Imprimir
CABECALHO

Informe Paraná Cooperativo - edição nº 4440 | 23 de Outubro de 2018

COOPERJOVEM/PUFV: Encontro reúne dois mil profissionais para debater futuro da educação

 

Nesta quarta-feira (24/10), Curitiba recebe mais uma edição do Encontro Interestadual dos Programas A União Faz a Vida (PUFV) eCooperjovem, coordenados pelo Sicredi e Sescoop/PR, respectivamente. São esperadas cerca de duas mil pessoas no evento, que reúne colaboradores das cooperativas envolvidas e educadores do Paraná, São Paulo e Santa Catarina. A iniciativa integra profissionais que trabalham com os programas que são referências na educação integral de crianças e adolescentes contribuindo para despertar a essência do cooperativismo e valorizando a formação de uma sociedade mais colaborativa, ética e empreendedora. 

 

Cinema - Na edição deste ano, realizada no grande auditório do Teatro Positivo, os convidados serão transportados para o mundo do cinema. Com o tema “Festival Cine Educação - Luz, Câmera, Transformação”, o evento pretende mostrar que as histórias de muitos profissionais que lutam por educação de qualidade poderiam render um filme e inspirar novas ações. 

 

Palestras - A palestra de abertura será com Leticia Lyle, mestre em Desenvolvimento Curricular e Educação Inclusiva pelo Teachers College da Columbia University (EUA), pedagoga e especialista em ensino e aprendizagem de competências socioemocionais. Também participará como palestrante o arquiteto, empreendedor social e fundador do Instituto Elos, organização não-governamental que trabalha para o empoderamento de pessoas para a construção de espaços com mais qualidade de vida, Edgard Gouveia Júnior. Num outro momento, com apoio da Escola de Criatividade de Curitiba, professores terão a oportunidade de compartilhar, durante 15 minutos, ideias que inovaram e foram protagonistas de projetos que impactaram suas escolas e comunidades, durante o 15x15.

 

Princípio - Segundo o presidente Nacional do Sistema Sicredi e da Central Sicredi PR/SP/RJ, Manfred Dasenbrock, investir em uma educação colaborativa é um dos princípios do cooperativismo de crédito, que trabalha pelo desenvolvimento das comunidades onde atua. “A educação é a base para uma sociedade mais ética e comprometida, por isso nós reconhecemos a importância de valorizar os educadores e proporcionar um momento para troca de experiências. O evento é o momento para compartilhar iniciativas que fazem a diferença, como o programaA União Faz a Vida, que transforma realidades por meio da educação”, afirma. 

 

Transformação criativa - Na opinião do presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, é de fundamental importância disseminar os valores e princípios do cooperativismo no ambiente escolar e que muito contribui para a formação do indivíduo. “Num mundo onde predomina a competitividade e o individualismo, os Programas A União Faz a Vida e Cooperjovemtêm como missão promover a transformação criativa e democrática, levando para sala de aula os princípios básicos que regem o cooperativismo, contribuindo na formação de cidadãos melhores, através da semente da cooperação”, destacou.

 

A União Faz a Vida - Desenvolvido pelo Sicredi há mais de 20 anos, o programa é a principal iniciativa de responsabilidade social da instituição financeira cooperativa. Somente nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro o projeto já impactou diretamente mais de 99 mil crianças e adolescentes de 764 escolas em 156 municípios. No Paraná o programa completou 10 anos em 2017 e entre os resultados positivos estão o melhor desempenho escolar dos alunos que frequentam as escolas participantes e o maior engajamento dos pais - o que resultou em um aumento médio de 30% no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) nas cidades que receberam o programa. 

 

Cooperjovem - Tendo por objetivo promover o intercâmbio entre as escolas municipais e cooperativas, inserindo  a educação cooperativa no cotidiano escolar, o Programa Cooperjovem, coordenado pelo Serviço de Aprendizagem do Cooperativismo no Paraná (Sescoop/PR), acontece em 367 escolas de 67 municípios, reunindo 31.264 alunos e 1.753 professores capacitados. O programa proporciona aos educadores a vivência do trabalho coletivo e a identificação de práticas educacionais pautadas na cultura da cooperação, formando cidadãos mais solidários, participativos, autônomos e comprometidos com um futuro socialmente justo, democrático e sustentável. A integração escola-família e comunidade é incentivada e promove a construção coletiva de soluções às demandas educacionais.

 

cooperjovem pufv cartaz 23 10 2018

WORKSHOP: Evento em Curitiba vai tratar sobre panorama, diretrizes e reflexões nas cooperativas de crédito

A DGRV (Confederação Alemã de Cooperativas) e o Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) promovem o workshop “Panorama, diretrizes e reflexões nas cooperativas financeiras”, nos dias 25 e 26 de outubro, no auditório do Banco Central, em Curitiba. O evento conta com apoio do Sistema Ocepar e é destinado a diretores, conselheiros, executivos e gerentes de cooperativas de crédito.

Programação - A programação será aberta às 8h30, com a apresentação do projeto OCB/DGRV, seguida de exposições de profissionais do Banco Central. À tarde, haverá um debate em formato “talk show” sobre os vetores de decisão e eficiência, com a participação da plateia. As atividades prosseguem no dia seguinte com mais um “talk show”. O evento encerra às 12h.

Informações - Mais informações com Robson Mafioletti (41 3200-1102).

workshop 23 10 2018

SICREDI I: Finalista do Prêmio Best Performance, com a PGMais

 

sicredi II 23 10 2018A PGMais, em parceria com o Sicredi, é finalista do prêmio Best Performance 2018, que reconhece as melhores práticas do mercado de crédito, cobrança e televendas. O case “Hub Cross Channel de Cobrança” se destacou na categoria “Excelência em cobrança multicanal” ao propor uma centralização de ações para a recuperação de crédito para as 116 cooperativas e mais de 1.600 agências do Sicredi distribuídas pelo país - mas respeitando as estratégias que atendem às especificidades de cada cooperativa. A premiação acontece no dia 24 de outubro, em São Paulo, durante o CMS Business Revolution 2018.

