidos pelo projeto e puderam aprender mais sobre cooperativismo financeiro, capitalismo consciente, economia compartilhada e liderança.

 

Atividades - Além de palestras e workshops em universidades, a programação teve ainda um laboratório de inovação em que jovens selecionados tiveram como missão apresentar soluções inovadoras e criativas para o desafio proposto pela cooperativa local, o Sicoob Meridional. O grupo que se destacou recebeu prêmios individuais de R$ 500 em poupanças.

 

Importância - De acordo com a presidente do Conselho de Administração do Sicoob Meridional, Solange Martins, a ação foi muito importante para aproximar o jovem do Sicoob e do cooperativismo. “Acho que o nome tem tudo a ver, porque o evento foi feito para conectar o jovem ao cooperativismo e ao capitalismo consciente”, diz.

 

Conexão - Ela ainda comenta sobre a importância de ter realizado o Conexão no Rio Grande do Sul. “Em paralelo ao evento, inauguramos um espaço conceito que tem a cara do jovem. Assim, acreditamos que ele realmente irá se conectar com a nossa filosofia e mais ainda com o nosso propósito que é humanizar as relações financeiras”, afirma.

 

Experiência - Um dos membros do grupo vencedor, o estudante de Comércio Exterior, Marcelo Foppa, comentou sobre a experiência vivida tanto no workshop como no Lab. “A experiência que o Sicoob nos trouxe foi fantástica. A troca de ideias entre os participantes, o cooperativismo e tudo que aprendemos foi sensacional. Eu aprendi muito e tenho convicção de que vou conseguir passar as minhas experiências para os que não estavam aqui”, afirma.

 

Compartilhar - Para o estudante de Administração, Lucas Schnorr, também membro do grupo vencedor, os exercícios realizados durante o Lab ajudaram a explorar os limites dos participantes. “Eu aprendi muito a desenvoltura grupal e acho que isso vai ficar para sempre em mim. Eu tinha uma mentalidade fechada e não sabia como era bom compartilhar uma ideia com um grupo. Agora sei como isso pode agregar para o meu dia a dia”, relata.

 

Inciativa - O Conexão Sicoob é uma iniciativa que nasceu através de uma parceria entre o Sicoob Confederação, o Bancoob e a Eureca, com apoio do Movimento Brasil Júnior, e já teve edições em sete estados brasileiros. (Imprensa Sicoob Meridional) 

 

COPAGRIL: Colaborador da Copagril conquista medalha de ouro no Pan-Americano de Kickboxing

 

copagril 31 10 2018O colaborador da Copagril, Adrian Alaver Fernandes, supervisor pecuário da cooperativa, conquistou uma medalha de ouro representando o Brasil no Campeonato Pan-Americano de Kickboxing 2018, realizado no México, na última semana (23 a 28 de outubro).

 

Pódio - O primeiro lugar no pódio foi conquistado por Adrian na modalidade Light Contact 84 kg. O atleta também disputou a categoria Point Fighting, até 84 kg, categoria máster sem divisão de faixas, em que conquistou a medalha de prata.

 

Para o mundo - O resultado alcançado por Adrian Fernandes marca o primeiro título internacional para o município de Marechal Cândido Rondon na modalidade esportiva de Kickboxing.

 

Classificação - O atleta havia se classificado para o Campeonato Pan-Americano após competir no campeonato Estadual Paranaense, Copa Paraná e, posteriormente, conquistar o primeiro lugar no Campeonato Brasileiro.

 

Periodicidade - A competição Pan-Americana ocorre a cada dois anos, sendo que a próxima edição será sul-americana. (Imprensa Copagril)

 

COPACOL: Contemplados do ‘Pegue Tudo o que puder’ encheram os carrinhos

 

Nem bem a semana havia começado e os clientes contemplados pela campanha do Copacol Supermercados ‘Pegue tudo o que puder’ já estavam pensando na programação do fim de semana e também das festas de fim de ano. Isto porque, durante os dois minutos em que puderam pegar tudo o que eles queriam em produtos da loja em Jesuítas e lotaram os carrinhos com bebidas, carnes e muito panetone.  