 

Eficiência - Um dos objetivos do projeto era aumentar a eficiência da recuperação de crédito nas primeiras faixas de atraso por meio da disponibilização de mais canais de relacionamento e centralização de ações. O primeiro passo foi um processo de higienização de dados, com atualização da base de cadastro dos associados e inclusão de outras formas de contato, como e-mail e telefone celular. Nessa etapa, também foram sinalizados os perfis com mais aderência a cobranças digitais, permitindo identificar os canais de relacionamento de preferência e que poderiam render mais chance de sucesso. A ferramenta também centralizou as informações e trouxe atualização dos dados em dashboards, permitindo o uso integrado de SMS, ligação e carta.

 

Expansão - O projeto passou por um período de testes e foi expandido em novembro de 2017, por meio de adesão para as cooperativas. Hoje, 77% das unidades já utilizam a ferramenta que, pela escala e possibilidade de adequação a cada cooperativa, promoveu a redução de custos e minimizou os esforços operacionais relacionados à recuperação de crédito.

 

Régua preventiva - Um dos destaques da implantação foi a régua preventiva, que encaminha alertas para que o associado não esqueça o prazo de pagamento das parcelas. Desde a implantação dessa funcionalidade, houve redução de 35% na inadimplência, com 19% de diminuição nos atrasos de pagamentos e aumento de 12% na recuperação de parcelas em atraso.

 

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,8 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.600 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br.  

 

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

 

Sobre a PGMais - Empresa de tecnologia que desenvolve soluções em canais de relacionamento e gestão de conhecimento, a PGMais trabalha com a oferta de produtos que auxiliam em todo o processo de relacionamento de seus clientes com seus públicos. Dentre as soluções ofertadas estão plataformas integradas de relacionamento, soluções em Inteligência Artificial (Kami), Business Analytics e Portal de Negociação, além de canais como carta, e-mail, SMS e URA. Fundada por Paulo Gastão, executivo com mais de 30 anos de experiência no mercado de crédito e cobrança, a PGMais atende a mais de 300 clientes B2B, trabalhando com grandes empresas do setor financeiro, varejo e cooperativas. Mais informações: http://pgmais.com.br. (Imprensa Sicredi)

 

 

 

SICREDI II: Maroan Tohmé é eleito Personalidade de Vendas ADVB-PR 2018

 

A Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil – Seção Paraná (ADVB-PR) lotou o auditório da FAE Business School, em Curitiba, na última quinta-feira (18/10), para reconhecer os melhores executivos e empresários do Estado. Durante o evento, que contou com a presença do governador eleito, Carlos Massa Ratinho Jr, e do vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, foram premiados os principais executivos de marketing, de vendas e o Empresário do Ano.

 

Personalidade de Vendas - O diretor executivo da Central Sicredi PR/SP/RJ, Maroan Tohmé, foi o mais votado na categoria Personalidade de Vendas e recebeu o troféu Francisco Cunha Pereira Filho. "Esse reconhecimento traz uma emoção enorme, pois é diferente de quando recebemos um prêmio corporativo. Quero dedicar essa conquista a toda a minha família, em especial ao meu pai, que me transformou num bom vendedor. Comecei com ele no pequeno comércio da família, no centro de Curitiba, e os ensinamentos trago comigo até hoje", disse Maroan, durante seu discurso.

 

Força do cooperativismo - Ele também atribuiu o prêmio à força do cooperativismo de crédito e de produção, que têm alavancado a economia do País. "O nosso sistema de instituições financeiras cooperativas trabalha de forma conjunta para levar riqueza e negócios para inúmeras regiões. E aqui no Paraná de uma forma mais emblemática, pois temos a maior rede de atendimento bancário do Estado", destacou. 

 

Demais categorias - Nas outras categorias Fabiano Szpyra, do Festval Supermercados, foi eleito Personalidade de Marketing e Tatiana Schuchovsky Reichmann, da Ademilar, o troféu de Empresária do Ano.

 

Critério - O prêmio seguiu o seguinte critério: na primeira fase, os profissionais do mercado de gestão, marketing e vendas indicaram os nomes para concorrer ao prêmio; na segunda, um comitê formado por diretores da ADVB-PR e profissionais de renome fizeram uma curadoria para selecionar os três mais votados; na fase final, dois mil profissionais escolheram um dentre os três finalistas de cada categoria.

 

Responsabilidade social - Na mesma noite, o projeto Dedica (Defesa dos direitos da Criança e do Adolescente), realizado pelo Hospital das Clínicas, foi reconhecido com o prêmio Zilda Arns de Responsabilidade Social e um aporte de R$ 10 mil para a continuidade do programa de apoio psicológico e clínico às vítimas de abuso.

 

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,8 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.600 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br. (Imprensa Sicredi)

 

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

 

{vsig}2018/noticias/10/23/sicredi_I/{/vsig}

 

SICREDI VALE DO PIQUIRI: Município de Francisco Alves ganha nova agência

 

Após 15 anos de história com o Sicredi, a cidade de Francisco Alves (PR) recebeu, na manhã desta segunda-feira (22/10) uma nova estrutura. Uma ambientação moderna e de acordo com a nova identidade visual do Sicredi compõe a arquitetura da agência. O objetivo é aprimorar e enriquecer a relação com o associado, tornando o relacionamento mais simples, próximo e ativo.

 

Meta - Até o final do ano de 2018 a cooperativa pretende chegar ao número de 70 agências abertas. “Acredito que esta agência é uma retribuição do Sicredi para a sociedade de Francisco Alves que, ao longo do tempo tem confiado na Cooperativa. Acreditamos que juntos, podemos fazer uma Francisco Alves cada vez melhor”, comenta Jaime Basso, presidente da Sicredi Vale do Piquiri Abcd PR/SP.

 

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,7 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 21 estados*, com mais de 1.500 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br. (Imprensa Sicredi Vale do Piquiri Abcd/PR/SP)

 

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

 

{vsig}2018/noticias/10/23/sicredi_vale_piquiri/{/vsig}

SICREDI ALIANÇA: Promoção “Gol solidário” beneficia Asilo Lar Rosas Unidas de Marechal C. Rondon

 

Reforçando a parceria existente há mais de cinco anos com a Copagril/Sempre Vida/Sicredi, a Sicredi Aliança PR/SP realizou, na manhã de sábado (20/10), no Ginásio de Esportes Ney Braga, em Marechal Cândido Rondon (PR), a entrega de mais um cheque da ação “Gol Solidário”. A entidade beneficiada nesta ocasião foi o Asilo Lar Rosas Unidas, de Marechal Cândido Rondon. O repasse aconteceu no intervalo do jogo entre o time da casa contra o Blumenau.

 

Valor - Cada gol marcado pela Copagril/Sempre Vida/Sicredi em casa corresponde a R$50,00. A ação acontece tanto pelo Campeonato Paranaense como pela Liga Nacional de Futsal. Desde o início da competição até o sábado, a equipe marcou 36 gols pela Liga Nacional, totalizando o valor de R$1.800,00.

 

Bem-vinda - O presidente do Asilo Lar Rosas Unidas, Junior Paulinho Niszczak, destaca que a doação é muito bem-vinda. “Agradecemos e parabenizamos o Sicredi por essa iniciativa. Toda ajuda é bem aceita pela nossa associação já que ela é uma entidade filantrópica e atualmente atende 33 idosos. Nossos recursos são limitados e quando recebemos auxilio de pessoas e empresas de maneira voluntária também nos sentimos especiais. É um gesto muito bonito e para nós isto é mais que um presente”, disse.

 

Boa causa - Segundo o diretor executivo da Sicredi Aliança PR/SP, Fernando Barros Fenner, a ação incentiva uma boa causa pois promove o esporte e beneficia entidades rondonenses. “O Gol Solidário vem de encontro com o nosso propósito de agregar renda e melhorar a qualidade de vida das pessoas. No mês de junho repassamos R$850,00 para a Apae de Marechal Cândido Rondon, referente aos 17 gols do Campeonato Paranaense. Agora entregamos o valor dos gols da Liga Nacional e no próximo dia 26 vamos beneficiar a Apae e o Centro de Recuperação Caminho da Vida, com o valor dos gols do Campeonato Paranaense marcados desde o dia 24/06 até o momento. Seguimos torcendo para que a equipe rondonese continue marcando mais gols”, ressaltou.

 

Sobre o Sicredi - O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,8 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.600 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br. (Imprensa Sicredi Aliança PR/SP)

 

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

 

{vsig}2018/noticias/10/23/sicredi_alianca/{/vsig}

SICOOB INTEGRADO: Professores são homenageados

 

sicoob integrado 23 10 2018No dia 15 de outubro foi comemorado o Dia do Professor. Como forma de reconhecimento pela participação dos profissionais da educação nas iniciativas do Instituto Sicoob promovidas nas cidades de São João, Clevelândia e Coronel Vivida, o Sicoob Integrado realizou uma celebração. Os 45 professores participantes dos programas foram homenageados e também receberam presentes.

 

Reflexões - Para a professora Fabiana Paza, iniciativas com o programa Cooperjovem ajudam os educadores a repensarem a forma de agir e de trabalhar com os alunos. “Nós compreendemos e desenvolvemos atividades que priorizam a cooperação e não mais o individualismo. Entendemos que levar adiante essa prática é uma atividade contínua, pois para toda e qualquer mudança precisamos de trabalho e perseverança. Já estamos conseguindo transformar alguns olhares e isso nos deixa muito felizes”, afirma. (Imprensa Sicoob Unicoob)

 

SICOOB TRÊS FRONTEIRAS: 2ª edição do Feriado na Praça reúne mais de 800 pessoas, em Missal

 

sicoob tres fronteiras 23 10 2018Idealizado pelo Sicoob Três Fronteiras e promovido com apoio de parceiros locais, a 2ª edição Feriado na Praça foi um sucesso. O evento, realizado em Missal, no Oeste do Paraná, reuniu mais de 800 pessoas, no dia 12 de outubro.

 

Atividades - Na data em que se comemorou o Dia das Crianças e também o feriado de Nossa Senhora Aparecida, a praça da cidade foi palco de apresentações artísticas e culturais, brincadeiras, passeio ciclístico, roda de chimarrão e diversão para toda a família.

 

Consolidação - Para a gerente da agência do Sicoob três Fronteiras em Missal, Lislaine do Nascimento, o evento já se consolidou no calendário de atividades do município. “Nossas expectativas foram superadas, foi um dia lindo. As famílias tomaram chimarrão, assistiriam belíssimas apresentações preparadas pela Secretaria Municipal de Cultura e CTG Porteira Nova e puderam deixar as crianças à vontade brincando”, pontuou.

 

Conscientização - Ainda segundo a gerente, também participaram da ação o Conselho da Mulher Empreendedora, que realizou a conscientização de prevenção ao câncer de mama e o Lions Club, com o recolhimento do lixo eletrônico e distribuição de mudas de árvores com foco no meio ambiente.