 

Felizardos - Ao todo, 10 clientes foram sorteados ao fim da promoção, sendo dois de cada loja (Jesuítas, Formosa do Oeste, Goioerê, Nova Aurora e Cafelândia,  que promoveu a ação junto com os clientes de Jotaesse). E para viver o  momento, os contemplados foram levados  na segunda-feira (29/10), pelos gerentes das lojas sorteadas a cidade de Jesuítas onde a corrida foi realizada por volta das 19h30.

 

Ceia - “Estou muito feliz em ter sido uma das sorteadas pela campanha e pretendo nesta compra de dois minutos livres levar uma ceia especial para o fim de ano da família”, disse emocionada a cliente de Formosa do Oeste, Luciana Picciani, que é esposa do motorista do CD de Formosa, Claudir Pascoalin Picciani.

 

Corrida - Luciana, assim como os demais consumidores, correu contra o tempo e encheu o carrinho de produtos que ela garante serem de excelente qualidade e grande valia. “Estou muito feliz com tudo o que eu escolhi para esta compra. E sou grata à cooperativa por tudo o que tem feito em minha vida, afinal meu esposo conseguiu um emprego e, com ele, consegue oferecer um alicerce importante para nossa família e, como cliente, entendo que fazer promoções como esta é muito mais que simplesmente fidelizar um cliente é também valorizar aqueles que crescem junto com a Copacol”, disse.

 

Escolhas - Assim como Luciana, o cliente de Cafelândia e cooperado Adoniro José Rodrigues Junior também fez a corrida contra o tempo e a favor da despensa de casa, para a esposa contemplada, Marcia Back Pereira. “Meu foco nesta compra são fraldas, algumas bebidas, carne entre outras opções. O motivo principal dos itens para criança é a chegada da nossa pequena Heloísa que deve acontecer nas próximas semanas”, disse.

 

Cesta - Mas, o primeiro item que Junior colocou no carrinho foi uma cesta básica que, segundo ele, deve contemplar uma família carente. “Toda boa ação deve ser replicada. Se Deus me deu a oportunidade de ter este  presente especial eu quero retribuir com o melhor que eu posso, por isso este foi o principal item da minha compra na corrida”, acrescentou, ofegante, ao fim da corrida.

 

Plateia - Além dos contemplados, o Copacol Supermercados de Jesuítas contou com um grande público para realização da ação que inclusive contou com a presença do diretor vice-presidente da Copacol, James Fernando de Morais. “Nós agradecemos a todos vocês que confiaram na nossa campanha ao longo de sua duração e que todos os dias dão preferência para nossa rede de lojas indiferente da cidade onde estejam. Por isso, realizamos esta ação como forma de reconhecimento a todos os clientes que fazem parte da nossa família, através do Copacol Supermercados”, enalteceu.

 

Novidades - Ao fim das corridas dos clientes, o vice-presidente ainda ressaltou as novidades que a Cooperativa vem preparando para este fim de ano. “Na próxima semana teremos o lançamento de uma nova campanha que deve contemplar centenas de pessoas e nós, enquanto diretores, ficamos muito felizes por conseguir proporcionar momentos como estes para nossos clientes”, finalizou. (Imprensa Copacol)

 

{vsig}2018/noticias/10/31/copacol/{/vsig}

COAMO: Os benefícios da gordura Coamo Fry, que asseguram qualidade e sabor com economia

 

coamo 31 10 2018Um questionamento comum entre indústrias de alimentos é saber qual a melhor opção de óleo vegetal para frituras? Para responder essa pergunta, a equipe técnica da Coamo, realizou vários testes de análises físico-químicas em laboratório onde foi considerado os aspectos técnicos, ponto de fumaça, consumo e estabilidade oxidativa comparando a Gordura Vegetal Coamo Fry 810 com óleo de algodão. A conclusão foi de que a Gordura Vegetal Coamo Fry se destacou como a melhor opção entre a maioria dos pontos analisados. 

 

Melhor -  A classificação como a melhor opção é decorrente das vantagens que Gordura Vegetal Coamo Fry apresentou. “Com a Gordura Vegetal Coamo Fry, o consumidor tem mais rendimento, ou seja, é possível utilizá-la mais vezes com a mesma quantidade e isto é um fator de importante de redução de custos. As frituras ficam sequinhas, destacando sua crocância, e os alimentos têm maior tempo de prateleira (shelf life). Por se tratar de um produto de cooperativa a matéria-prima utilizada é proveniente do dono da cooperativa, que investe em qualidade desde a escolha da semente a ser plantada, na condução técnica da lavoura e no adequado armazenamento do produto. A industrialização é realizada dentro de todos os processos de boas práticas de produção e atende todos os padrões exigidos pela Anvisa e pelas certificações de qualidade”, garante o superintendente Comercial da Coamo, Alcir José Goldoni. 