 

Agradecimento - “Nossa equipe é grata aos parceiros e a comunidade pelo envolvimento e engajamento. Esse é o nosso jeito de ser. De forma justa e humanizada, contribuímos para o desenvolvimento sustentável das comunidades onde estamos presentes”, destacou Lislaine.

 

Premissa - O presidente do Conselho de Administração do Sicoob Três Fronteiras, Roberto Fernandes, fez questão de prestigiar o evento e falou sobre a atuação da cooperativa no município. “Uma das premissas do Sicoob, além de oferecer serviços e produtos financeiros de qualidade e acessíveis, é o cuidado com a comunidade. Num evento como esse, onde proporcionamos cultura e lazer, também houve a preocupação com o movimento Outubro Rosa e Novembro Azul, tão bem conduzido pelo Conselho da Mulher Empreendedora”, completou.

 

Compromisso - O apoio ao Feriado na Praça reforça o compromisso do Sicoob Três Fronteiras no exercício do 7° princípio cooperativista: o interesse pela comunidade. Desde sua fundação, em 2001, a cooperativa trabalha com o intuito de difundir o cooperativismo financeiro na região em que atua, incluindo as cidades de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Medianeira, Missal, Matelândia, Ramilândia, Serranópolis do Iguaçu e Itaipulândia. (Imprensa Sicoob Unicoob)

 

 

 

COPACOL: Celebrando 55 anos de conquistas

 

Na manhã desta terça-feira (23/10), centenas de cooperados, colaboradores e convidados participaram da comemoração dos 55 anos da unidade de Cafelândia, onde começou toda a história de desenvolvimento da Copacol, em 1963.

História - Na oportunidade, o público reviveu a história através de fotos e registos dos eventos, ações, investimentos e toda a evolução da cooperativa até hoje.

Legado - Um legado deixado por todos os cooperados e colaboradores, desde os primeiros passos, com a distribuição de energia elétrica, o início da produção agrícola, a diversificação das atividades nos anos 80, com a produção de frangos, suínos e leite e em 2008, com o início do sistema integrado de peixes.

Referência - Segundo o presidente da cooperativa, Valter Pitol, com a administração profissionalizada e focada no desenvolvimento econômico e social dos seus cooperados, colaboradores e da região, a Copacol se tornou ao longo destes anos uma referência dentro do agronegócio brasileiro.

Família - “Somos uma família formada por 6 mil cooperados e 9,5 mil colaboradores. São milhares de pessoas que constroem juntos esta história de sucesso e todos os dias procuram evoluir nos negócios, sempre buscando a excelência dos produtos que alimentam o mundo. Gostaríamos de agradecer também aos nossos fundadores, o saudoso Padre Luis Luise, e as diretorias passadas que foram essenciais para chegarmos fortes e estruturados nestes 55 anos”, afirma Pitol.

Presentes para os cooperados - Para homenagear e celebrar juntos com as pessoas que ajudaram a construir esta história de sucesso, cada cooperado vai ganhar um jogo de jantar com a logo dos 55 anos da Cooperativa, para eternizar esta importante data.

Fundadores - Representando os associados da sede em Cafelândia, o presidente Valter Pitol, realizou e entrega para os sócios fundadores e ex-presidentes da cooperativa, Jacob Francisco Berkembrock, Romano Czerniej e Ildo Pascoali. Os presentes estão sendo entregues em todas as unidades da cooperativa.

 Ação de graças e shows – No sábado 20/10), foi ainda realizada uma missa em ação de graças pelos 55 anos da Copacol e shows com o Padre Alessandro Campos e Michel Teló, no pátio do Parque Industrial da Copacol, em Cafelândia, com a participação de mais de 15 mil pessoas.

Copacol em números

6 mil associados;

9.5 mil colaboradores;

13 unidades de recebimento e armazenagem de grãos;

6 supermercados;

7 filias de vendas no Brasil;

Mais de 1 milhão de toneladas de grãos recebidas por ano;

1.900 toneladas de soja industrializadas por dia;

520 mil aves industrializadas por dia;

140 mil tilápias processadas por dia;

206 mil suínos e 11.4 milhões de litros de leite entregues por ano para Frimesa.

(Imprensa Copacol)

 

 

 

{vsig}2018/noticias/10/23/copacol/{/vsig}

COCAMAR I: Cooperativa é representada em congresso mundial na Alemanha

 

O coordenador técnico da Cocamar, Emerson Nunes, participou na semana passada, na Universidade de Hohenheim, Alemanha, de um congresso mundial que teve como tema World Food Day. A turma participante foi composta exclusivamente por colaboradores de cooperativas, dentre os quais, além da Cocamar, estiveram representadas Copacol, Codepa, Castrolanda, além do Sicredi, Sicoob, Unimed e integrantes do Sescoop/PR. 

 

Raiffeisen - A Universidade foi fundada em 1818 e a ideia cooperativa é celebrada por ocasião do aniversário de 200 anos de seu fundador, Friedrich Wilhelm Raiffeisen. O foco temático versou sobre as cooperativas e a sua contribuição para a segurança alimentar global. 

 

Desafio - No congresso, as cooperativas debateram sobre o que já foi realizado e que tipo de desafio elas enfrentam em relação aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). 

 

Colóquio - Emerson relatou que o propósito de capacitar e fortalecer a luta das pessoas para melhorar sua segurança alimentar, foi um dos pontos de ação iniciais das cooperativas, e também um estímulo para o surgimento de novas organizações cooperativistas e grupos de autoajuda em vários países e regiões. O Colóquio do Dia Mundial da Alimentação 2018, em 16 de outubro, discutiu os papéis específicos das cooperativas neste processo e suas diferentes contribuições para a segurança alimentar global.

 

Visitas - Na quarta-feira, o grupo visitou uma cooperativa especializada na produção de carnes e, na quinta, conheceu uma cooperativa de crédito. Na sexta, os participantes do congresso estiveram na DGRV, uma organização com formato semelhante ao Sistema Ocepar, e também a BVR, que equivale à OCB. (Imprensa Cocamar)

 

{vsig}2018/noticias/10/23/cocamar_I/{/vsig}

COCAMAR II: Lançada campanha de insumos para milho de inverno

 

Com uma transmissão em tempo real pela TV Cocamar, para todas as suas unidades operacionais, a Cocamar promoveu na manhã desta segunda-feira (22/10) o lançamento da Campanha de Insumos para a Safra de Milho de Inverno de 2019. Para isso, tanto na Unidade Maringá, onde a transmissão foi realizada, quanto nas unidades, a cooperativa reuniu cooperados, técnicos, colaboradores e representantes de empresas fornecedoras.  

 

Momento é agora - Em sua mensagem, o vice-presidente da Cocamar, José Cícero Aderaldo, disse que mesmo com grande parte dos cooperados ainda em plena semeadura de soja do ciclo 2018/19, o momento de planejar a safra de milho de inverno é agora. A campanha, que inicia nesta segunda-feira (22) e vai até 5 de novembro, possibilita que os produtores façam as escolhas dos materiais de sua preferência em matéria de sementes, fertilizantes e defensivos agrícolas. 

 

Logística - “Temos pela frente o desafio da logística, de fazer a distribuição de todas as aquisições até o início de janeiro, antes da semeadura”, comentou Aderaldo. Ele lembrou ainda que os próximos meses vão ser de transição de governo, não se sabendo, por exemplo, como o próximo governante vai conduzir temas como a tabela do frete, o que pode se refletir nos transportes.

 

Favorável - Aderaldo salientou que, de qualquer forma, a campanha oferece ao produtor a oportunidade de fazer boas negociações, levando em conta a relação de troca que ficou mais favorável, mesmo diante da alta do dólar em 2018, que encareceu os insumos em 19%, na média, comparando com a campanha de 2017. Isso porque a atual cotação do milho, a R$ 30,00 a saca, é 25% superior ante esse mesmo período no ano passado (R$ 24,00). Pela relação de troca, o produtor necessitava de 127 sacas por alqueire para pagar o custo de produção em 2017. Neste ano, ele precisa de 120 sacas. A orientação do vice-presidente é que, ao efetuar suas compras, os produtores travem os custos e não deixem de fazer seguro. 

 

É preciso agilizar - Para o gerente de Insumos da cooperativa, Geraldo Ganaza, considerando que já é final do ano e as primeiras semeaduras iniciam em janeiro, o calendário vai ficando apertado a cada dia que passa. Só de fertilizantes, a projeção é de uma demanda de 100 mil toneladas entre os cooperados da Cocamar. Considerando como data final o dia 20 de janeiro, seriam necessárias, para completar aquele volume, e a partir deste 22/10, nada menos que 111 carretas para transportar 3,3 mil toneladas/dia. 

 

Comprar logo - O cooperado João Clair Cremm foi um dos que prestigiaram o lançamento em Maringá. Com sua propriedade na Comunidade Guerra, ele disse que já finalizou a semeadura de soja e pretende fazer logo as aquisições de insumos para o milho de inverno. “Deixar para a última hora pode ser ruim”, completou. (Imprensa Cocamar)

 

{vsig}2018/noticias/10/23/cocamar_II/{/vsig}

COAMO: Presidente da cooperativa recebe título de cidadania honorária

O presidente da Coamo Agroindustrial Cooperativa, José Aroldo Gallassini, recebeu nos dias 17 e 18 de outubro, respectivamente, em Maracaju e Sidrolândia, no Mato Grosso do Sul, dois títulos de Cidadania Honorária. Com as duas homenagens, Gallassini chegou ao 52º título de municípios paranaenses, catarinenses e sul-mato-grossesenses, além dos títulos do Estado do Paraná e do Mato Grosso do Sul.

Eventos - Os eventos foram prestigiados por vereadores, prefeitos, deputados, cooperados e funcionários da Coamo dos dois municípios. Em Maracaju, o título foi proposto pela vereadora Eliane Simões Vicensi. “O Dr. Aroldo é antes de tudo um visionário, que acreditou na nossa cidade e no potencial dos nossos agricultores. Com trabalho e firmeza trouxe a Coamo a comunidade de Maracaju com muita segurança, estabilidade e evolução”, afirma.

Exemplo - Para o prefeito de Maracaju, Maurílio Ferreira Azambuja, a Coamo é um exemplo de gestão a ser seguido, inclusive, pelo poder público. “É gratificante participar de um evento como este em que homenageia uma pessoa como José Aroldo. É um líder que olha para o futuro e pensa na melhoria de vida das pessoas”, assinala.

Parlamentares - As principais lideranças políticas, empresariais e econômicas de Sidrolândia, além de dois deputados estaduais e um deputado eleito, prestigiaram a cerimônia de entrega do título de cidadão sidrolandense ao engenheiro agrônomo José Aroldo Gallassini, numa iniciativa do vereador Waldemar Acosta. “É um empresário de sucesso, um visionário, que já escreveu seu nome na história do município. Um exemplo inspirador”, destaca.

Portas abertas - O prefeito Marcelo Ascoli ressalta que Sidrolândia estará sempre de portas abertas para recepcionar todos aqueles que acreditam no potencial do município e fazem investimentos, geram emprego e renda. “A gente vê muitos municípios se transformando após a chegada da Coamo e com Sidrolândia não será diferente”, comenta. A Unidade da cooperativa no município foi inaugurada em janeiro deste ano.