 

Origem - Goldoni ressalta ainda que quem usa a Gordura Coamo Fry, experimenta o sabor da economia, além de ser um alimento com origem.  “Podemos afirmar que todos estão comprometidos em oferecer um produto que gere um alimento seguro, onde os três pilares - qualidade, sabor e economia – estão surpreendendo os clientes e consumidores. Assim, com essa rastreabilidade os Alimentos Coamo são diferenciados e suas marcas estão sendo reconhecidas como Marcas de Confiança do consumidor.”

 

Portfólio - Os Alimentos Coamo, comercializados por meio das marcas Coamo, Primê, Anniela e Sollus, contam com um amplo portfólio de produtos alimentícios que abrange óleo refinado de soja, linha completa de margarinas, linha diversificada de gorduras vegetais, várias categorias de café e também uma linha diversificada de farinhas de trigo e misturas para pães e bolos. Todos produtos atendem a linha varejo, food service e industrial, com qualidade e sabor com economia.

 

Saiba mais - Para outras informações e consulta técnica de cada alimento, acesse os sites da cooperativa: www.coamo.com.br ou www.alimentoscoamo.com.br, onde é possível cadastrar seu e-mail para receber a newsletter dos Alimentos Coamo com dicas e receitas imperdíveis. Curta também a fan page dos Alimentos Coamo, onde você encontra deliciosas receitas de família para curtir e compartilhar (Imprensa Coamo)

 

POUPANÇA: Aplicação tem espaço para crescer no Brasil, sugere especialista

 

poupanca 31 10 2018O Dia Mundial da Poupança é celebrado em 31 de outubro e foi criado para conscientizar a população global sobre a importância de preservar recursos para o futuro. No Brasil, com uma população de mais de 207 milhões de pessoas, há um amplo caminho para que a poupança cresça mais. A avaliação é do educador financeiro Rogério Braga, membro da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin). 

 

Empecilho - Braga lembra, no entanto, que os brasileiros ainda não têm o hábito de poupar. E aponta que um dos principais problemas da população brasileira atualmente é o consumo exagerado, o acúmulo de créditos, que levam ao descontrole financeiro.

 

Futuro - O primeiro passo para quem quer fazer uma poupança é estabelecer um sonho ou um objetivo de vida. “O maior segredo é estabelecer esse objetivo e começar a fazer um diagnóstico financeiro de vida. Começar a pegar aquele recurso, separar a parte dele para poupar no início, porque se deixar para o final do mês, vai faltar recurso”, sugere.

 

Coletivo - Conversar com a família em relação ao sonho coletivo é um segundo passo também importante. Braga aconselha que as pessoas coloquem todos os objetivos no papel. “Tem que ser disciplinado. A disciplina de seguir todo esse processo leva ao sucesso.” Para ele, o brasileiro tem o mau costume de ser imediatista, o que termina colocando alguma meta de futuro adiante da sua realidade.

 

Necessário - Ele recomenda que as pessoas estabeleçam prazos e aprendam a gastar e a economizar. Esse é um processo diário, destacou. “Tem que usar os recursos em algo efetivamente necessário, e não supérfluo. Poupar primeiro é sempre muito importante. O hábito de poupar deve ser feito antes de receber o salário e gastar no consumo.”

 

Acessível - Braga acredita que com essas etapas, já pode haver uma mudança geral, uma nova visão sobre o hábito de poupar. “E, aí, a poupança se beneficia disso, porque ela é muito fácil, muito acessível a toda a população brasileira”.

 

Cuidados - Faz parte ainda do diagnóstico financeiro que as pessoas comecem a observar onde há excesso, como podem gastar melhor e onde podem economizar. Braga afirma que muitas pessoas cometem o erro de gastar além do seu padrão de vida e, por isso, a conta nunca fecha e elas terminam sempre endividadas. O ideal é identificar onde gastar. “Gastar sem excessos, dentro da sua realidade, é fundamental”, finaliza. (Agência Brasil)

 


Versão para impressão


RODAPE