Satisfação e orgulho - O presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, ressalta a satisfação e orgulho em receber os dois títulos. “Há tempos vínhamos recebendo solicitações de produtores dessas regiões para trazermos nosso sistema cooperativista de resultado que há 48 anos temos implantado, inicialmente no Estado do Paraná, em seguida em Santa Catarina e, posteriormente, no Estado do Mato Grosso do Sul. Em Sidrolândia, inauguramos no início deste ano e, em Maracaju, há seis anos. São unidades importantes em dois municípios que têm grandes produções agrícolas e que vêm recebendo investimentos significativos”, assinala.

Cidadão - Ele cita que “ao receber estes títulos, sinto-me orgulhoso em ser um cidadão desta terra, onde bravos agricultores deram mostra de sua capacidade e fé num futuro cada vez melhor. Ser cidadão desses municípios muito me envaidece, pois, pertencer a uma comunidade de um povo amigo e solidário é o sonho de qualquer pessoa. Desta forma, tornar-me um dos seus cidadãos é para mim extremamente gratificante.”

Princípio - Gallassini lembra que a Coamo é uma cooperativa que tem como princípio a melhoria do status socioeconômico dos cooperados, que são os donos e razão principal da sua existência. “Tenham certeza, nossa missão é levar aos nossos cooperados o que de melhor existe em tecnologia para o amparo de sua atividade agrícola, ou seja: no campo técnico agronômico, no fornecimento de insumos de comprovada qualidade, no apoio financeiro, no preparo do cooperado, na administração financeira e administrativa e no seu desenvolvimento educacional e social, objetivando sempre a evolução do quadro social como um todo: sua família, seus colaboradores, bem como a comunidade em que vive. Pois o papel do cooperativismo é sustentar e preservar a rentabilidade do quadro de cooperados. ”

Investimentos - Foram investidos em Sidrolândia um total de 54 milhões, em instalações que somam 12,440 mil metros quadrados de construção, com a geração de 43 empregos diretos e 34 empregos temporários. Já em Maracaju, desde o início das atividades, em 2012, já foram investidos mais de R$ 100 milhões visando sempre a melhoria no atendimento e recebimento da produção dos cooperados. (Imprensa Coamo)

{vsig}2018/noticias/10/23/coamo/{/vsig}

UNIMED MARINGÁ: Programa Jovem Aprendiz abre porta para efetivação de profissionais

 

unimed maringa 23 10 2018Vinícius de Almeida Tore é conferente de Intercâmbio na Unimed Maringá desde dezembro de 2017. O primeiro emprego com carteira assinada do jovem de 19 anos veio depois do período que trabalhou na cooperativa como Jovem Aprendiz.

 

Incentivo - “Meu período de aprendizagem durou dois anos e nesse tempo participei de treinamentos, fiz amizades e recebi incentivo da Unimed e da instituição que me inseriu no programa”, conta Tore, contratado para trabalhar na mesma área em que iniciou como Jovem Aprendiz. “Consegui perceber que o meu esforço e dedicação foram reconhecidos”, completa.

 

Inserção - A inserção de aprendizes é feita na Unimed Maringá desde 2000, quando foi promulgada a lei que determina que empresas de médio e grande porte devem contratar jovens de 14 a 24 anos para cumprir um período de aprendizagem remunerada de até dois anos.

 

Total - Atualmente, a cooperativa conta com 17 aprendizes entre os colaboradores. “Eles realizam um trabalho de extrema importância e auxílio no dia a dia. Por outro lado, a Unimed ensina e oferece a oportunidade de um início no mercado de trabalho. Tê-los conosco nos ajuda a cumprir nosso papel social”, diz a analista de Gestão de Pessoas, Mayara Galeli.

 

Efetivação - Para ampliar as chances dos jovens conquistarem uma vaga efetiva, a Unimed oferece um Programa de Capacitação, com ensinamentos sobre o mercado de trabalho e vida pessoal. “Os jovens desenvolvem atividades administrativas e são sempre acompanhados por outro colaborador, para que aprendam e entendam o porquê de cada tarefa”, acrescenta May ara.

 

Contratação - Segundo ela, os aprendizes são contratados para ocupar vagas efetivas que são abertas na área em que atuam ou em setores diferentes. O diferencial na hora de garantir o emprego é ter apresentado boa evolução durante o período de aprendizagem. (Imprensa Unimed Maringá)

 

ECONOMIA: Prévia da inflação oficial é de 0,58% em outubro

economia 23 10 2018O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que mede a prévia da inflação oficial, registrou alta de preços de 0,58% em outubro.

Superior - A taxa é superior ao 0,09% de setembro e ao 0,34% de outubro de 2017. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (23/10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Taxas - Com o resultado da prévia, o IPCA anota taxas de 3,83% no ano e de 4,53% em 12 meses, acima dos 4,28% acumulados em 12 meses até setembro.

Alimentos e transportes pesam na inflação - Os grupos que mais contribuíram para o aumento do IPCA-15 de setembro para outubro foram alimentação e transportes. Os alimentos, que tinham registrado deflação (queda de preços) de 0,41% na prévia de setembro, passaram a ter uma inflação de 0,44% na prévia de outubro.

Influência - O resultado foi influenciado pela alta nos preços de alimentos como tomate (16,76%), frutas (1,90%) e carnes (0,98%).

Transportes - Já a inflação dos transportes subiu de 0,21% na prévia de setembro para 1,65% na prévia de outubro, por causa principalmente da gasolina, que teve o maior impacto individual do IPCA-15 com um aumento de preços de 4,57%. (Agência Brasil)

 

BRASIL: Estatais devem elevar investimento em 2019

 

brasil 23 10 2018Depois de atingirem no ano passado o nível mínimo da série histórica, os investimentos das estatais estão em fase de estabilização e devem, puxados pela Petrobras, entrar em alta no ano que vem, segundo avaliação do ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda Manoel Pires.

 

Vetor - Ele avalia que esse deverá ser um dos vetores do crescimento econômico de 2019, mas aponta com preocupação a incerteza em torno do que acontecerá com os investimentos da Eletrobras, que continuam em queda. 

 

Queda substancial - "Nos últimos anos, observamos uma queda substancial dos investimentos das empresas estatais federais. A série histórica pode ser dividida em quatro períodos. Nos dois primeiros anos (2000-01) os investimentos encontraram-se na média em 0,9% do PIB. Entre 2002 e 2006, os investimentos se aceleraram de forma moderada atingindo a média de 1,28% do PIB. A partir de 2007 inicia-se uma forte aceleração chegando a 2% do PIB na média do período até 2013. A partir de 2014 observa-se uma forte contração. Em 2017 os investimentos alcançaram a mínima da série histórica", diz Pires em uma análise para seu Observatório de Política Fiscal.

 

Sinais - Ao Valor o economista explicou que neste ano os sinais são de estabilização, principalmente por causa da ligeira melhora nos investimentos da Petrobras, que representam 85% desse gasto das estatais, apesar de a Eletrobras continuar recuando. Ele enxerga que esse movimento da estatal petrolífera tende a continuar, com a principal fase de desalavancagem da empresa tendo ficado para trás.

 

Impulso - Segundo ele, o desempenho da Petrobras é um importante impulso para a economia, especialmente para os investimentos. A empresa sozinha representa cerca de 4% da Formação Bruta de Capital Fixo e já foi mais que o dobro disso, em 2013.

 

Impactante - Naquele período, só o recuo da empresa entre 2013 e 2014 representou metade da queda da formação bruta naquele período. "A Petrobras é muito impactante."

 

Termos nominais - Entre 2013 e 2018, os investimentos do conjunto das estatais caíram 56%, em termos nominais. "É verdade que estava muito alto o nível de investimentos, tem projetos que a gente sabe que não renderam frutos, mas mesmo assim é uma desalavancagem forte, é menos contratação, menos capital, menos muita coisa", afirmou.

 

Debate eleitoral - O tema das estatais é um dos aspectos mais importantes do debate eleitoral deste ano. O candidato líder nas pesquisas hoje, Jair Bolsonaro, tem no seu programa econômico uma defesa de um amplo processo de privatizações de empresas do governo federal. Seu guru econômico e já anunciado como futuro ministro da Fazenda de um eventual governo, Paulo Guedes, defende que se vendam todas as empresas, inclusive as grandes como Petrobras, Eletrobras, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Mas Bolsonaro já tratou de baixar as expectativas dizendo que não venderá empresas estratégicas.

 

Grandes empresas - Vale lembrar que essas grandes empresas representam mais de 90% dos investimentos das empresas do governo federal. No caso da Eletrobras, contudo, uma privatização é o caminho mais viável para que o setor tenha retomada dos investimentos, dadas as enormes dificuldades de caixa da companhia. (Valor Econômico)

 

COMÉRCIO EXTERIOR: Balança comercial tem superávit de US$ 1,4 bi na 3ª semana de outubro

 

comercio exterior 23 10 2018A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 1,408 bilhão na terceira semana de outubro, informou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. No período, as vendas ao exterior somaram US$ 5,334 bilhões e as compras US$ 3,925 bilhões. Com o desempenho, o saldo comercial positivo no mês soma US$ 4,586 bilhões e, no ano, chega a US$ 48,9 bilhões.

 

Alta - As exportações até a terceira semana de outubro cresceram 19%, pelo critério de média diária, na comparação com outubro de 2017. As vendas de US$ 1,069 bilhão, por dia, foram puxadas pelo aumento dos embarques nas três categorias de produtos. Os básicos lideraram o avanço e cresceram 40,4% para US$ 566,1 milhões, com destaque para petróleo bruto, arroz, soja, minérios de manganês e carne bovina. As vendas de manufaturados cresceram 5,5% para US$ 351,6 milhões, e as de semimanufaturados subiram 4,5% para US$ 147,1 milhões.

 

Importações - Na ponta contrária, as importações cresceram 13,9% em média, para US$ 741,8 milhões, no acumulado do mês. Nesse comparativo, houve avanço dos gastos com adubos e fertilizantes (97,9%), químicos orgânicos e inorgânicos (36,0%), farmacêuticos (35,1%), combustíveis e lubrificantes (25,9%) e equipamentos mecânicos (8,9%). (Valor Econômico)

 

OMC: Aberta disputa do açúcar com a China

omc 23 10 2018A China tem prazo até o dia 26 para responder à Organização Mundial de Comércio (OMC) se aceita ter consultas com o Brasil sobre a queixa brasileira em relação a barreiras ao açúcar no mercado do país asiático, em uma última tentativa de buscar uma solução mutuamente satisfatória.

Painel - Se Pequim não aceitar, o que parece ser a tendência, o Brasil poderá apresentar o pedido de painel (comitê de investigação) contra a medida chinesa. Mas as consultas, que poderão ser realizadas até meados de dezembro, dificilmente vão dar resultado.

Salvaguarda - Em Pequim, o Ministério do Comércio da China reafirmou que sua salvaguarda, adotada para proteger os produtores chineses de açúcar contra as importações - e que elevou a tarifa sobre o produto brasileiro a 90%, derrubando as exportações - está em linha com as regras da OMC.

Argumentos - O Brasil contesta com uma série de argumentos detalhados no pedido que fez e que a OMC publicou nesta segunda-feira (22/10), oficialmente, em seu site.

Conversa - Também é importante notar que negociadores brasileiros conversaram muito com autoridades chinesas sobre o imbróglio, durante meses. Se Brasília acionou o mecanismo de disputas da OMC, dizem fontes, é porque concluiu que Pequim não iria rever sua medida.

Confirmação - Com a confirmação do acionamento na OMC, o Brasil promove sua primeira abertura de disputa contra a China no órgão. E, paralelamente, o país e outros importantes produtores de açúcar do mundo cogitam entrar com uma outra disputa na OMC envolvendo a commodity, mas contra a Índia. (Valor Econômico)

 

CAGED: Setembro tem a maior criação de emprego formal para o mês desde 2013

 

caged 23 10 2018Beneficiada pelos serviços e pela indústria, a criação de empregos com carteira assinada atingiu, em setembro, o maior nível para o mês em cinco anos. Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, 137.336 postos formais de trabalho foram criados no último mês. O indicador mede a diferença entre contratações e demissões.

 

Última vez - A última vez em que a criação de empregos tinha superado esse nível tinha sido em setembro de 2013, quando as admissões tinham superado as dispensas em 211.068. A criação de empregos totaliza 719.089 de janeiro a setembro e 459.217 nos últimos 12 meses.

 

Atividades - Na divisão por ramos de atividade, sete dois oito setores econômicos criaram empregos formais em setembro. O campeão foi o setor de serviços, com a abertura de 60.961 postos, seguido pela indústria de transformação (37.449 postos) e pelo comércio (26.685 postos). A construção civil abriu 12.481 vagas, seguida pelos serviços industriais de utilidade pública (1.091 vagas), administração pública (954) e extrativa mineral (403).

 

Agropecuária - O nível de emprego caiu apenas no setor da agropecuária, que demitiu 2.688 trabalhadores a mais do que contratou no mês passado. Tradicionalmente, setembro registra contratações pela indústria, que começa a produzir para o Natal. Em contrapartida, o mês registra demissões no campo, por causa da entressafra de diversos produtos.

 

Destaques - Nos serviços, os grandes destaques foram o comércio e a administração de imóveis, valores mobiliários e serviço técnico, que abriu 25.872 postos, e os serviços de alojamento, alimentação, reparação, manutenção e redação, com 13.168 vagas. A indústria foi impulsionada pelos produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico, com 29.652 postos.

Regiões - Todas as cinco regiões brasileiras criaram empregos com carteira assinada em setembro. O Nordeste liderou a abertura de vagas, com 62.177 postos, seguido pelo Sudeste (38.933 vagas). Foram abertos 18.063 postos no Sul, 10.262 no Norte e 7.901 no Centro-Oeste.

 

Estados - Na divisão por estados, apenas o Mato Grosso do Sul demitiu a mais do que contratou, com o fechamento de 2.645 postos formais de trabalho. As maiores variações positivas no saldo de emprego ocorreram em São Paulo (22.448 vagas), Pernambuco (21.414), Alagoas (15.179) e Paraná (9.487). (Agência Brasil)

 

COMBUSTÍVEL: Petrobras anuncia redução de 2% no preço da gasolina nas refinarias

 

combustivel 23 10 2018A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (22/10) uma redução de 2% no preço da gasolina comercializada em suas refinarias. A partir desta terça-feira (23/10), o litro do combustível passará a ser negociado a R$ 2,0639, segundo informou a estatal. Essa é a sétima queda consecutiva do preço, que desde 22 de setembro, quando custava R$ 2,2514 por litro, já recuou 8,33%. (Agência Brasil)

CONGRESSO: Líderes querem retomar discussão sobre reforma tributária

 

congresso nacional 23 10 2018Líderes de vários partidos afirmam que o Congresso poderia avançar ainda neste ano na discussão da reforma tributária (PEC 293/04) para que o novo governo já pudesse votá-la no início de 2019. A votação da matéria em 2018 esbarra na impossibilidade legal de aprovar emendas constitucionais enquanto a área de segurança pública do Rio de Janeiro estiver sob intervenção federal.

 

Urgência - O líder do PRB, deputado Celso Russomanno (SP), destaca a urgência da mudança na legislação tributária. “Ou a gente baixa a carga tributária e faz o País crescer de novo e gerar empregos ou vamos ficar na mesmice que estamos”, comenta. “Estamos trabalhando para que aprovemos, no próximo governo, a reforma tributária definitivamente, desonerando o setor produtivo.”

 

Eleição - Já o deputado Jorge Solla (BA), vice-líder do PT, ressalta que a pauta dos próximos meses dependerá de quem for eleito presidente da República. Na opinião do parlamentar, a reforma tem de tributar os mais ricos e preservar os menos favorecidos. “O Brasil é um dos únicos países do mundo em que a distribuição de lucros e dividendos das empresas não paga imposto”, critica. “É um país onde quem tem escuna, navio não paga imposto; quem tem helicóptero, com ou sem cocaína, não paga imposto.”

 

Reforma da Previdência - Quase todos os líderes concordam, porém, que a reforma da Previdência deve ficar para o ano que vem. “A votação só será possível com a força de um novo governo, de uma nova bancada de deputados que venham a tratar dessa pauta”, aponta o líder do PP, deputado Arthur Lira (AL).

 

Maioridade penal - Vice-líder do DEM, o deputado Alberto Fraga (DF) espera a votação, no Senado, ainda neste ano, de propostas relacionadas à redução da maioridade penal e ao fim do “saidão” de presos; e, na Câmara, de mudanças no Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/03), e a reforma do Código de Processo Penal (Decreto-Lei 3.689/41).

 

Espaço - O líder do PSDB, deputado Nilson Leitão (MT), disse que também há espaço para votar propostas que reduzam o tamanho da máquina pública e uma revisão do atual processo de licenciamento ambiental. (Agência Câmara)

 


Versão para impressão


RODAPE